Espiritualidade

Canalizações espirituais: como verificar a veridicidade das informações?

Mandala com um foco de luz em seu centro
stylephotographs / 123RF
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

É indiscutível a importância da liberdade de expressão na comunicação em qualquer meio pelo qual ela se propague. É uma questão de respeito à inteligência eliminar censura, filtros e críticas, permitindo que a pessoa que recebe a informação avalie e selecione, ela mesma, o que lhe interessa. Contudo há um abuso generalizado de informações e notícias, que, em função da intencionalidade, tornam-se uma verdadeira “arma” ideológica e, por fim, cerceiam a liberdade e exercem uma influência desagregadora.

Nesse sentido estão as “fake news” que infelizmente são a desconstrução da linda arte da comunicação de tornar algo comum e conhecido para gerar consciência e ação. Além de serem nocivas por espalhar o equívoco, elas ainda podem disseminar o pânico e a desinformação e romper a credulidade das pessoas. Com a facilidade tecnológica, a abrangência e a velocidade se tornaram marcas do bem, mas também instrumentos que potencializam a falsidade na comunicação.

Ao mesmo tempo, pelo menos uma parte considerável das sociedades está alerta a esse aspecto da comunicação e há uma “guerra” contra isso. E aí sim, usa-se uma censura positiva para impedir que ele evolua e cause danos severos.

Literalmente estamos trabalhando contra as trevas que causam “cegueira” e retrocesso, impedindo a evolução. Para citar um exemplo, outro dia mesmo circulou pelo WhatsApp uma “canalização” de Mestres Ascensionados, que à primeira vista parecia bem adequada ao momento. Contudo o texto disseminava o pânico do fim da Humanidade e do planeta. Não era, em si, objetivo e, após a leitura, nitidamente nenhum conhecimento foi de fato acrescido. O que se pode dizer sobre isso? Uma canalização falsa e com abuso da fé das pessoas!

Mas como identificar, individualmente, uma mensagem espiritual com essa característica desagregadora que causa insegurança, medo, incredulidade, etc. em meio à enxurrada de textos que recebemos diariamente nas mais variadas mídias? Descubra seguindo a leitura!

Características da mensagem de canalização falsa

Muitos textos são bem escritos, mas nada dizem. São um aglomerado de palavras que, no fim, não provocam mudanças, sequer promovem reflexões.

Quando você receber uma mensagem de “canalização” de seres superiores, Mestres Ascencionados ou de Mestres da Luz, ela deverá ser objetiva e nada egoísta. Nela não há “marketing” do Mestre nem tampouco de quem recebeu a canalização. Aquele que se presta a canalizar a mensagem vinda dos Planos Superiores não precisa de glória, de títulos e deve estar liberto de vaidade, pois está a serviço da Humanidade para algo muito maior, para ensinar, levar conhecimento e realizar a sua missão na Terra.

Uma canalização falsa tende a situar os mestres no tempo e no espaço cósmico; por exemplo: “neste exato momento estão acima de Londres”. Aos ascensionados, o mais importante é a objetividade da mensagem para gerar transformação, não esclarecer onde podem ser localizados. Qual seria a finalidade?

Filtro dos sonhos recebendo luz com plano de fundo repleto de folhagens
Artem Beliaikin / Pexels

Outro aspecto importante é o conteúdo implícito do texto, ou seja, qual mensagem ele deseja realmente entregar — é sobre amor ou sobre ódio? É discriminativa (esse povo em detrimento daquele, essa religião diferente daquela, etc.). Reforça a segurança ou desperta o medo? Verdadeiras canalizações promovem consciência, desenvolvem o amor universal e despertam confiança e fé.

As mensagens de luz são vibrações que nos dão a sensação de contentamento, de satisfação e de confirmação. Diante delas, temos uma ligação imediata, uma alta identificação, como se fosse algo profundamente conhecido, como se já soubéssemos dele.

Nesse sentido, se você vê uma mensagem que incita a violência ou o preconceito, tenha certeza absoluta de não se tratar, apesar do que se deseja fazer crer, oriunda de seres iluminados.

Os sentimentos gerados pela mensagem de canalização falsa

Qualquer coisa que você leia e provoque a sua reflexão traz, por si, só um resultado benéfico. Contrária a isso, a canalização falsa vai gerar ansiedade, temeridade, descrença e inércia.

Assim, para identificar uma genuína mensagem de canalização da Luz, tenha em mente que ela é clara, objetiva e sempre amorosa, mas chama todos à consciência e à responsabilidade para agir e conquistar uma transformação evolutiva. Ela apresenta os caminhos a serem seguidos.

Nesse aspecto, a intuição é um instrumento poderoso para discernir o que é verdadeiramente uma canalização dos seres superiores e o que é uma “brincadeira” de mau gosto de forças negativas que insistem que o ser humano não evolua. É a intuição que nos conecta à sabedoria interior, que, por sua vez, conecta-nos à espiritualidade.

Quando sentimos alegria, serenidade, disposição e certeza de que a nossa capacidade pode ser útil para o que está sendo proposto numa mensagem canalizada, é muito provável que ela seja verdadeira. Ela conecta a nossa essência ao divino.

Você também pode gostar

Em outras palavras, perceba os seus sentimentos: uma mensagem de canalização genuína provoca fé, esperança e, ao mesmo tempo, alerta à consciência sobre o nosso poder de mudanças em nós mesmos, nos demais, no mundo a que pertencemos e na espiritualidade individual e global.

Para concluir, esteja alerta em relação ao que você recebe pelas mídias de comunicação e pelas redes sociais. Aperfeiçoe a sua crítica, evitando a ingenuidade de aceitar tudo como verdade absoluta. Questione as informações e as orientações que você recebe.

Aprofunde-se sobre um determinado assunto, seja de que origem for, notadamente aqueles que tratam da espiritualidade. Ouça a sua voz interior, a sua intuição. Jamais transmita informações e, principalmente, mensagens de canalização antes de refletir sobre a clareza delas, a objetividade e a consciência sobre o que elas desejam que alcancemos. Seja um instrumento do bem e da evolução espiritual.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]