Autoconhecimento

4 maneiras de treinar o seu cérebro para amar incondicionalmente

Elderly Senior Couple Romance Love Concept
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Seja por natureza ou não, vivemos com aquela expectativa de “tudo o que você dá você recebe”. Karma, amor, esforço, recompensa. Fazemos algo acreditando que vamos receber o que queremos ou desejamos. Gastamos grande parte de nossas vidas trabalhando para que possamos ter dinheiro para sobreviver. Realizamos boas ações, para que nós mesmos nos vejamos como “boas pessoas”. Nós nos concentramos e damos atenção na esperança de que algo bom vá voltar para nós.

E é por isso que parece que a nossa segunda natureza é amar os outros incondicionalmente — ou, em outras palavras, agir sem querer ou esperar nada em troca. Crescemos acreditando que nossas boas ações geram boas recompensas e, tendo essa premissa como base, ficamos motivados a fazer qualquer coisa.

Pare de ignorar seu medo de amar. Escolha o amor apesar do medo.

O amor só é assustador quando vem acompanhado da ideia de ter ou perder nosso relacionamento com os outros. Quando estamos conscientes do fato de termos medo de amar, somos capazes de amar apesar desse medo, ao invés de simplesmente o ignorar ou fugir dessa situação.

O problema é que temos um relacionamento tão sério com a nossa autoestima, sobrevivência, significados e propósitos que não conseguimos enxergar a simplicidade que é estar junto e dar o amor que você carrega no peito, simplesmente por dar.

Entenda que toda ação tem sua reação, mas nem sempre é aquela pela qual você quer ou está esperando.

A maior parte do sofrimento acontece quando você tenta prever ou depender da reação de alguma atitude sua. A única coisa que você consegue controlar são as suas ações, as consequências delas são imprevisíveis e tentar estar no comando do incontrolável é comprar uma passagem só de ida para a infelicidade.

Entenda que o amor não dá para ser medido

Se ele é real, ele é infinito — você pode dá-lo eternamente sem esperar nada em troca e sempre vai achar que é o suficiente.

Mude a recompensa

Pense no amor como uma recompensa que você ganha ao ver alguém que ama feliz. Abra seu coração conscientemente para a empatia e deixe que a felicidade de alguém torne-se a sua também (afinal, o amor é isso).

Faça da recompensa o simples ato de estar fazendo alguma coisa e não pense no significado por trás dos seus atos ou em como você se tornou uma “pessoa melhor” depois de fazê-los. Pense simplesmente em como se sente ao estar fazendo parte da felicidade de outra pessoa.

O amor não tem segredos, ele é o mais simples dos sentimentos. Quando é verdadeiro, a nossa maior felicidade é sentir essa imensidão que nos faz sonhar e querer viver. Por isso, não tenha medo desse sentimento, viva-o no seu auge, experimente a sensação do infinito e não espere nada em troca, porque amar já é a maior dádiva que você pode receber.


Texto escrito por Amanda Magliaro Prieto da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]