Autoconhecimento Psicologia Saúde Integral

A magia da cirurgia bariátrica

Doctor measuring obese man waist body fat. Obesity and weight loss.

A grande epidemia que assola o mundo nos dias de hoje é a Obesidade. Esse mal que traz comorbidades como diabetes, hipertensão arterial, apneia do sono, problemas cardíacos, de coluna, joelhos e tantos outros é uma Síndrome.

O gordo é gordo porque não tem vergonha e come mesmo? Não! A pessoa que sofre de obesidade carrega, primeiramente, uma provável tendência genética, influências de desequilíbrios metabólicos, emocionais, sociais e ambientais. Todos esses fatores colaboram para se desenvolver a obesidade.

Quem sofre desse mal, geralmente, já enfrentou grandes dificuldades para seguir dietas, praticar exercícios físicos e todas as manobras para ser magro. A cirurgia bariátrica ou de emagrecimento, surge então como a grande saída. 
Desde que, não seja encarada como uma grande Magia. “Hoje opero, amanhã acordo sem fome”. Isso é um grande engodo!

Girl in panties measuring her body with tape measure detail isolaled on white. Belly detail. Weight loss and diet.

A cirurgia bariátrica é atualmente um dos recursos mais eficazes para o da obesidade e suas comorbidades.

Muitas pesquisas e muitos anos dessa cirurgia, trouxeram muitas novidades. Mas, nem por isso, torna-se uma saída mágica. A pessoa que pensa na possibilidade de passar por um procedimento cirúrgico dessa magnitude, deve antes, estar consciente do trabalho psicológico a ser feito.

O estômago e/ou intestino diminuídos, não vão mudar uma cabeça que só pensa em comer. É necessário um trabalho de psicoterapia antes e depois da cirurgia. O autoconhecimento e o apoio psicológico nesses momentos são fundamentais. Mesmo porque, se a pessoa sofre de compulsão alimentar, por exemplo, após a cirurgia essa compulsão pode migrar para outras áreas como bebida, sexo, compras, etc… A magia da cirurgia não existe!

Se não houverem mudanças comportamentais, emocionais, alimentares e de consciência corporal, a pessoa fatalmente volta a engordar ou nem emagrece o que esperava.

Não é à toa, que os médicos exigem um laudo psicológico antes de aceitarem operar o paciente. 

Na psicoterapia, a pessoa tem a possibilidade de trabalhar as dificuldades, os medos, angústias, boicotes e perceber o necessário para a cirurgia se tornar um sucesso. O apoio da parte nutricional também é muitíssimo importante, sem ele nada pode dar certo.

Se você tem o desejo de enfrentar essas mudanças de hábitos, você pode pensar na cirurgia bariátrica.

Acredite: Magia não existe! O sucesso ocorre com determinação, trabalho e perseverança.

Sobre o autor

Márcia Gonçalves Ferreira

Márcia Gonçalves Ferreira

Especialista em psicologia junguiana com abordagem corporal, pelo Sedes Sapientes, e especialista em obesidade e transtornos alimentares, pela FMUSP, inclusive com experiência em pacientes com bariátrica.

Atendimentos presenciais e online. Larga experiência em expatriados no Brasil e em diversos países. Atendimento de adultos e adolescentes.

E-mail: [email protected]
Site: debemcomavida.com
Youtube: Viver Mais Consciente
Instagram: @vivermaisconsciente