Energia em Equilíbrio Espiritualidade

A Torre no tarô e os tempos modernos

Interessante como a vida imita o tarô. Ou o tarô imita a vida. Na verdade, o tarô como caminho como jornada sempre mantém uma ligação com os acontecimentos. A carta da Torre, por exemplo, guarda íntima ligação com a queda das Torres Gêmeas de Nova York, em 2001. Daria até para ilustrar um tarô com aquela foto!

O que está acontecendo é que estamos, novamente, passando por esse momento. A pandemia veio derrubar padrões, crenças e tudo o que já tinha mudado, mas não tinha aparecido. O que era inconsciente, como o desejo coletivo pelo home office, materializou-se bem na nossa frente e nos fez enxergar o que realmente queríamos e não admitíamos. Agora queremos voltar aos escritórios e à vida normal. Cuidado com o que você pede, não é mesmo?

A vida é assim: sempre guarda a carta da Torre na manga. Quando ela percebe a gente na zona de conforto, simplesmente sobrevivendo e não aprendendo, ela (e não a sua colega invejosa do escritório) puxa o seu tapete. Ela orquestra perfeitamente as coisas para que o seu espírito, e não o seu ego, evolua.

Cartas de Tarot espalhadas ao lado de velas acesas
HappyNati / Getty Images / Canva

Acredito demais nisso e já tomei várias puxadas de tapete. No meio da pandemia, quando achamos erroneamente que estávamos seguros, conversei a tarde toda com uma moça que ficou entubada, entre a vida e a morte, literalmente. Ele me contou a experiência dela de contato com outros seres e até uma espiral de “doentes” à qual ela não só teve acesso, mas se lembrou na volta.

Passei a tarde clareando o cabelo e ouvindo as histórias fantásticas daquela mulher. Muito do que ela falou “coincidiu” com o que meus amigos espirituais tinham me passado. Aquela foi a puxada de tapete dela e ela saiu extremamente transformada daquilo.

Você também pode gostar

Espero que todos que passaram por problemas possam ver isso. A dádiva por trás da dor. É a carta da Torre agindo para derrubar os padrões, para mudar a vida de quem se disponibiliza a isso. Mudar é duro, mas necessário. Dói demais. Mas liberta na mesma medida.

Sobre o autor

Andrea Pavlo

Meu nome é Andrea Pavlo. E poder apresentar esse nome assim, parece fácil, mas não foi. Esse nome é fruto de muito autoconhecimento e autoanálise.

Fruto de duas faculdades e mais de mil horas de cursos, mentorias, vivencias e aprendizados. Fruto de muitos risos, muitas dores e muitos resultados. Sou uma espiritualista que aprendeu a servir. Servir ao outro com seus aprendizados. Apoiar mulheres a passarem por suas próprias dores.

Filha de pais narcisistas, passei a vida tentando entender a cabeça deles. Isso me ajudou a me apaixonar pela psicologia e por todas as ciências afins.

Filha de Iansã, devota de Santa Sara e neta da Dona Arlinda, trouxe uma
mediunidade temperada com clarividência, sonhos premonitórios e um dom de ler o inconsciente coletivo e pessoal. Dom que eu uso justamente para servir.

Apaixonada pela beleza da arte, da decoração e da moda, adoro transitar nesses pequenos grandes universos cheios de simbologias. Amante dos ensinamentos de Carl G Jung e seu entendimento do mundo, dos arquétipos milenares do tarot e por todas as formas de mistérios ocultos e especiais que considero o tempero especial da realidade.

Tentando manter os pés sempre no chão, o peso equilibrado e o humor em dia, esses são meus desafios eternos. Desafios que eu encaro com força e muita criatividade, além de uma xícara de café quente e um pão de queijo saindo do forno.

Bem vindos ao meu infinito particular:

Whatsapp: (11) 989043635

E-mail: contato@andreapavlo.com

Facebook: facebook.com/AndreaPavlo

Instagram: instagram.com/andreapavlo/

Site: andreapavlo.com

Youtube: youtube.com/@andreapavlo5277

Linkedin: linkedin.com/in/andreapavlo/