Alimentação consciente Atividades Físicas Nutrição

Como criar um plano alimentar?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Emagrecer não é algo fácil. Por mais que existam fórmulas milagrosas para entrar em forma, a verdade é que só se pode ter um corpo bem definido com muita disciplina. E a disciplina mais difícil, ao contrário do que muitos acreditam, não é com os exercícios físicos, mas com a alimentação.

Isso acontece porque os exercícios físicos têm entre 30 minutos a 2 horas de duração, em média (a não ser que seja um atleta profissional), já a alimentação é algo que deve receber atenção e controle 24 horas por dia. Não adianta nada fazer duas horas de exercícios pesados e depois comer várias guloseimas durante o dia, por isso separamos algumas dicas para você aprender a fazer um plano alimentar. Confira abaixo:

Observe a si mesmo

O primeiro passo é descobrir o que te faz engordar. Cada pessoa possui um corpo único e um metabolismo próprio, portanto não adianta seguir uma fórmula pronta achando que vai ser milagrosa. O primeiro passo é observar a sua rotina. Quanto tempo de exercício físico você faz? Quantas vezes come por dia? O que você come? Em quais horários você sente mais fome ou vontade de comer? Anote todos os detalhes dos seus hábitos para descobrir o que você precisa melhorar.

Estude a composição dos alimentos

A internet possui bastante material útil para isso. Descubra quais alimentos possuem mais proteínas, carboidratos e gorduras. Descubra quais possuem nutrientes como vitaminas e minerais. Essa etapa é importante para você entender se o que consome é saudável e te ajuda a emagrecer ou se só prejudica.

Calorias

Aprenda também a quantidade de calorias que seu organismo precisa consumir todos os dias. Na internet, é possível encontrar calculadoras que te ajudam a fazer esse cálculo. Depois de descobrir essa informação, você vai entender quais alimentos são mais ou menos calóricos e, a partir disso, poderá dosá-los nas diversas refeições do seu dia.

Substituição

É muito difícil acabar com um hábito já enraizado em sua rotina, como comer doces. Por isso, use a técnica da substituição para os hábitos alimentares não saudáveis. Por exemplo: em vez de parar de comer aquele docinho depois do almoço, substitua-o por um doce sem açúcar ou por uma fruta. Ficar sem comer nada vai tornar tudo mais difícil. Então tenha calma e substitua tudo aos poucos.

Nutricionista

Por mais que você se informe e consiga resultados bons por conta própria, recomendamos sempre conversar com um profissional da área, como um nutricionista, que pode te ajudar a construir um plano alimentar e dar conselhos valiosos para você se alimentar bem, sem prejudicar a sua saúde.


Escrito por Ricardo Sturk da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]