Espiritualidade Religiões

Árvore da vida: significado e uso desse símbolo espiritual

O que uma árvore significa para você? Vida, prosperidade, florescimento, enraizamento, conexão com a natureza? Cada religião pensa uma coisa a respeito das árvores, mas um conceito é comum em muitas delas: a árvore da vida!

Confira, neste artigo, o que é a árvore da vida, qual é a origem desse símbolo da natureza, o que ele significa, o simbolismo dele e qual é, afinal, a razão de esse símbolo ser tão reconhecido!

O que é a Árvore da vida?

A árvore da vida é um conceito que está presente em várias religiões, crenças e ramos do conhecimento espiritual. Para os cristãos, por exemplo, representa o Jardim do Éden e a criação; para os celtas, é um símbolo da natureza; para os nórdicos, era a conexão entre mundos; para os estudantes da Cabala, é a harmonia entre corpo, espírito e mente.

A Bíblia, livro sagrado do cristianismo, fala muito pouco sobre a árvore da vida, mas a descreve com a árvore central e mais frondosa do Jardim do Éden. Os celtas normalmente a representavam como uma árvore grossa e velha, como um carvalho, cheia de folhas nos galhos e com muitas raízes abaixo do solo.

Uma ilustração do símbolo da árvore da vida.
sunnychika de Getty Images / Canva

Já a Yggdrasil dos nórdicos geralmente é representada com os mundos nórdicos espalhados por suas raízes e galhos e sustentando Midgard (a Terra). Por fim, para a Cabala, é representada como um diagrama com 11 círculos, cada um em uma ponta da árvore, simbolizando um conceito espiritual; há “galhos” que conectam cada um dos círculos, e cada um desses galhos corresponde a uma carta do tarô.

Enfim, como cada uma dessas religiões ou escolas de conhecimento entende a árvore da vida de uma forma, o ideal é conhecer cada uma delas para compreendê-la e entender o que faz mais sentido a partir disso! Siga na leitura do artigo.

Origem da Árvore da vida

A origem da árvore da vida normalmente coincide com o mito da criação das religiões. Ou seja, normalmente é uma representação do início de tudo. No cristianismo, por exemplo, representa o início da humanidade, já que simboliza o Jardim do Éden, que foi o primeiro local habitado pelo ser humano.

Na mitologia nórdica, a árvore da vida também é o início de tudo, porque a árvore Yggdrasil é quem sustenta todos os mundos dessa religião. Já para os celtas, ela se chama Crann Bethadh e também está no cerne da questão da origem, por representar a natureza — para eles, tudo vem da natureza.

Por fim, para os estudantes da Cabala, a origem é semelhante ao significado atribuído pelos celtas, que é a árvore como símbolo de vida, de nascimento e de criação de raízes.

O que significa Árvore da vida

O significado da árvore da vida, como vimos nos tópicos anteriores, varia de acordo com a crença ou religião sobre a qual falamos. Ou seja, a árvore da vida significa, para cada entendimento e/ou ramo do conhecimento do mundo, algo diferente.

No cristianismo, a árvore da vida significa tanto a árvore que Deus colocou no centro do Jardim do Éden — esta era eterna e representava a vida eterna — quanto a árvore do conhecimento do bem e do mal, da qual Adão e Eva comem o fruto que os separa de Deus.

Uma pintura na qual se veem Adão e Eva.
pcdazero / pixabay

Para os celtas, a árvore da vida é Crann Bethadh, que significa literalmente “árvore que dá a vida”. Esse significado demonstra bem como eles acreditam que tudo vem da natureza, principalmente a vida.

Segundo os nórdicos, Yggdrasil era a árvore da vida, e seu significado vem do idioma nórdico antigo: “yggr” (“terrível”) + “drasill” (“sustentação”). Essa nomenclatura provavelmente deriva da ideia de que essa árvore é quem sustenta todos os nove reinos da mitologia nórdica.

Simbolismo da Árvore da vida

A árvore da vida é um conceito que aparece em diversas religiões existentes, cada uma com um significado diferente. Não há consenso a respeito da simbologia da árvore da vida ou de qual religião começou a usar esse símbolo primeiro. Porém é compreensível que a árvore, que representa vida, florescimento e enraizamento, acabe sendo usada por religiões.

Para o cristianismo, por exemplo, o simbolismo da árvore da vida é representar o Jardim do Éden, que foi o primeiro local onde Deus colocou o ser humano para habitar. Havia nesse jardim uma árvore conhecida como árvore da vida, que era a responsável por dar um “sopro de vida” em tudo o que havia ali naquela localização primitiva.

Segundo os celtas, um povo que habitou a região onde hoje é a Irlanda, a árvore da vida é um símbolo de equilíbrio, harmonia e proteção, já que ela é uma representação, acima de tudo, da natureza em si e de todo o ciclo de vida e harmonia que envolve a natureza.

Já para os nórdicos, a árvore da vida é a Yggdrasil, uma enorme árvore que conecta todos os nove reinos do mundo nórdico. Nas raízes dela está a origem do mundo, bem como atalhos e cortes de caminho para circular por todos os mundos desse universo mitológico.

Já para a Cabala, a árvore da vida representa a estrutura dos mundos emocional, físico e espiritual. Ou seja, a partir desse símbolo que é a árvore, é possível compreender cada uma das esferas do ser humano, seja o corpo, a mente ou o espírito. E há, inclusive, o conceito de equilíbrio, já que a harmonia entre essas três dimensões é o que propicia uma vida também harmoniosa.

Um homem segurando uma pulseira da árvore da vida.
KBONIK / Shutterstock

Como usar a Árvore da vida

Isso depende muito da sua religião e das suas crenças. Se você se sente conectado a esse símbolo, porém, pode colocá-lo permanentemente em seu corpo com uma tatuagem ou comprar acessórios que tenham pingentes ou detalhes em formato de árvore. O mais importante é ter fé e acreditar no poder desse símbolo.

Além disso, outra boa ideia é realmente entrar em contato com uma árvore verdadeira. Seja em momentos de oração, meditação, estudo, entre outros, estar perto de algo com um significado tão grande e impressionante pode ajudá-lo espiritualmente, se você realmente crer que isso é verdadeiro.

Você também pode gostar

Enfim, essas são as principais informações relacionadas a esse poderoso e conhecido símbolo chamado árvore da vida. Por que você não passa a fazer uso dele para perceber se ele realmente pode influenciá-lo positivamente, melhorando algum aspecto da sua vida, despertando sua espiritualidade, mais harmonia ou conexão com o divino?

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br