Convivendo Sustentabilidade

10 países mais sustentáveis do mundo

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quando falamos em sustentabilidade, devemos levar em conta, além da questão ambiental, também fatores sociais, como liberdade e igualdade, por exemplo.

Levando isso em conta, como seria um país sustentável ideal?
Podemos exercitar a nossa imaginação e nos sentirmos dentro de um filme futurista utópico. Felizmente esse futuro não está tão distante assim, pelo menos em algumas partes do mundo.

O estudo “The Country Sustainability Ranking”, da organização especializada em sustentabilidade RobecoSAM, ranqueou os dez países mais sustentáveis do mundo. O Brasil infelizmente ainda está longe de entrar em um ranking desses. Principalmente pela quantidade de crimes ambientais e desigualdade social que temos por aqui. Mas o que podemos fazer é aprender com esses dez países como chegar lá.

O primeiro lugar ficou com a Suécia. A sustentabilidade já faz parte do pensamento do sueco e de sua cultura. Além disso, é um país referência quando se trata de inovação tecnológica e igualdade social e entre gêneros. Em relação a hábitos sustentáveis, de acordo com uma pesquisa da empresa Siemens, 93% dos suecos vão ao trabalho a pé, de bicicleta ou transporte público. O que mostra que a sustentabilidade começa, antes de tudo, no comportamento e mentalidade do povo de um país (também lembrando a importância de uma infraestrutura que esteja de acordo com esses hábitos).

Em segundo lugar do ranking vem a Suíça e em terceiro a Noruega. Esses dois países são percursores na Europa em tomar atitudes para se comprometerem a diminuir a emissão de gases nocivos a atmosfera, e a reduzir o uso de combustíveis fósseis e de energia nuclear.

países

Você também pode gostar:

Em seguida, temos o Reino Unido em quarto lugar no ranking, a Nova Zelândia em quinto e a Irlanda em sexto lugar. O Reino Unido e a Nova Zelândia ambos trabalham com um plano de redução de geração de resíduos, levando em conta que a reciclagem já é algo muito bem trabalhado nesses países. A Irlanda não fica muito atrás e está sendo um país em que o governo está trabalhando para a disseminação do uso de carros elétricos no país.

Em sétimo lugar no ranking ficou a Alemanha, e logo em seguida a Dinamarca em oitavo. Os dois países têm a vantagem de ter uma economia forte e estável, o que propicia o investimento governamental em diversos projetos sustentáveis. São dois exemplos ótimos de como ter uma economia sólida é algo de extrema importância para questões ambientais e sustentáveis.

E por último, mas não menos sustentáveis, em nono lugar temos a Austrália e em décimo a Áustria. Ambos os países possuem universidades que desenvolvem diversas pesquisas na área de sustentabilidade. E, assim como outros países citados, os governos desses países estão engajados em projetos que tornam as suas cidades cada vez mais sustentáveis.

O mais importante que podemos aprender com esses países é o primeiro passo para caminharmos em direção onde eles já chegaram: a conscientização. Não adiantar esperamos pelo governo ou a iniciativa privada fazerem algo se não fizermos também a nossa parte. Reflita sobre como você pode, com pequenos atos, tornar a sua vida mais sustentável. E assim, se cada um fizer a sua parte, quem sabe não poderemos chegar nesse ranking um dia?


Texto escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras. 

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]