Energia em Equilíbrio Florais de Bach

Como o outro pode influenciar a produção da doença: a função dos pais e dos mestres – Parte 5

Taisa Vliese
Escrito por Taisa Vliese

(…) os filhos de Deus nunca devem sentir medo, (…) nossas Almas só nos dão tarefas que somos capazes de levar a cabo e que com a nossa coragem e com a nossa fé na Divindade existente dentro de nós a vitória chegará para todos os que perseveram em sua luta.

Edward Bach

Ao contrário do que toda a mídia defende em relação à aquisição de bens materiais, serviços e condições de vida, Edward Bach nos fala que os pais devem dar aos filhos um conhecimento e uma vivência intransferíveis porque precisam ser vividos diariamente com coerência entre os postulados e a prática: as orientações espiritual, mental e ética. Através do exemplo e dos ensinamentos inerentes a cada experiência.

Ter um filho neste momento econômico é a maior prova de caridade de desejo abnegado de ajudar a humanidade, pois os pais deixam de ser meros provedores materiais. Passam a se constituir como mestres que devem usar a sabedoria para educar, dando autonomia de pensamento e de tomada de decisões para seus filhos.

Para isso, esses ensinamentos não podem ocorrer sob o jugo da imposição, pois cada criança é uma alma individual que veio ao mundo para adquirir a própria experiência e conhecimento em seu próprio caminho, segundo os desígnios do seu Eu superior (2006, p. 39).

Um trabalho que deve ser refletido e abnegado, pois o objetivo máximo é dar carinho, proteção e orientação, por um breve período, sem apegos excessivos, pois a “independência, a individualidade e a liberdade devem ser ensinadas desde o começo, e a criança deve ser estimulada o mais cedo possível a pensar e agir por si mesma” (2006, p.40).

Dr. Bach nos coloca um desafio: não confrontar o jovem aos desejos e ideias dos pais, freando qualquer dominação, pois o ofício dos mestres é apenas dar orientação e oportunidade para o jovem aprender as coisas do mundo e da vida de modo que “cada criança possa absorver o conhecimento a sua maneira e, se a liberdade lhe for concedida, escolher instintivamente o que seja necessário para o êxito de sua vida” (2006, p.41).

Cada um de nós tem seu livre-arbítrio para fazer escolhas e, a partir delas, viver seu caminho. Assim, compreendo que a lição pedagógica que Bach quer nos dar é uma perspectiva de responsabilizar cada um de nós por nossos pensamentos, sentimentos e atitudes, gerando uma ampliação da consciência e da responsabilidade perante nossa existência e nossa evolução.

Happy young family spending time together outside in green nature.

Mas como colocar essas premissas em prática diante de uma sociedade adoecida e superficial? Crianças são apresentadas a estímulos hedonistas e a uma ética da acumulação e da solidão. Não brincam mais juntas, não sabem resolver seus conflitos e, o mais grave, apresentam uma necessidade absoluta de recompensa imediata. Sem ela, se tornam seres entediados e ansiosos.

A missão dos pais e mestres nesta sociedade é orientar e mostrar que as escolhas da vida refletem nossos padrões emocionais que são resultantes de nossos padrões mentais. Assim, para haver unidade, há de se pensar sobre qual é seu projeto de vida, quem você é e como quer ficar!

Muita paz!

Leia a primeira, a segunda, a terceira e a quarta parte desta série.


Bibliografia

BACH, E. (2006) Os remédios Florais de Dr. Bach. São Paulo: Editora Pensamento.

BACH, E (2012) A Terapia Floral. Escritos Selecionados de Edward Bach. Sua filosofia, pesquisas, remédios, vida e obra. São Paulo: Ground.

Sobre o autor

Taisa Vliese

Taisa Vliese

Formação em Psicologia; Especialista em Saúde Mental e Desenvolvimento da Criança e do Adolescente; Mestre em Educação; Professora Assistente da Universidade Estácio de Sá; Consultora de Educação Inclusiva

Pós-Graduada em Terapia Floral; Sintonizadora do Sistema Floral Amigas da Terra; Membro Fundador e Diretor da Clínica da Alma.

Autora do Livro: Graciliano Ramos: A Infância pelas mãos do escritor - Um ensaio sobre a constituição da subjetividade na Psicologia Sócio-Histórica

Contatos:

E-mail: [email protected]
Celular: (21) 998579440.
Facebook: Taísa Vliese
Blog: napazcomflorais.com
Site: Holística Floral