Convivendo

Quem quer ser um profissional de sucesso?

Antigo telégrafo de sala de máquinas indicando a palavra sucesso. O objeto é todo dourado.
Thales Kroth de Souza

“O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar com mais inteligência.” – Henry Ford.

Muitos profissionais buscam sucesso a toda prova, mas não sabem se estão correndo para a estrada certa. Isso acontece quando há confronto entre risco e retorno. Empreendedores apostam em seus produtos e serviços acreditando no sucesso. Pode vir aos poucos, rapidamente, enfim, a ideia é superar o risco e a rentabilidade ser aliada. Todos buscam isso.

Nenhuma tentativa é em vão, todas possibilitam algum aprendizado. Aprender com os insucessos é ruim, mas faz parte. O conjunto da obra possui relação com as formas de vitória. Pode-se vencer em uma venda, um contrato, um empreendimento. É imensurável quando estamos com sucesso. Toda forma de vitória é bem-vinda, todavia não se sabe quando o sucesso está perto ou longe.

Empresário subindo escada de concreto. Fundo da imagem é a paisagem de uma cidade grande. Ele usa roupa social e carrega uma mala.

Sucesso não está na Europa, não é o cidadão que possui muito dinheiro no banco nem quem aparece na mídia constantemente. Sucesso é relativo. Para os negócios, são aqueles que propiciam desenvolvimento constante para as negociações. Associam-se normalmente fatos, informações com a ideia de sucesso, pois faríamos se tivéssemos essa proeza. Dinheiro é modo motivacional para o sucesso, mas o que se faz com ele transforma a inteligência emocional para o mérito de vencer.

Quem quer ser um profissional de sucesso? Todos que prestam serviços ou vendem alguma coisa! Existem muitas mentes criativas que inovaram em diversos setores. Inovações, comunicações e tecnologia são setores que aparentam um nível de vitória. Das dez empresas que mais valem na atualidade, nove são da área tecnológica. Elas inovaram formas de trabalho, rendimentos, serviços, etc. São empresas de sucesso: fizeram primeiro e bem o que estão propostas a fazer, alta criação de valor, crédito aos seus colaboradores e aos negociadores pelo seu nome. Existem muitas variáveis nesse processo de sucesso, todavia o principal é a ideia inicial.

“O sucesso é uma consequência, não um objetivo.” – Gustave Flaubert.

Empresária segurando uma pasta sob o braço esquerdo e com o braço direito levantado. Parece comemorar. Ao fundo uma paisagem de cidade. Conceito de sucesso profissional.

Ninguém levanta de manhã com a intenção de fazer o seu dia ser vitorioso, a verdade é que se possui um objetivo específico para alcançar um bom resultado. Se ele for alcançado, logo se tornará um sucesso.

Como fazer os meus dias serem vitoriosos? Planejando, preparando-se e tendo barganhas para se conquistar. É devagar ou rápido que se consegue? Depende, pois cada meta tem um esforço. Faça o seu melhor sempre para não se ter dúvidas que o sucesso baterá em sua porta. Eis uma dádiva.

 

 

 


Você também pode gostar de outro artigo deste autor. Acesse: Correr, um suspiro para o trabalho

Sobre o autor

Thales Kroth de Souza

Thales Kroth de Souza

Gaúcho de coração, formado em Técnico em Contabilidade pelo Instituto Rubén Darío, graduando em Gestão Financeira e Administração pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Palestrante pela ODAC - Organização do Aluno Consciente, Voluntário na ONG Parceiros Voluntários e profissional com experiência nas áreas financeira e bancária.
Amante de corrida, gostar de malhar, leituras e manter-se informado.
Solteiro, procura o amor nas entrelinhas da vida.

Email: [email protected]
Facebook: thales.desouza.9655
Linkedin: thales-kroth-de-souza