Espiritualidade

Quaresma e piedade cristã

Cruz com uma coroa de espinho
123RF
Luis Lemos
Escrito por Luis Lemos

Biblicamente a Quaresma é o período que Jesus passou no deserto se preparando para enfrentar a morte na cruz. “Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. Depois de jejuar 40 dias e 40 noites, teve fome.

O tentador aproximou-se dele e disse: “Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães”. Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viver o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’”. (Mateus 4:1‭-‬4)

Dessa forma, Quaresma é um tempo propício de oração, penitência e caridade, tripé dos ensinamentos deixados por Jesus aos seus discípulos. Um período de intensa vivência dos valores cristãos, em que o amor ao próximo, o respeito mútuo, a solidariedade e o perdão devem prevalecer entre todos. Em outras palavras, Quaresma é o período em que o cristão renova sua fé em Deus, visto que com a morte de Jesus na cruz Ele redimiu os nossos pecados e com Ele ressuscitamos para a Sua glória.

Pessoa orando com as mãos unidas em cima da bíblia aberta
Patrick Fore/Unsplash

Numa sociedade tão materialista como a nossa, em que ninguém se importa com o outro, não temos dúvidas de que Jesus ressuscita todas às vezes quando praticamos a caridade, quando oramos pelos nossos inimigos, quando damos de comer a quem tem fome, quando respeitamos quem não pratica a mesma religião que a nossa, quando acolhemos os estrangeiros, quando não somos arrogantes, autossuficientes e soberbos. Ao praticarmos algumas dessas ações, ou todas, não podemos nos esquecermos do Amor de Deus para conosco, pois sem ele não seríamos capazes de realizar tantos feitos.

Mulher orando no altar da igreja
Ben White/Unsplash

Nas Sagradas Escrituras, encontramos três virtudes de quem pratica a caridade: a primeira, de amigo; a segunda, de filho; a terceira, de herdeiro. A essas três virtudes correspondem três versículos bíblicos:

Você também pode gostar

“Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que foi preparado para vocês desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’”. (Mateus 25:34-36). Se não todo o tempo, pelo menos neste período da Quaresma, pratiquemos a caridade e sejamos piedosos!

Sobre o autor

Luis Lemos

Luis Lemos

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA); Graduado em Filosofia pela Universidade Católica de Brasília (UCB); Bacharelado em Filosofia pelo Centro do Comportamento Humano (CENESCH).

Professor de Ciências Naturais na Secretaria Municipal de Educação de Manaus (SEMED/AM). Professor de Filosofia da Educação, Ética e Filosofia Jurídica na Faculdade Martha Falcão/Devry Brasil.

Tem experiência na área de Filosofia da Ciência, com ênfase em História da Filosofia, atuando principalmente com os temas: Educação, Ensino de Ciências, Epistemologia, Ética e Ética Profissional.

Autor dos livros: O primeiro olhar – A filosofia em contos amazônicos (2010); O segundo olhar – A filosofia em temas amazônicos (2012); O terceiro olhar – A filosofia em lendas amazônicas (2014); O homem religioso - A jornada do ser humano em busca de Deus (2016).