Autoconhecimento Psicologia

Como subir o primeiro degrau do autoconhecimento

Samuel Oliveira
Escrito por Samuel Oliveira
muitos caminhos espirituais onde o indivíduo pode buscar o autoconhecimento, esses caminhos se conformam, ou seja, criam formas, em escolas que nada mais apontam que para a mesma obra. O indivíduo escolhe quase que por intuição aquela escola que sintoniza melhor com suas características e tendências pessoais.

Ao entrar em uma dessas escolas, o indivíduo passa a trabalhar questões simultaneamente de várias áreas que estão interligadas como: corporal, afetiva, mental, emocional, instintiva, intuitiva, sexual e energética e espiritual.
A escolha, todavia, sempre é pré-determinada por um período de crise interna, um período escuro de inquietude interior e angústia existencial que a pessoa passa. Neste momento, me vem à consciência uma fantástica frase do grande filósofo Friedrich Nietzsche: “É preciso ter um caos dentro de si para dar à luz a uma estrela cintilante”.

Essa crise que passamos, deve ser interpretada como um alarme que chama para a Grande Obra. A grande obra é o processo em busca da resposta “quem sou eu?”, esse processo segundo os ocultistas, pode levar muitas e muitas vidas sucessivas. Essa inquietude espiritual que vivemos, deve ser vista e encarada como um ponto de partida para o objetivo final a ser alcançado, – o autoconhecimento- , ou o reencontro com o seu Eu.

Por dentro e por fora de si, todos são constituídos por vibrações energéticas e, ao homem é dado o poder de dominar e usufruir de todas essas energias. A partir do momento em que o homem vai ascendendo, passo a passo em busca de sua superação consciente e o todo poder de vontade que emana de sua consciência, ele é capaz de utilizar a mente. A mente é o maior e melhor instrumento para a manipulação das energias, você é capaz de controlá-las, transmutá-las e moldá-las a partir do momento em que se sobe o primeiro degrau, o do autoconhecimento.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Samuel Oliveira

Samuel Oliveira

Acadêmico de Psicologia pela Universidade do Extremo Sul catarinense (UNESC). Atualmente bolsista voluntário no Grupo de Pesquisa em Psicologia Anomalística e Processos Psicossociais - GRUPPA e pesquisador e integrante do Grupo Interdisciplinar e Interinstitucional de Estudos e Pesquisas sobre o Meio Ambiente e Espaço Urbano (GIPMAUR).

Possui experiência em Neurociências pelo Laboratório De Neurociências - Neurolab na Unidade de Neurodegeneração- UnNeDe.

E-mail: [email protected]
Blog: psicologiascotidiano.blogspot.com.br
Facebook: /OliveiraSAamuel