Categoria - Jin Shin Jyutsu

Traduzindo as palavras literalmente, teremos: Jin sendo arte, Shin sendo criador e Jyutsu sendo homem de conhecimento e compaixão. Interpretando e adaptando para a língua portuguesa, o Jin Shin Jyutsu é a arte de liberação das tensões, que por sua vez são as responsáveis por grande parte dos sintomas ruins em nosso corpo, muitas vezes resultando em doenças e dores crônicas. Essa arte explica que o nosso corpo tem inúmeros caminhos energéticos e que quando algum desses caminhos está bloqueado, nascem os problemas (que podem ser no local do bloqueio ou em qualquer outro órgão distante). Diante disso, o objetivo dessa prática é garantir que os desbloqueios sejam feitos e que a energia possa fluir livremente por todo o organismo. A criação dessa arte é advinda do mestre Jiro Murai, japonês que foi desenganado com uma doença grave e que conseguiu se curar apenas pelo jejum e pelas posturas específicas, dedicando assim o restante de sua vida à pesquisa do processo de cura por meio de sabedorias ancestrais. A responsável pela chegada dessa arte ao mundo Ocidental é Mary Burmeister, americana que estudou com o mestre e implantou sua sabedoria. Hoje em dia, o Jin Shin Jyutsu é procurado por pessoas que buscam autoconhecimento, bem-estar ou um complemento de tratamentos médicos de doenças geralmente crônicas. É uma arte indicada para diversos fins e também para o simples relaxamento. A sessão dura aproximadamente uma hora e consiste em uma sequência de toques e em uma respiração guiada por meio de seus mestres. É a busca da concentração da energia vital e do reequilíbrio das energias que fluem por meio de todo o corpo humano. Também é possível fazer uma autoaplicação, desde que se conheça os fundamentos e os exercícios indicados. As aplicações podem ser semanais ou diárias, de acordo com a necessidade e disponibilidade de cada um.

Não encontramos o que está procurando. Tente a nossa busca.