Autoconhecimento Comportamento

Seja real para atrair pessoas reais

Silhueta de mãos uma entregando flores para outra com sol refletindo
Lucas Direito
Escrito por Lucas Direito

Uma coisa é certa, sendo quem realmente somos, mostrando o nosso verdadeiro eu, iremos atrair pessoas da mesma frequência energética.

Não podemos agir sempre de uma forma que esconda nossos verdadeiros sentimentos, anseios e, ainda assim, querer que os que estão ao nosso redor sejam transparentes.

No decorrer de nossas vidas, podemos sofrer algumas decepções dolorosas e, por muitas vezes, acabamos por criar algumas camadas, penso que queremos nos proteger. Mas proteção de mais pode criar uma aparência errada.

Anéis de cebola cortados vistos de cima
Foto de Wilhelm Gunkel de Unsplash

Cebolas, isso mesmo, cebolas! Muitos de nós somos como aquelas enormes cebolas cheias de camadas e não fica difícil apenas para que outros consigam chegar em nosso coração ou até mesmo entenderem nossos sentimentos. Fica realmente complicado até para nós que somos essa cebola. É difícil olhar para dentro, é cansativo levantar todas essas camadas.

Criando todas essas zonas de confortos, não seremos originais. O engraçado dessa vida são nossas falhas, nosso jeito desengonçado, nossa risada, nossas histórias trágicas que você pode ter certeza que daqui a alguns anos não serão mais assim tão dramáticas. Tornamo-nos pessoas interessantes quando somos capazes de digerir nossos momentos de tristezas e contar sobre eles em uma roda de amigos, mas agora em uma outra perspectiva.

Não precisamos estar sempre pisando em ovos, com medo de mostrar nossas cicatrizes e alegrias.

Sejamos fiéis para conosco!

Faça um teste consigo mesmo. Quantos segredos antigos você morria de medo que descobrissem e hoje são as coisas mais estúpidas, ninguém quer saber?

Seja real, original, alto astral. Está tudo bem, seus maiores defeitos vão encantar quem quer que esteja ao seu lado.

Não tenha muito pudor para consigo, distraia-se mais. Apenas, por hoje, não leia o rótulo!

Você também pode gostar

Deixando as coisas serem mais leves, os que rodearão você serão também dessa forma. Não se assuste caso algumas pessoas afastem-se, elas não são obrigadas a gostar do seu verdadeiro eu, e isso é ótimo, pois você também não é obrigado a tolerar pessoas que nada o agregam.

Deixando de ser uma cebola, você vai descobrir que ser uma banana não é nada do que dizem por aí!

Gratidão!

Sinto muito!

Sobre o autor

Lucas Direito

Lucas Direito

Lucas Direito, cujo sobrenome dá conversa para inúmeras piadas.

Atualmente moro na Europa, sonho que realizei, e a cada dia que passa percebo o quão é bom correr atrás do que acreditamos.

Adoro viajar, provar novos sabores e estar em contato com pessoas das mais diversas culturas.

Acredito que se soubermos olhar o mundo com o coração somos capazes de alcançar uma compreensão e gratidão por tudo que nos acontece, mas esse pensamento não foi de um dia para o outro, então respeito se você ainda não tem essa perspectiva.

Aliás, muito importante, com o respeito se ganha o mundo.

Sou grato por tantas coisas, mas adoro o poder das palavras e com elas os prazeres desta vida.

E-mail:[email protected]
Site: lucasdireito.com
Facebook: Lucas Direito
Instagram: @llucas.direito