Comportamento Convivendo

Cringe: qual o significado do meme e como isso influencia no conflito das gerações?

“No meu tempo…”, “quando eu era jovem…” ou “um dia você vai entender” são algumas expressões que você já deve ter ouvido em algum momento da sua vida, provavelmente de uma pessoa mais velha. Isso porque o conflito de gerações sempre existiu e sempre vai existir, e isso se tornou ainda mais evidente nos últimos tempos, com a disseminação do termo “cringe”.

Proveniente da língua inglesa, o termo “cringe” passou a ser utilizado com muita frequência na internet. As pessoas mais jovens sabem muito bem o que ele significa, mas aqueles que já saíram da adolescência estão um pouco perdidos, até porque a tradução literal do termo seria “curvar-se de medo”.

Porém, quando analisamos a palavra “cringe” como uma gíria, compreendemos que ela é utilizada para se referir a algo vergonhoso ou constrangedor. As gerações mais antigas já tinham uma expressão para isso: vergonha alheia. Então, se você quer decorar o que essa palavra significa, basta pensar que é uma atitude que causa vergonha alheia.

No entanto, para entender o que está sendo chamado de cringe atualmente, você precisa entender um pouco mais sobre o assunto. Para isso, preste bastante atenção ao conteúdo que preparamos a seguir!

Significado de cringe

Como vimos anteriormente, cringe é a palavra usada para definir algo vergonhoso ou constrangedor.

Na verdade, quem define o que é cringe é a geração que disseminou o uso desse termo: a geração Z. E, do mesmo jeito que um dia você sentiu vergonha de alguns comportamentos dos seus pais, os Zs se sentem dessa maneira sobre as atitudes da geração que veio exatamente antes deles, os millennials.

Emoticon demonstrando uma expressão vergonhosa
Woolzian / Getty Images Signature / Canva

Quais são as gerações e como descobrir a minha?

Antes que você faça uma confusão entre gerações x, y e z, vamos aprender um pouco mais sobre cada uma das gerações que foram identificadas na sociedade mundial. Elas são definidas a partir de um conjunto de comportamentos e de posicionamentos de pessoas nascidas em determinada época, o que impacta a cultura e a economia.

1) Baby boomers

São as pessoas nascidas entre 1946 e 1964, que foram responsáveis por reconstruir o mundo depois da Segunda Guerra Mundial. Por causa disso, são comprometidas com o trabalho duro, conservadoras nos costumes (priorizando um casamento, uma casa própria etc.) e buscam estabilidade.

2) Geração X

São as pessoas nascidas entre 1965 e 1980, anos marcados por importantes movimentos sociais. Porém elas cresceram em meio a governos autoritários, o que fazia com que fossem vistas como idealistas e rebeldes. Assim, são indivíduos que valorizam a liberdade individual, mas que ainda tiveram que se adaptar ao mundo que estava constituído quando cresceram.

3) Geração Y ou Millennial

São as pessoas nascidas entre 1981 e 1996, que cresceram em um mundo inserido nas novas tecnologias. Além disso, elas são engajadas politicamente e socialmente, buscando romper os padrões impostos pelas gerações anteriores. Nesse caso, os indivíduos não priorizam um trabalho desgastante e a construção de uma família nos planos de vida. É importante mencionar que os millennials são alvos de críticas de todas as gerações.

4) Geração Z

São as pessoas nascidas entre 1997 e 2010, que são os primeiros nativos digitais e a geração mais comprometida a mudar o mundo. Dessa maneira, eles dominam a tecnologia com facilidade, colocam em prática a ruptura com os padrões que os millennials iniciaram e utilizam o termo “cringe” para falar sobre a geração Y.

5) Geração Alpha

São as pessoas nascidas a partir de 2010, caracterizando-se como a geração mais jovem do mundo. Totalmente inseridas em um contexto digital, elas podem enfrentar dificuldade para separar o mundo virtual do mundo real. Felizmente, isso também faz com que elas saibam aproveitar os benefícios que a internet promove e desvendar facilmente o jeito de utilizar equipamentos eletrônicos. Como ela ainda é formada por crianças, é difícil prever qual será a visão de mundo dessa geração.

Adolescente sentado no quarto com fone de ouvido, celular e notebook
DaniloAndjus / Getty Images Signature / Canva

O que há em comum entre todas as gerações é que elas sempre tentam romper com os comportamentos e pensamentos das gerações anteriores e acreditam que são melhores do que quem veio antes e do que quem veio depois. Assim, o mundo está sempre se renovando, ainda que às custas de uma rivalidade entre mais jovens e mais velhos.

Talvez você não se identifique muito com a geração à qual você pertence, e isso não é um problema. Todas as regras apresentam exceções, principalmente se você nasceu precisamente no período de transição entre uma geração e outra.

Eu sou cringe?

Depois que os nativos digitais se apropriaram do termo cringe para falar sobre alguns hábitos dos millennials, muitas pessoas começaram a se perguntar se elas são cringe, ou, então, se há um cringe meme. Com os tópicos que separamos, entenda quais atitudes são consideradas vergonhosas pela geração Z, que não está para brincadeira!

  • Idolatrar seriados e/ou filmes que já fizeram muito sucesso, como a série televisiva “Friends”, filmes da Disney ou a saga “Harry Potter”;
  • Demonstrar uma paixão excessiva por café, além de tomar café da manhã todos os dias;
  • Utilizar calça do tipo skinny, cuja modelagem é bem justa;
  • Compor um look usando uma sapatilha de ponta redonda;
  • Gostar de usar emojis em mensagens de texto ou nas redes sociais;
  • Completar legendas de fotos usando hashtags;
  • Não gostar ou não conhecer o conteúdo produzido no aplicativo TikTok;
  • Falar frequentemente sobre a necessidade de pagar boletos;
  • Dizer que é “mãe/pai de pet” ou mãe/pai de planta”;
  • Acreditar que o minimalismo é um estilo bonito e interessante.

Você também pode gostar:

Se você reproduz alguma dessas atitudes, é provável que você seja da geração millennial e que a geração Z te considere cringe. Mas isso não é motivo de preocupação, afinal até você já sentiu vergonha alheia de comportamentos muito específicos dos seus familiares, não é?

Considerando cada informação apresentada, observamos que o termo cringe é utilizado pela geração Z para falar sobre a geração Y, ou millennial, em um tom vergonhoso. Há atitudes específicas dos nascidos de 1981 a 1996 que constrangem os nascidos de 1997 a 2010, mesmo que não haja uma explicação lógica para isso. Felizmente, isso não passa de uma rivalidade saudável, que nos mostra que o mundo está em constante transformação.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br