Energia em Equilíbrio

Será um sinal ou apenas uma coincidência?

Mulher com semblante pensativo com a mão sobre o queixo. Ela está em um cenário azul.
chajamp / 123RF
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já passou por uma série de coincidências que te ajudaram a resolver um problema que surgiu na sua vida? Provavelmente, essa série de coincidências que teve um significado profundo para você eram, na verdade, um exemplo de sincronicidade.

Esse conceito foi desenvolvido pelo psiquiatra Carl Jung e define a relação simbólica entre um conjunto de acontecimentos, então, em vez de interpretar que muitos eventos relacionados são apenas coincidências, eles seriam sinais importantes para nós, e que fazem parte de um mesmo contexto.

Mas será que tudo que nos acontece e que parece uma coincidência é mesmo um caso de sincronicidade? O que diferencia um sinal de uma coincidência? Como é possível interpretar as mensagens que recebemos? Saiba mais sobre isso, a seguir!

O que são sincronicidades?

De acordo com a teoria de Carl Jung, as sincronicidades ocorrem quando dois ou mais eventos acontecem simultaneamente e apresentam um significado para uma pessoa, estando relacionados entre si.

Mulher cheirando uma flor em um jardim
Artem Beliaikin / Pexels

Para entender melhor como esse conceito se aplica, imagine o seguinte exemplo: um homem precisa fazer uma viagem de avião a trabalho, no entanto, antes de embarcar, um dos filhos dele se sente mal, o que o leva a cancelar a viagem. Depois os jornais anunciam que aquele avião caiu.

Como consequência dessa série de eventos, o homem percebe que precisa estar mais presente para a família dele, e que é melhor deixar o trabalho em segundo plano. Como houve uma reflexão a partir de dois eventos simultâneos e relacionados, trata-se de uma sincronicidade.

Por que as sincronicidades acontecem?

As sincronicidades são eventos que ocorrem o tempo todo, apenas porque tudo que existe está conectado a algo maior, que já sabe tudo que vai acontecer, porém nem sempre nos damos conta desses sinais que são enviados, ou porque julgamos que tudo não passa de uma coincidência ou porque não estamos abertos a essas revelações, mas ao viver a vida sem essas restrições, conseguimos nos conectar melhor ao Universo.

Diferenças entre sinais e coincidências

Se você está se perguntando qual é a diferença entre sinais e coincidências, você já cumpriu o primeiro passo para perceber as sincronicidades na sua vida. Isso porque o que diferencia um sinal de uma coincidência é a atribuição de significado a um evento.

Olho aberto.
Bruno Henrique / Pexels

No exemplo que demos anteriormente, se o homem que precisava viajar de avião não tivesse refletido sobre os eventos que ocorreram e tomado uma atitude, eles seriam apenas coincidências, afinal não provocaram qualquer sentimento marcante ou reflexivo.

Por outro lado, como aquele homem entendeu o significado por trás de cada acontecimento e passou por uma transformação depois daquela revelação, tudo aquilo foi um sinal, ou seja, a diferença entre sinais e coincidências está na interpretação que uma pessoa tem sobre os eventos que ocorrem na vida dela.

Como identificar os sinais do Universo?

Identificar os sinais do Universo é uma tarefa simples. Para isso, você precisa, em primeiro lugar, abrir-se para esse conhecimento. Quanto mais você focar apenas no mundo tangível, nas coisas que podemos ver, mais difícil será para reconhecer o que está nas entrelinhas da sua existência.

Você deve reconhecer, portanto, que há uma força maior do que todos nós, que conhece os acontecimentos que podem nos acometer. A partir disso, você deve desenvolver a sua intuição, já que, muitas vezes, o Universo a utilizará para te enviar um sinal.

Sendo assim, você vai identificar os sinais do Universo ao mesmo tempo em que ouvir mais os seus sentimentos e desenvolver reflexões sobre o que ocorre na sua vida. Acima de tudo, entenda que nada acontece por acaso, e que sempre podemos tirar uma lição sobre os eventos que nos atingem.

Dicas para aproveitar os sinais

Ao se abrir para os sinais que o Universo tem a te oferecer, descubra de quais maneiras você pode aproveitar cada um deles:

Mulher sentada em muro observa vista urbana.
picjumbo.com / Pexels

1) Mantenha a mente aberta

Você só vai perceber um sinal se mantiver a mente aberta para esse tipo de revelação, então evite encontrar respostas para tudo, porque a busca pelo conhecimento deve ser ilimitada. Acredite que o Universo está se comunicando com você e que aquilo que parece uma coincidência pode ser um sinal.

2) Reflita sobre os acontecimentos

Para que uma série de eventos deixe de ser uma coincidência e se transforme em um sinal, você deve refletir sobre ela. Por isso comece a pensar sobre o que tem acontecido na sua vida, sobre as consequências das suas escolhas e sobre como você se sente sobre fatos que te pegaram de surpresa.

3) Abra-se para transformações

Além de refletir sobre os acontecimentos da sua vida, você deve tomar atitudes a partir do que está sentindo ao pensar neles, logo é fundamental que você se abra para transformações. Mude aquilo que você sente que não vai bem, olhe para a sua vida de um jeito diferente. Aproveite as oportunidades de evoluir!

4) Tenha humildade

Quando coletamos muitas certezas sobre a vida, perdemos a nossa humildade. Os sinais do Universo só poderão ser aproveitados se você reconhecer que não sabe de tudo e sempre há algo a aprender, portanto aprenda! Interprete as lições que a vida lhe oferece e não tenha medo de assumir que errou sobre algo.

5) Exercite sua intuição

Ouvir a sua intuição é uma maneira de aproveitar os sinais do Universo. Isso porque essa força invisível irá se comunicar com você também de forma invisível, por meio do sentir. Se você tem um pressentimento de que algo pode dar errado, ou que tudo vai dar certo, escute-se! Nem todas as respostas que buscamos estão na lógica.

Você também pode gostar

A partir de cada informação apresentada, você já é capaz de compreender quando o Universo está te enviando um sinal e quando tudo não passa de uma coincidência. Aproveite esse conhecimento para se conectar com as energias que te rodeiam diariamente, usando todas elas a seu favor!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br