Autoconhecimento

4 Arquétipos para a Jornada Interior! Que caminho é este?

Anna Maria Oliveira
Escrito por Anna Maria Oliveira
A busca pela expansão da consciência e pelo propósito de vida: abordaremos esse assunto numa série de artigos.
Vamos compartilhar uma série de artigos sobre a metodologia, criada pela Academia Confluência, para inspirar o desenvolvimento humano. Tendo como alicerces os estudos e pesquisas de Angeles Arrien, antropóloga transcultural, espanhola, naturalizada americana.

Angeles faleceu em abril de 2014, deixando um legado, maravilhoso, sobre os caminhos para nos reconectarmos à Natureza e aos seus elementos. Uma bússola a nos conduzir de volta para nossa ancestralidade e natureza interna.

Vamos explorar as qualidades, virtudes, forças, energias e recursos de quatro arquétipos: o Guerreiro, o Curador, o Visionário e o Mestre. Associando aos princípios do Yoga, Ayurveda, Astrologia, Educação e Física Quântica.

Quando aprendemos a viver esses arquétipos, essas energias e esses modelos de sentir e pensar humanos, começamos a recuperar a nós mesmos e ao nosso fragmentado universo.

Então, o caminho quádruplo nos convida a:

  • Estar presente: nos permite ter acesso aos recursos humanos do poder, presença e comunicação. Este é o caminho do Guerreiro.
  • Prestar atenção: abre-nos para os recursos humanos do amor, gratidão, respeito e valorização. Este é o caminho do Curador.
  • A verdade que não julga: mantém nossa autenticidade e desenvolve nossa visão e intuição interiores. Este é o caminho do Visionário.
  • A abertura e o desapego: nos ajudam a recobrar os recursos humanos da sabedoria e da objetividade. Este é o caminho do Mestre.

Quando compreendemos essas experiências universais, somos capazes de respeitar as diversas formas pelas quais tais energias são expressadas por todos. É importante compreender que esses arquétipos são universais e acessíveis à toda a humanidade, independentemente de contexto, cultura, estrutura e práticas.

Para começar, deixamos aqui uma sugestão de prática: você pode criar um diário de bordo para escrever seus sentimentos e pensamentos. A escrita é uma forma terapêutica de cura e autoconhecimento. No final do dia, lembre-se de perguntar: o que eu respeitei em mim hoje? Onde foi que eu pratiquei a flexibilidade e deixei ir, como uma folha, as expectativas não cumpridas?

Acompanhe nossos próximos artigos.

Venha para a trilha deste conhecimento ancestral!

Anna Maria de Oliveira

(11) 9.7641-6709 (WhatsApp)

[email protected]


Você também pode gostar de outros artigos da autora. Acesse: https://www.eusemfronteiras.com.br/autor/anna-maria-oliveira/

Sobre o autor

Anna Maria Oliveira

Anna Maria Oliveira

Atuo como palestrante, consultora, professora formadora na abordagem meditação e yoga lúdico na educação, desenvolvida por mim. Graduada em cursos complementares, como arte contemporânea, xilogravura, educadora brincante, reiki tibetano, técnicas corporais ayurveda, instrutora de yoga na educação com crianças.

Vasta experiência em educação pública e no terceiro setor.

Realizo atendimento individualizado para profissionais da educação, utilizando a abordagem consultoria integrada experiencial.

Fundadora da Academia Confluência, escola de desenvolvimento humano para autogestão.

CONTATOS
E-mail: [email protected]
Site: academiaconfluencia.com.br
Facebook: academiaconfluencia
Instagram: @academiaconfluencia
Linkedin: Anna Maria de Oliveira