Convivendo

Aprecie refeições em família

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Com a vida corrida dos tempos atuais, os fast-foods se popularizaram em função da necessidade das pessoas em comer rápido para retornarem aos seus afazeres. Ou seja, se pudessem, não almoçariam ou jantariam. Dormir, comer, descansar são vistos como perda de tempo no mundo contemporâneo. Se parar para comer já não é muito valorizado, quem dirá sentar-se para fazer uma refeição com outra pessoa.

É verdade que convidar alguém para almoçar quando há algo a ser conversado torna-se prazeroso, mas nem sempre isso ocorre com as pessoas com que vivemos em nossas casas. Como aborda o professor Mário Sérgio Cortella em suas palestras, a chegada das televisões nas residências alterou totalmente a rotina das famílias.

Antigamente, todos se reuniam à mesa para as refeições. Comentavam sobre os acontecimentos do dia, expectativas e compartilhavam sentimentos. Até porque era uma época em que não se podia superar grandes distâncias diariamente, assim os pais de família costumavam trabalhar perto de casa e muitas vezes voltavam para almoçar com a família. Com a chegada das televisões, enquanto as pessoas falavam e ouviam as próprias conversas, o novo aparelho começou a monopolizar a atenção de todos à mesa. As cadeiras e sofás começaram a não se dispôr em círculos na casa, mas em torno da televisão.

Pelo elevado fluxo da imigração italiana no início do século XX, muitas famílias brasileiras cresceram com mesas repletas de macarronada, crianças e conversas com tons de voz tão alto que parecia uma briga entre os adultos. Abordando essa cultura italiana, uma cena do filme O Poderoso Chefão reflete bem essa situação e a seriedade que essas famílias levavam nas refeições. Quando um membro sugere conversar de negócios, o chefe da família afirma que esse tipo de assunto não pode ser abordado enquanto as pessoas se alimentam, assim mostrando a seriedade que as refeições em família representavam para aquelas pessoas.

Por fim, lembre-se de que tudo na vida é temporário. Ter a oportunidade de fazer uma refeição com pessoas que você ama não será eterno. Hoje você pode, mas amanhã será um mistério. Então não somente saboreie os alimentos, como também aprecie as companhias que você tem presente neste momento.


Texto escrito por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]