Doutrina Espírita Espiritualidade

A dor que vem da alma

Como podemos imaginar uma dor tão profunda que não sabemos nem como explicar?

– Uma dor que não doí no físico, e sim o corrói em perda de energia.

– Uma dor impertinente que massacra os pensamentos.

– Uma dor que dilacera a visão tornando tudo nebuloso e sem graça.

– Uma dor que afeta o olfato, retirando a sensibilidade de sentir o perfume da natureza.

– Uma dor que tira-nos o prazer dos alimentos por se tornarem insípidos.

Parece inacreditável que algo assim possa acontecer.

Infelizmente, devo dizer-vos que acontece.

São inúmeras as pessoas que sofrem de dores assim. A chamada dor da alma.

A alma que chora, que sente necessidade de amor, que precisa de compaixão, que solicita carinho e atenção. Muitas vezes, essas pessoas nem mesmo sabem o quanto precisam do próximo para começar uma luta ferrenha contra esta dor dilacerante.

Na maioria das vezes cedem ao desânimo e rendem-se ao exílio para que esta malfadada doença se instale cada vez mais, trazendo mais e mais prejuízos a sua organização física e espiritual.

– Como pedir socorro quando sequer sabemos definir o mal que nos aflige?

– Como buscar ajuda quando não encontramos caminho a seguir?

Sim, é isto mesmo, devemos observar a nossa volta, olhar nos olhos dos nossos amados e percebermos quem está necessitando de nós. Os olhos são as janelas da alma e pelo brilho que refletem nos contam todos os maiores segredos.

Tiremos os olhos dos celulares, computadores e fixemos no olhar do próximo, pois um dia podemos ser um destes sofredores sem esperança à procura de ajuda.

Unamos forças para o bem maior, assim estaremos nos vacinando contra esta doença chamada depressão.

Sobre o autor

Ivone Navas Munoz e Marcia Rubinatti

Ivone Navas Munoz e Marcia Rubinatti

Ivone Navas Munoz e Marcia Rubinatti são espíritas desde 1980 e 1988, respectivamente. Além de participarem ativamente da Doutrina, lecionam juntas há mais de 17 anos o Curso de Educação Mediúnica, primeiramente no Grupo Espírita Irmã Clara e atualmente no Grupo Espírita Irmã Diva, em São Caetano do Sul. Ambas fizeram seus cursos de formação através da Federação Espírita de São Paulo.

E-mail Marcia: [email protected]
E-mail Ivone: [email protected]