Autoconhecimento

A Jornada Interior e a trilha do Visionário

Anna Maria Oliveira
Escrito por Anna Maria Oliveira
A busca pela expansão da consciência e pelo propósito de vida: abordaremos esse assunto em uma série de artigos

A Jornada Interior e a trilha do Visionário

O arquétipo, modelo de comportamento humano, do visionário é aquele que representa a energia pessoal da verdade sem julgamento, da criatividade e da autenticidade.

O seu objetivo é dar abertura ao espírito criativo e trazer para a terra o propósito de vida, expandindo dons, talentos e os seus recursos pessoais, enfrentando desafios e testes.

O visionário não abraça os padrões de negação (o medo de lidar com os conflitos) e a indulgência (o medo de ser visto ou não ser visto), pois sabe dissolver as polaridades que se encontram nos padrões de negação e indulgência.
A sua autovalorização é tão forte quanto sua autocrítica, permanece vinculado à sua autenticidade e coloca a sua expressão criativa ao seu serviço, rompe os medos e confia na verdade interior.

Reconhece e aceita, verdadeiramente, os seus talentos pessoais e esses são as ferramentas com as quais materializará o seu propósito de vida.

Busca o silêncio, o coração equilibrado e a intuição, como bússolas para indicar novas direções e caminhos.

Descobre a verdade dentro de si mesmo, sem perder o rumo, aceita as mudanças confiando em sua percepção interior.

A visão, então, é criada a partir da verdade interna, do desejo de caminhar pela estrada da beleza, de maneira clara e cristalina.

Estuda, trabalha e cuida dos níveis superiores de consciência, acolhe os sinais dos mundos internos e externos, elimina a confusão pessoal.

Compreende que a melhor forma de encontrar a verdade consiste em confiar plenamente em seus sentimentos e intuição. A confusão e a dúvida são eliminadas, a ação faz com que o caminho da verdade aflore.

É aquele que busca, pede respostas e está preparado para aceitar e reconhecer a verdade assim que ela surge. Sabe que o reconhecimento e a aceitação preparam o caminho para o autoconhecimento.

“Se não és bom para ti mesmo, como poderás ser bom para os outros?” (Provérbio espanhol).

O desafio do visionário é: 

1. Reconhecer a própria verdade;

2. Deixar de alimentar o sistema do falso eu: fingir, censurar e esconder os verdadeiros eus;

3. Abnegação – maior sombra do arquétipo: renunciar a si mesmo por amor a alguém para obter aceitação e aprovação, manter a paz (medo de enfrentar um conflito);

4. Projeções – reconhecer os três tipos de espelhos: claros (pessoas que você não acredita ser capaz de imitar), esfumaçados (sente dificuldade com pessoas com as quais não quer se parecer de modo algum) e rachados (pessoas que você ama e admira, embora a sua presença cause medo e constrangimento). Esses espelhos são mestres para o visionário sair da sombra.

Carl Jung, psicanalista, sofreu de profunda depressão na idade madura. E para recuperar o seu ideal de vida, necessitou resgatar sua criança divina interior. Refletiu sobre a sua infância, lembrou de como permanecia no tempo fora do tempo quando construía castelos de areia com pedrinhas. Essa informação o ajudou a sair da depressão. Utilizou esse método com clientes, para que recordassem dessas atividades solitárias e sem noção de tempo.

O visionário nos convida a trazermos as atividades da criança divina ao ideal das atividades do adulto, com leveza, criatividade, imaginação e verdade. Ao estender a lembrança e as “mãos” para essa criança, curamos o adulto, pelo senso de humor, espontaneidade e curiosidade.

Dicas úteis para fortalecer o seu Visionário interior: 

1. Registrar os seus sonhos em um diário: aqueles sonhos importantes de serem trabalhados durante o ano, aqueles que estão vivos em sua mente;

2. Comprometer-se a dizer a verdade, colocando a voz no mundo com respeito, isso é diferente do famoso “sincericídio”;

3. Cantarolar, diariamente, suas músicas preferidas. Músicas que trazem poder, energia pessoal e elevam a energia;

4. Determinar uma época em cada estação do ano para rever os seus objetivos e o quanto eles dão suporte ao seu ideal de vida e visões;

5. Oferecer aos outros uma prece ou apoio não-verbal, utilizando visualização criativa, afirmações e lembretes visuais para dar sustento ao seu próprio desenvolvimento;

6. Reserve um momento diário para ouvir a sua intuição;

7. Meditar: caminhando, em pé, deitado ou sentado.

Pontos para reflexão: 

1. Quando, em sua vida, você dá vazão aos aspectos criativos de sua personalidade? Qual é o seu remédio natural (dons e talentos) únicos e inigualáveis?

2. O que te faz rir? Quão desenvolvido está o seu senso de humor?

3. Quando você se sente capaz de manter a sua integridade e autenticidade? E quando não se sente forte para isso?

“Você tem de saber o que quer atingir. Mas quando souber, deixe-se possuir por esse conhecimento. E se ele parecer desviá-lo do seu rumo, não se detenha, porque lá, talvez, seja onde, instintivamente, você deseja estar. E se você se detiver e tentar ficar sempre no mesmo lugar, você irá murchar.” (Gertrude Stein).

E para terminar…

O visionário nos orienta a sermos pessoas criativas, abertas às múltiplas maneiras de ver, a sermos fáceis, permitindo que a vida siga o seu rumo ou de irmos ao encontro de opções, ainda, não consideradas com bom humor, espontaneidade, autenticidade e integridade.

Boas reflexões e práticas!

No próximo mês, vamos conhecer o arquétipo do Curador.

Até breve!


Você também pode gostar de outros artigos da autora. Acesse: 4 Arquétipos para a Jornada Interior! Que caminho é este?

Sobre o autor

Anna Maria Oliveira

Anna Maria Oliveira

Atuo como palestrante, consultora, professora formadora na abordagem meditação e yoga lúdico na educação, desenvolvida por mim. Graduada em cursos complementares, como arte contemporânea, xilogravura, educadora brincante, reiki tibetano, técnicas corporais ayurveda, instrutora de yoga na educação com crianças.

Vasta experiência em educação pública e no terceiro setor.

Realizo atendimento individualizado para profissionais da educação, utilizando a abordagem consultoria integrada experiencial.

Fundadora da Academia Confluência, escola de desenvolvimento humano para autogestão.

CONTATOS
E-mail: [email protected]
Site: academiaconfluencia.com.br
Facebook: academiaconfluencia
Instagram: @academiaconfluencia
Linkedin: Anna Maria de Oliveira