Saúde Integral

A importância da biossegurança nos procedimentos de maquiagem

Paula Viana
Escrito por Paula Viana



Hoje em dia a maquiagem se tornou bem acessível para todos os públicos, muitas pessoas ensinam como se maquiar, cursos de aperfeiçoamento e as empresas cosméticas possuem opções para todos os bolsos, tonando o mercado aquecido e as pessoas com muito interesse em consumir os produtos. Muita gente desconhece a importância das práticas de biossegurança para procedimentos técnicos da maquiagem, nosso corpo é composto por microrganismos que estão presentes nas mucosas, boca, olhos e pele. Esses microrganismos podem causar doenças, contaminação por vírus, como o herpes que é altamente contagiosa.

A biossegurança é denominada por conjuntos de técnicas para prevenir, eliminar e diminuir os riscos à saúde da vida humana e seu coletivo. 

Aprender a se maquiar com seus próprios produtos diminui a proliferação de bactérias, fungos e vírus para outras pessoas, o maquiador deve observar esses passos para evitar qualquer transmissão de agentes nocivos na hora da sessão.

Lave as mãos antes de qualquer procedimento. Não use a luva sem a lavagem ideal das mãos com água e sabão e álcool 70%. 

Face: não sopre o pincel, pois milhares de gotículas de saliva vão contaminar o pincel e passar no rosto da cliente. 

Algodão: uso descartável. 

Não misture produtos! As empresas fazem seus cosméticos com padrão de desinfecção, por isso não manipule produtos porque eles podem dar reação alérgica e proliferar microrganismos que causam muitos problemas para a pele. 

Olhos: a máscara de cílios deve ser de uso individual, se você for se maquiar com alguém, leve a sua e não deixe outra pessoa usar, pois existe o risco de contaminação na embalagem. 

Prefira os pincéis descartáveis. 

Lápis de olho: somente use o da cliente e aponte para eliminar resíduos. 

Cílios postiços devem ser higienizados corretamente para não proliferar microrganismos que podem causar alergias e danos aos olhos. 

Boca: o maquiador deve tirar o batom com uma espátula e colocar em uma base para usar a quantidade sem contaminar o restante do produto. 

Quanto ao lápis de boca, use o lápis próprio da cliente para não contaminar a próxima cliente com as bactérias da saliva.

Limpeza dos pincéis

Se você for maquiar muitas pessoas ao mesmo tempo, lave os pincéis com água e sabão e use produtos de limpeza para pincéis, você pode secar com o papel toalha limpo.

Cada pessoa pode levar seus próprios pincéis para que evite a contaminação de uma maquiagem para outra.

O maquiador deve usar luva, máscara de proteção para boca e colocar touca no cabelo para evitar cair no rosto da cliente.

Os produtos devem ficar em sua embalagem original, com rótulo e validade para evitar problemas com possíveis alergias com a cliente.

Ações de prevenção podem ajudar a diminuir a contaminação por fungos, vírus e bactérias, por exemplo, estreptococos que estão na saliva, nariz e outras partes de mucosas do corpo. A maquiagem seria bem mais segura se as pessoas pudessem se proteger, para evitar uma série de patologias ou contaminações. Exija do seu profissional esse cuidado.

Sobre o autor

Paula Viana

Paula Viana

Massoterapeuta, Técnica de Nutrição e acadêmica de Estética e Cosmética. Desde criança me interesso por temas do bem estar e nutrição, atuo com atendimento de massoterapia em eventos e domicílio.

E-mail: [email protected]
Site: paulaviana.com
Instagram: @rbepaulaviana/
Twitter: @rbepaulaviana/
Facebook: Paula Viana | Reflexologia & Bem Estar
Telefone: (11) 9.7755-7413