Convivendo Maternidade Consciente

Comunicação não violenta: minicurso gratuito a todos

Side view shot of young woman playing with little girl on bed at home. Mother and daughter playing games in bedroom.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quando se fala em violência, logo nos lembramos da física, mas existe também a emocional que fica guardada em nossa memória, onde sofremos com momentos e fases. É só se lembrar da tradicional frase para meninas que é passada desde pequena: “Você deve ser uma princesa e se portar como uma princesa”. Mas nem sempre as meninas se encaixam nesse padrão e essa é também uma forma de violência emocional que pode atrapalhar o desenvolvimento da criança neste estágio da infância tão importante.

Minicurso gratuito

Pensando nas diferentes formas de violência que hoje se apresentam, a fundadora da TeApoio, Viviane Ribeiro, acabou de desenvolver e lançar um minicurso gratuito para mães e pais dialogarem com seus filhos em uma forma de educação mais amorosa, sem rigidez e com mais liberdade entre ambos.

Todas as pessoas podem ter acesso a esse minicurso de forma gratuita. E para fazer isso é bem simples: basta apenas acessar o site. Depois, você deve cadastrar o seu e-mail e seguir as orientações que serão enviadas para você ter acesso ao material.

TeApoio ajuda os pais a praticar uma comunicação não violenta com os filhos. É uma empresa que apresenta diversos trabalhos e propostas e os pais que quiserem mais informações sobre esse trabalho podem acessar o site e entrar em contato

O minicurso é muito acessível e fácil de compreender. De forma didática, mas também criativa, ele nos ajuda a fazer reflexões sobre a forma como educamos os nossos filhos e aqueles velhos padrões que costumam nos seguir. Acesse o site, cadastre o seu e-mail e faça o minicurso também.

Educar: um desafio

Os pais de hoje sentem na pele que educar é um desafio e tanto. Esqueça a educação de seu avô e pai, pois hoje ela não se aplica mais. Passamos por tantas mudanças que é impossível colocar em prática aquela educação rígida que deixava as crianças mais com medo e inibia sua criatividade.

Hoje, as crianças são mais explosivas. É de seu temperamento, e cabe aos pais esse desafio de educar. E, entre as dificuldades do dia a dia, como ensinar os filhos a ter compaixão? A ser solidários? A ajudar aos próximos? A respeitar? Apenas com exemplo e com a prática no dia a dia.

Escutar, olhar nos olhos, conversar são prioridades na educação de seus filhos. Para saber mais sobre o curso, baixe o material e também participe dos fóruns de discussão com outros pais.


Texto escrito por Angélica Fabiane Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]