Convivendo Energia em Equilíbrio Transição Planetária

A energia do planeta

Mulher com os braços erguidos. Ela está sentada em uma pedra a frente do mar. Ao fundo, há o pôr do sol.
Evgeny Atamanenko / 123RF
Escrito por Andrea Pavlo

Confesso que esses dias têm sido bastante complicados para mim. Notícias horríveis sobre a Covid19, uma iminente crise econômica, lutas políticas e violência. Junta-se a isso toda a energia da transição planetária, a morte coletiva e os renascimentos.

Quem é mais sensível sabe do que eu estou falando. Às vezes parece que você foi atropelada por um ônibus: às vezes sinto uma raiva descomunal que não é minha. Estou evitando notícias de jornal e tentando conectar na energia da alegria.

A realidade é que não existe fazer uma omelete sem quebrar os ovos. E tudo o que está acontecendo já fazia parte de um plano maior. E todos nós, absolutamente cada ser humano deste planeta, está intrinsecamente conectado a essa mudança.

E não é fácil, nada fácil! Tive uma crise de choro sentada no sofá às 2 da manhã. Tem dias que eu como até o reboco da parede e tem dias que nada me desce. Minha vida está boa. Seria aquele típico momento de comemoração, ainda mais às vésperas do meu aniversário de 45 anos, mas não consigo deixar de sentir essa tristeza. De sentir o peso que tudo isso está trazendo para cada um de nós.

Mulher pressiona os dedos contra a própria cabeça. Ela está cabisbaixa.
Kat Jayne / Pexels

Mas como sair disso, então, ou pelo menos se manter mais positivo? Essa também não é uma resposta fácil e muito menos pronta. A orientação espiritual que eu tive foi de me conectar à energia da alegria, da criança interior. Preparei um bom floral de San Germain com Melissa e resgatei várias comédias da TV. E confesso que realmente está me ajudando muito.

Lembro-me de muitos anos atrás quando eu tive meu carro roubado. Eu estava em um curso de astrologia e quando eu saí, o carro já tinha sido levado. Voltei em desespero para a escola de astrologia e me deparei com uma turma descendo as escadas. Eu estava nervosa, chorando, praticamente tendo um chilique. Uma moça que, me lembro muito bem do rosto, me perguntou calmamente “está tudo bem?” e colocou suavemente a mão no meio das minhas costas. No mesmo momento me acalmei, como que automaticamente. Mais tarde perguntei a ela o que ela tinha feito que tinha mudado tão rapidamente o meu estado, ela me disse que tocou no ponto da criança interior, e aquilo me conectou na energia da alegria. Ah, ela era reikiana!

A orientação que eu recebi, portanto, eu repasso aos meus leitores e seguidores: a melhor coisa que podemos fazer agora é nos conectar com a energia da alegria, que é a mesma energia frequencial da cura. Isso tem um poder enorme de nos acalmar e nos afastar do caos. E Deus, muito Deus no comando.

Sobre o autor

Andrea Pavlo

Psicoterapeuta holística, taróloga e numeróloga, comecei minhas explorações sobre espiritualidade e autoconhecimento aos 11 anos. Estudei psicologia, publicidade, artes, coaching e outros assuntos de várias outras áreas que passam pelo desenvolvimento humano, usando várias técnicas para ajudar as mulheres a se amarem e alcançarem uma vida de deusa. Mãe da Nina, de quatro patas, gosto de viajar, ler e sempre continuar estudando.

E-mail: contato@andreapavlo.com