Autoconhecimento Comportamento Psicologia

Algemas mentais

Luiz Guimaraes
Escrito por Luiz Guimaraes
Sabidamente o ser humano desfruta de uma qualidade ímpar no reino do Criador. Somos agraciados com a inteligência que nos faz discernir e seguir o melhor caminho. Mesmo com essa prerrogativa, que é uma dádiva Divina, engessamos essa capacidade e singramos mares revoltos nos oceanos da vida.

As algemas, quando de ordem física, são facilmente perceptíveis e para nos libertarmos necessitamos de terceiros. Já aqueloutras abstratas e tão íntimas somente poderão ser alcançadas se mergulharmos no âmago da alma para detectarmos e avaliarmos as causas desse aprisionamento.

Algemas na neve

Paradoxalmente buscamos essa “liberdade” no mundo exterior e permanecemos adormecidos quanto ao aprofundamento desse conhecimento que nos trará o devido discernimento para a caminhada na Seara do bem. Nesses bastidores que ainda não conhecemos, acumulam-se arquétipos que influenciam nossa vida como se fossem tesouros que devêssemos um dia desfrutar dos seus valores…

Continuando nesse equívoco, estaremos retardando nosso equilíbrio interior cujo processo evolutivo e inexorável nos aguarda. Envoltos nesse Dédalo, padecemos fortemente por não buscarmos o verdadeiro caminho palmilhado por Jesus.

Você também pode gostar de:

O livre-arbítrio faculta-nos a direção a ser tomada e valendo-nos do bom senso chegaremos à elevação espiritual antevendo a chegada no porto Celestial acolhedor. Estando conscientes do sentido da verdadeira Vida, resta-nos preservá-la com Fé e Esperança.

A libertação dessas algemas decorrerá através do nosso esforço pessoal.

Para esse mister não podemos prescindir do poder da mente. O pensamento possui forças inimagináveis e se o mantivermos higienizado e focado nos valores ético-morais que Jesus nos legou, não restará dúvida de que o resultado será promissor. Tudo vai depender da nossa vontade.

Corroborando o explanado, citamos registro no livro “Energia e Espírito”, de José Lacerda Azevedo, cap. 6, págs. 5 e 6: “(…) No campo da Ciência, a energia surge nas mais diversas formas, de acordo com o campo em que se manifesta. Assim, energia cinética, térmica, luminosa, química, sonora, nuclear, elétrica, magnética, gravitacional, etc.”

Corrente molhada

O pensamento possui uma energia singular cuja sutileza transcende as demais pelo seu refinamento e por se tratar da manifestação do Espírito, considerada como energia “quintessenciada”, que contém elementos próprios da sua natureza… É nesse potencial imperceptível e ainda inexplorado que devemos buscar o controle dos elementos que nos movem na vida: vontade, sentimentos e emoções, responsáveis pelas nossas atitudes do cotidiano.

A visão holística daquilo que somos e representamos no Orbe descortinará horizontes de Luz que favorecerão nosso processo evolutivo ao longo das inúmeras existências que ainda teremos. (A mente semeia; cabe ao corpo colher.)

Sobre o autor

Luiz Guimaraes

Luiz Guimaraes

Sou médico diplomado no ano de 1972, pela Faculdade de Ciências Médicas de Pernambuco. Já era funcionário do Banco do Brasil e em 1977 assumi o cargo de médico no serviço da Instituição. Em 1988, assumi a chefia daquele serviço e em 1996 aposentei-me. Escrevo para o Jornal do Commercio e Diário de Pernambuco (ambos em Recife) sobre a Doutrina Espírita e também sobre nossa conjuntura política. Sou membro efetivo da Academia Pernambucana de Música desde 1998.

Contato:

Telefones: (81) 9 9973 6363 | (81) 9 9290 7030

E-mails: [email protected] | [email protected] | [email protected] | [email protected]