Astrologia

Capricórnio, Júpiter e a grande conjunção em 2020

O ano de 2020 será especial, pois além de ser o ano do Sol, há, no Céu do momento, uma grande conjunção (união) no signo de Capricórnio. Os planetas aglomerados em Capricórnio são, Plutão, Saturno, Júpiter e Marte, que ingressou neste signo no dia 16 de fevereiro. Essa conexão de astros representa um evento raro. E por tratar-se de uma aglutinação isolada, ela tem, como fim, preparar a humanidade para grandes mudanças, tanto em nível individual quanto no coletivo.

Imagem manipulada do sistema solar, com uma linha traçada definindo o caminho de cada planeta.
Pixabay/WikiImages

Capricórnio é o décimo signo do zodíaco, seguindo a ordem zodiacal de Áries até Peixes. Esse signo é simbolizado, mitologicamente, por um animal que é descrito como uma cabra com rabo de peixe. A ênfase de planetas em Capricórnio sinaliza para a importância da sabedoria, seriedade, responsabilidade, compromisso, ordem, estrutura, e honradez.

Você também pode gostar

A configuração de planetas em Capricórnio começou a se formar com o ingresso de Saturno nesse signo em 20 de dezembro de 2017. Saturno também é regente do ciclo que se iniciou em 2017 e que vai até 2052. O ciclo maior que vai até 2052 e o trânsito de Saturno por Capricórnio, com duração de 2 anos e meio, são eventos distintos mas que têm por objetivo promover ajustes para que, assim, a humanidade torne-se mais madura dando impulso para que a justiça domine.

Júpiter, o planeta das oportunidades, ingressou em Capricórnio no dia 2 de dezembro de 2019 trazendo novos caminhos e possibilidades. Júpiter transitará por Capricórnio até 18 de dezembro de 2020. Em capricórnio, Júpiter, cujo signo de domicílio (estado de conforto em que um planeta se encontra) é sagitário, signo esse que tem relação com expansão, alegria e otimismo, estará orientado para uma postura mais séria e madura. É muito comum vermos pessoas se desesperarem por conta da expressão menos expansiva de Júpiter em Capricórnio, no entanto, não há porque temer. É só saber trabalhar as qualidades capricornianas e jupiterianas com senso de realidade.

Imagem manipulada de Júpiter visto do solo de Marte.
Pixabay/AzDude

Por fim, podemos compreender que será um grande ano, com muitos desafios, muito trabalho e mudanças de paradigma. Com certeza, estaremos renovados e com uma nova percepção das situações quando essa grande conjunção passar.

Sobre o autor

Fabiana Alves de Brito

Fabiana Alves de Brito

Fabiana Alves de Brito é professora e astróloga. Pós-graduada em língua inglesa, tem lecionado em cursos de idiomas e escolas há 15 anos. É astróloga profissional, apaixonada por tudo que esteja relacionado ao Universo e aos astros. Dispõe do conhecimento da astrologia há mais de dez anos.

Contatos:
Email: [email protected]
Site: fabianaalvesdebrito.com.br
Facebook: @FabianaAstrologia
Instagram: @fabianaalvesdebrito.astrologia
Youtube: Fabiana Alves de Brito