Autoconhecimento Saúde Integral

Sintomas físicos pouco conhecidos da depressão

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras



A depressão tem como sintomas conhecidos a tristeza, a desesperança, a ansiedade, os pensamentos suicidas e a irritação. Mas a doença também tem sintomas físicos que até mesmo alguns médicos desconhecem. Saiba quais são os quatro sintomas físicos pouco conhecidos da depressão para ajudar quem passa pelo problema.

1. Queda no sistema imunológico

Na depressão, os hormônios saem de controle e atacam o sistema imunológico. Com a redução das células de defesa, o corpo fica mais suscetível a resfriados, gripes e herpes.

2. Tensões musculares

Costas e peito são as áreas mais afetadas. As pessoas com depressão têm tendência ao sedentarismo. Ausência de exercícios físicos enfraquecem os músculos, acarretando em dores.

3. Cefaleias

As cefaleias podem esconder a depressão. Seu principal sintoma é a sensação de aperto no crânio. Porém, nas pessoas depressivas, há a somatização de sintomas. Elas têm ansiedade pelo medo da dor ser em decorrência de tumores. Esse pavor é tanto que o medo da morte é constante e intenso.

4. Problemas digestivos

A síndrome do intestino irritável é comum durante a depressão. Essa doença crônica provoca contrações intensas nas paredes intestinais e, nos casos graves, perda de peso e sangramento. As dores abdominais podem apresentar maior intensidade, porque, na depressão, há uma queda na serotonina e noradrenalina, neurotransmissores que ajudam a reduzir dores.

Os sintomas da depressão variam de pessoa para pessoa. Para saber mais sobre o problema, clique aqui.


Texto escrito por Sumaia de Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]