Convivendo

Qual a influência do sexo na sua vida?

sexo
Carolina Zambelo
Escrito por Carolina Zambelo

Tenho refletido muito sobre esse assunto, algo que está em constante desenvolvimento aqui dentro. Fui uma das últimas da turma de amigas a perder a virgindade, naquela época, o sexo, pra mim, estava diretamente ligado ao amor, e, assim, esperei até encontrar um cara que eu amasse para “me entregar”. Com o passar dos anos, passei a brincar que, se soubesse que era tão bom, teria feito antes. Mas a real é que essas duas posturas já não cabem mais na pessoa que sou hoje.

Primeiro porque, sim, acho que foi fundamental ter iniciado minha vida sexual com um cara bacana, que respeitou meu tempo e por quem nutria um sentimento especial. E outra que se tivesse acontecido antes, provavelmente, minha relação com o sexo seria outra. Vai saber.

O fato é que o sexo em si envolve muita coisa que vai além do que ele é de verdade. Convido você a refletir sobre isso.

Já fiz sexo com amor, com tesão, com indiferença. Já transei por carência, por não querer contrariar, por medo de perder
Já usei o sexo como “arma” de conquista e como moeda de troca. E, hoje, talvez não com a clareza e leveza que gostaria, consigo identificar todas essas situações e perceber como fui tola em muitos momentos. Mas, sabe, é aquela velha história de que precisamos experienciar situações para evoluirmos nesse plano.

Pra mim, sexo não tem nada a ver com amor, eles podem, ou não, caminhar juntos. Já não me entrego a alguém se não for inteiramente da minha vontade. E entendi que sexo não conquista o amor de ninguém e não me torna especial para quem quer que seja.

Hoje, eu entendo o sexo como forma de expressão, é através dele que deixo fluir o que está dentro de mim, aquelas coisas que as palavras não são capazes de traduzir. Que troco minhas energias com o universo e com o outro. O sexo é uma ferramenta de autoconhecimento, de expansão e um canal de amor. Não só o amor romântico pelo outro, mas o mais importante de todos, o amor próprio!

Sexo é maravilhoso seja a um, dois, três, quantos quiser, desde que você esteja inteiro, consciente e presente no momento que estiver fazendo.

Sexo é toque, respiração, coração batendo, mas principalmente alma vibrando.

Desejo que você se encontre no sexo e seja muito feliz. Sempre, é claro, dentro da sua verdade. Sexo é vida! Então, bora viver!

Namastê.


Você também pode gostar de outros artigos da autora. Acesse: O poder de um beijo!

Sobre o autor

Carolina Zambelo

Carolina Zambelo

Jornalista, aquariana, mãe do Dudu (um maltês de 6 anos), tia da Bella e do Matheus, otimista por vocação, muita fé em Deus e na vida e sempre em busca da minha melhor versão.

Desde pequena sou ligada aos assuntos que envolvem esse mundo “oculto”, sempre acreditei em forças superiores e que a vida é algo muito além do que nossos olhos são capazes de enxergar, pelo menos, os olhos físicos.

Como um ser que ainda não se iluminou, coleciono tropeços, lágrimas, recomeços, mas também acertos lindos, sorrisos e muito amor!

Meu desejo é que meus conhecimentos humanos, espirituais e profissionais possam levar muita coisa boa para o maior número de pessoas possível e transformar vidas. Inclusive, foi por esse motivo, que ainda criança, decidi ser jornalista. Sempre acreditei que a informação revoluciona e é capaz de mudar o mundo.

Que essa missão perpetue e que seja incrivelmente linda para todos nós.

Gratidão. Namastê!

Contatos:
Facebook: /Carolina Zambelo |
Instagram: @carolinazambelo
E-mail: [email protected]