Comportamento

Baseado em fatos reais

Pessoa branca segurando coração.
Aziz Acharki / Unsplash
Escrito por Madaleine

Perder a paixão pela vida é um dos piores sentimentos que podem nos afetar destrutivamente.

Viver apaixonadamente é sentir a intensidade da vida, seja nos momentos bons ou ruins.

A paixão é como um redemoinho que movimenta e direciona o vento, começa como uma brisa que refresca os sentimentos.

Sentir, pertencer, estar e pular de cabeça são algumas expressões que poderiam ser sinônimos de paixão.

Viver ou estar apaixonado por algo ou alguém pode ser perigoso, porque põe em risco a sanidade dos pensamentos e das atitudes.

Você, que já viveu ou sentiu uma grande paixão, saberá me compreender quando eu disser que viver sem esse sentimento é o que realmente nos põe em risco.

Sem paixão, apenas “sobrevivemos” e vamos passando os dias aleatoriamente.

Contudo sentir o frio na barriga, a voz embargada, o coração pulando fora do peito, os lábios trêmulos, a necessidade de estar envolvido e entregue, a falta de raciocínio claro e viver apenas a intensidade é um ou não é um bom sentimento?

Silhueta de homem com as mãos formando coração no pôr do sol.
Aziz Acharki / Unsplash

Pensar no controle que a vida exige e nos “quadradrinhos sociais” que temos que nos encaixar faz com que sejamos bem previsíveis e quase nada apaixonados.

Por isso eu posso compreender as pessoas que se permitem estar ou viver apaixonadamente — dos que vivem assim, nada se pode prever além de uma possível arritmia que lhes tire os pés do chão no momento da entrega, seja ela suave ou intensa.

Se eu posso dar um conselho? Apaixone-se! — é incrível viver com um brilho nos olhos, com uma força que te envolve e movimenta, fazendo de você alguém que é percebido na multidão.

Você também pode gostar

É fácil reconhecer as pessoas apaixonadas, porque a alma cheira a perfume de vida que alimenta e inspira!

Eu fui, sou, serei uma eterna apaixonada pela vida. Conecte-se a esse sentimento, porque vale a pena!

E claro… apaixone-se!

Sigamos!

Sobre o autor

Madaleine

Minha formação acadêmica é em pedagogia. Atuo na área de educação há quase trinta anos, fiz diversos cursos e especializações, além de pós-graduação em supervisão escolar e letramento. Atuei quase 15 no ensino fundamental, desde sempre na educação infantil e na maioria do tempo na escola pública municipal da Cidade de São Paulo. Sempre em busca de aperfeiçoamento profissional, passo ainda a maior parte do tempo estudando — e não por acaso me apaixonei pelo estudo da espiritualidade. Frequentei um espaço durante muitos anos, onde fui acolhida e atendida. Mais tarde passei a ser estudante, depois trabalhadora. A cada dia conheço novas descobertas, além de me encantar ainda mais pelo tema e me aprofundar na espiritualidade como um todo. Eu me interesso também por temas como literatura, filosofia e ciências, além do amor, que, na minha opinião, nunca sai de moda. Mãe de um casal de adolescentes, sigo aprendendo a lidar com os desafios dessa fase tão linda e cheia de descobertas. Eu me considero uma pessoa amada e feliz. Minha missão é aprender e progredir sempre! Fé é uma palavra que gosto sempre de usar. Acreditar e ter esperança em dias melhores é minha meta.

Email: Psm.baron@gmail.com