Convivendo

A primavera chega aos nossos olhos, mas chega aos nossos corações?

Mulher assoprando flor dente de leão
Smile Su/Unsplash
Ana Cassia Stamm
Escrito por Ana Cassia Stamm

Em setembro chega a primavera e com ela as folhas e flores caídas durante o outono e o inverno. Tudo começa a ficar mais verde e cheio de outras cores, sons e cheiros. Apesar de constatar por meio dos nossos órgãos dos sentidos a sua chegada, vivemos uma época de meio ano de pandemia, com seis meses de isolamento social, medo e, para alguns, perdas.

A primavera é conhecida como a estação das flores. No nosso calendário, ela se inicia no dia 22 de setembro. Entretanto, para o calendário chinês, a estação começa a partir do dia 18 de agosto.

A acupuntura, que utiliza esses ensinamentos, nos ensina que, apesar do encanto com as flores e seu perfume e a volta dos dias bonitos, a primavera é um período com muitos ventos. E eles acabam provocando dores nos músculos e nas articulações. Além desses sintomas físicos, também encontramos os emocionais, que são a irritação e a perda do humor nas pessoas acometidas pelos problemas. O fígado e a vesícula biliar são os órgãos que mais sofrem com isso.

Mulher segurando uma rosa
Kelly Sikkema/Unsplash

Já o reiki, criado por Mikao Usui, tem um capítulo dedicado aos Cinco Princípios. Um desses princípios diz: Só por hoje não me irrito. A irritação tem o seu lado positivo, pois indica que algo não está nos fazendo bem. Mas se utilizarmos esse recurso por muito tempo podemos adoecer emocionalmente. Além disso, a irritação pode se transformar em raiva, mágoa e ódio.

É importante perceber que nosso artigo nos pergunta se a primavera ou as flores chegaram no nosso coração. A pessoa constantemente irritada pode ser amorosa? Ou grande parte do tempo parece ser rancorosa?

O amor que nos propomos sentir é um prêmio a ser alcançado com diligência e dedicação. Passa muitas vezes pela irritação e pelos ventos até chegar à paz e à harmonia!

Você também pode gostar

Todas as estações têm seu encanto e beleza, têm seu ensinamento. Por esse motivo a busca do amor em nós contempla um acordo, ou melhor, procura fazer as pazes com todas as estações, aceitando seus ensinamentos e dificuldades, transcendendo as dificuldades da jornada!

Sobre o autor

Ana Cassia Stamm

Ana Cassia Stamm

Palestrante e psicoterapeuta integrativa

Psicóloga, socióloga e historiadora

Fundadora do Despertar do Ser Terapias Vibracionais em São Paulo

Acupunturista, especialista em farmacodependências

Reiki 1, 2, 3 e mestrado

Reiki Karuna 1, 2, 3 e mestrado

Barras Access e Thetahealing

Ativismo quântico

Mesa radiônica

Reiki magnificado

Radiestesia, ervas, cromoterapia e cristais

Feng Shui Lógico

IBC Coach: Desperte Seu Poder

Método NOW – Roberto Shinyashiki

Códigos Grabovoi, cura quântica estelar

Florais de Bach

Psicologia quântica

Holococriação® Sonhos e Metas

Apometria quântica

Comandos quânticos do Eu Sou

Ho’oponopono

Tigelas de cristal

Toque terapêutico

Técnicas René Mey

Meditação (diversas técnicas)

Contatos:
Email: anacassia@stamm.com.br
Site: despertardoser.com.br
Facebook: Ana Cassia
Instagram: @anacassiastamm
Youtube: DespertardoSerOficial Oficial
LinkedIn: ANA CASSIA STAMM