Doutrina Espírita Espiritualidade

Será que existem outros mundos?

Como compreender as palavras do Cristo?

Por que ele usa as parábolas?

No estudo do Evangelho encontramos as palavras do Cristo em forma de parábolas, para que fossem decifradas à medida que o homem evoluísse.

Não seria possível transmitir diretamente todo seu conhecimento na época de sua jornada terrena, onde os homens ainda muito primitivos precisavam de tempo para atingir a compreensão de seus ensinamentos. Seria como ensinar álgebra à crianças de 5 anos.

Neste item em particular Jesus se referia ao Universo como sendo a casa do Pai e os diversos mundos em seus mais variados estágios evolutivos.

  • Mundo primitivo: onde se verificam as primeiras encarnações da alma humana.
  • Mundo de expiação e provas: onde o mal predomina.
  • Mundo de regeneração: onde as almas que ainda têm algo a expiar, adquirem novas forças, repousando das fadigas da luta.
  • Mundos felizes: onde o bem predomina sobre o mal.
  • Mundos divinos ou celestes: onde moram os Espíritos purificados e o bem reina plenamente.

A terra está situada na faixa dos mundos de expiações e provas. O predomínio do mal ainda existe, porém estamos já em fase de transição para os mundos de regeneração. Os Espíritos Missionários que aqui reencarnam nos auxiliam a alcançar o progresso moral através de seus ensinamentos para que cheguemos ao nosso objetivo.

Os apóstolos do Cristo quando encarnados em missão na terra muitas vezes sentiram-se deslocados neste mundo tão denso para seus espíritos elevados, em consolo o Cristo lhes disse:

Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede também em mim”, acrescentando logo a seguir: “Há muitas moradas na casa de meu Pai, se assim não fosse eu vos teria dito”.(João 14:1-2)

Este ensinamento não era apenas aos apóstolos, mas a todas as criaturas humanas. Somos todos irmãos em jornada, devemos nos lembrar disso, respeitando o limite de cada um e estendendo a mão àquele que precise.

A contemplar a magnitude do céu em toda sua beleza, podemos desfrutar da certeza de sermos seres imortais, amados pelo Pai a habitar este Universo, conforme ensina a Doutrina Espírita.

Luz e paz!

Sobre o autor

Ivone Navas Munoz e Marcia Rubinatti

Ivone Navas Munoz e Marcia Rubinatti

Ivone Navas Munoz e Marcia Rubinatti são espíritas desde 1980 e 1988, respectivamente. Além de participarem ativamente da Doutrina, lecionam juntas há mais de 17 anos o Curso de Educação Mediúnica, primeiramente no Grupo Espírita Irmã Clara e atualmente no Grupo Espírita Irmã Diva, em São Caetano do Sul. Ambas fizeram seus cursos de formação através da Federação Espírita de São Paulo.

E-mail Marcia: [email protected]
E-mail Ivone: [email protected]