Convivendo

Atitudes para viver em paz com você mesmo!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Era um dia como qualquer outro. As pessoas na estação, correndo de um lado para o outro, como formigas, presas a necessidade de obedecerem a seus relógios. Quando o trem chega, todos se digladiam e se espremem para entrar, impedindo os passageiros de desembarcar. Nada novo, apenas o caos social de todos os dias. Apenas mais um dia comum. Dentro do trem, vejo uma mulher passando de passageiro em passageiro, oferecendo uma besteira industrializada comestível.

Reparo que ela está acompanhada por uma criança (uma menininha), carregando uma grande sacola cheia com a mercadoria, a qual, de tanto peso, ela quase arrasta no chão. Encaro a garotinha e começo, como de costume, a me deprimir com a dura realidade do mundo. Penso nas oportunidades as quais ela e sua família foram privadas, que ela deveria estar na escola ou brincando… e também que existem lugares piores para se estar do que ao lado daquela mulher.

A menina, como se percebesse meu olhar, levanta a cabeça e nossos olhos se encontram e, em uma atitude de inocência tipicamente infantil, ao invés de se sentir incomodada e desviar o olhar, como qualquer adulto faria, ela respondeu a ele com um gigantesco sorriso, capaz de limpar as trevas de qualquer coração.

shutterstock_230910133

Ao sair da estação, encarei o céu e percebi que o sol lutava para superar o cinza frio que o encobria. Lembrei-me da garotinha e de seu sorriso, então eu sorri para mim mesmo. Talvez hoje não fosse um dia como os outros, pois percebi que para ser feliz com si mesmo não precisa de muita coisa e sim saber que você está fazendo o possível para se tornar uma pessoa melhor a cada dia que passa.  É importante não acreditar que você é incapaz só por ter feito algo errado, praticar o perdão consigo mesmo e lembrar que sempre haverá um novo dia para tentar novamente e dessa vez, sabendo o que não fazer para dar certo.

A paz interior vai surgir quando você perceber que as coisas mais simples da vida são as que nos dão mais esperança de dias melhores, você vai lidar melhor com seus sentimentos mais obscuros e aprender que para todo final tem um novo recomeço. Basta um ponto final para que a sua vida comece a andar até o caminho para felicidade.


Texto escrito por Roberta Torres da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]