Autoconhecimento Blog do Editor Convivendo

Crenças Limitantes: Escassez

Silvia Jara
Escrito por Silvia Jara
Está na moda. Taí outra crença que tem uma mansão em nosso subconsciente. Quem, em sã consciência, diria que pensa em escassez? Ninguém quer admitir, mas pensa e muito. A imagem que me vem à cabeça é um bichinho, com muitas pernas e braços, agarrado aos nossos neurônios.

Escassez é o contrário da abundância

Pode se perguntar: quantas vezes você pensou coisas do tipo: “ai, nunca vou conseguir comprar aquele carro novo. Aquele curso é caro demais pra mim”. E assim por diante. Quantas sabotagens não conferimos aos nossos projetos e desejos? Vamos lá então.

Cérebro ancorado

Concentre-se naquilo que você quer. Imagine detalhadamente aquilo que pensa ser a abundância para você. Pense nos detalhes todos, cores, formatos, cheiros, etc. Pensou? Agora que formou a ideia, pergunte-se: “como seria minha vida se isso tudo já estivesse conquistado ou realizado? O que de pior aconteceria se eu já tivesse conquistado tudo o que desejo?”. Escute as respostas e veja a cena que se apresenta.

Preste atenção na voz lá no fundo que te fala: “ah, se tiver grana para pagar as contas, vão dizer que estou rico e vão ficar com inveja de mim. Se conseguir um emprego melhor por ter estudado, meus amigos vão se afastar”, ou ainda “não conseguiria ter ninguém em minha vida, viveria isolado, ninguém se aproximaria de mim senão por interesse”.

Você também pode gostar de:

Isso não é praga de ninguém a não ser o seu próprio ego tentando sabotar sua determinação em conquistar o que deseja. Ele prefere que você fique quietinho, bem no lugar onde está, é mais seguro.

Então, refaça o exercício com uma nova visão. Mais do que pensar, sinta e construa a cena com bons resultados e com tudo que quer à sua volta. Diga a você mesmo (a):

“Tudo me inspira a buscar minhas realizações.”

“O Universo sempre me apresenta possibilidades de conquistar o que desejo.”

“Eu mereço ser feliz e conquistar a abundância em minha vida.”

“Eu convivo bem com as pessoas e posso oferecer a elas o meu melhor.”

Sinta-se feliz, assim como todos os que estiverem compartilhando com você essa nova situação.

Construa a sua abundância reconhecendo a autossabotagem.

Sobre o autor

Silvia Jara

Silvia Jara

Depois dos dois primeiros anos do Eu Sem Fronteiras, resolvemos atualizar nossas informações e isso foi um belo exercício de reflexão!
Nosso propósito sempre foi ajudar as pessoas na busca do autoconhecimento e eu, pessoalmente, não fiquei isenta disso.

Contato:
[email protected]

Em meu perfil anterior disse: “olhando para trás percebo que, em minha vida, as coisas sempre aconteceram de maneira fluida, sem muito planejamento, embora tenha verdadeira admiração pelo planejamento ‘das coisas'”. Hoje entendo que foi o foco no presente que me fez seguir o fluxo da vida em muitos momentos, sem me preocupar com o ontem ou com o amanhã. As coisas caminharam como deveriam ser.

Minha paixão pela publicidade se transformou na paixão por pessoas, comportamentos, sentimentos, atitudes e, principalmente, na capacidade e necessidade do ser humano de se comunicar, compartilhar e crescer. Minha formação acadêmica em Publicidade não mudou, mas minha formação humana tem sofrido diversas e importantes mudanças no sentido de compreender que sozinhos não chegaremos longe. Somos um sistema e como tal, precisamos uns dos outros.

Minha capacidade analítica e observadora, aplicada à Pesquisa Qualitativa de Mercado que, até então, me serviu para compreender o comportamento de consumo das pessoas e grupos, agora parece muito mais voltada a me compreender, a olhar para dentro de mim e buscar minha essência verdadeira. É praticamente impossível ficar ilesa, isolada e desconsiderar tantas informações e conteúdos com os quais lidamos no dia a dia de nossa redação.

Hoje entendo que o trabalho em áreas comerciais, marketing de empresas, agências de publicidade e a atuação em pesquisa de mercado estavam me preparando para esse mergulho no autoconhecimento. Nada é coincidência!

A curiosidade pelo mundo espiritual, pela meditação, pela metafísica, pela energia vital está se transformando em novos conhecimentos e práticas: Reiki, Apometria, Constelação Familiar, Thetahealing, PNL, EFT, Florais e tantas outras técnicas. Sigo acreditando que o questionamento, a busca de informação e a vivência me levarão a conhecer minha missão de vida, meus caminhos e minha plenitude.

Trabalhando no Eu Sem Fronteiras desde 2014, tenho aprendido muitas coisas, vivenciado outras tantas e não sei onde isso chegará! O que me importa é continuar nessa busca. É um caminho sem volta no qual o grande objetivo é aceitarmos que somos sujeitos de nossa própria vida, os únicos capazes de transformá-la.

Grande abraço e muita luz!