Autoconhecimento

Cure-se para curar o mundo

Pessoa costurando coração de pano
Vadym Petrochenko / Getty Images Pro / Canva
Carlos de Campos
Escrito por Carlos de Campos

Quando tudo chegar ao seu limite,

Quando todas as pessoas aceitarem que são falhas,

Impediremos que tudo seja destruído.

Revelando que tudo só dependia de nossa boa vontade.

Os atos são como bombas,

Podem causar sérios desastres.

Os corações permanecem fechados ao amor,

Os corações se deleitam no ódio e na vingança.

Somos a geração que se tornou incapaz de sentir empatia.

Justificamos as nossas atitudes maldosas,

Nos sentimos no direito de continuar a produzir sofrimentos.

Oh, corações injustiçados, que pagam com injustiças!

Somos a geração que vem promovendo a omissão,

Tudo em nome das migalhas que vamos recebendo,

Tudo em nome de nossas atitudes desequilibradas.

Omissão!!!

Somos a geração que ostenta os fracassos,

Somos incapazes de nos olharmos e reconhecermos as nossas falhas.

Homem com raiva quebrando o lápis ao meio
Abbywilcox / Getty Images / Canva

Não sabemos lidar com as nossas limitações.

Somos movidos pelo puro egoísmo,

Por defesas pessoais agressivas.

O poder que nos oprime é o mesmo que nós utilizamos como armas de destruição.

Dificilmente conseguiremos nos libertar deste círculo vicioso.

Somos movidos pelo simples desejo da vingança.

Ninguém é santo ou perfeito

Nem demônio ou lunático,

Somos os buscadores do equilíbrio.

O que precisamos ser

Passa pelo nosso livre escolher.

Escolher o que pensar faz parte de nossa liberdade.

Pessoa se livrando de algemas
LechenieNarkomanii3764644 / Pixabay

Ter atitude

É ter coragem.

A coragem dos livres.

Ser livre

É também pensar,

Pensar na comunidade.

Amar!!!

É o que se espera como manifestação pessoal.

Trabalhar coletivamente na consolidação da justiça social.

Amar com convicção, e não por conveniência.

Amar o intragável!

O amor é o remédio contra todo e qualquer ódio.

Acolher todos com respeito e dignidade!

O respeito que fortalece o caráter,

O respeito que reconhece a pessoa em sua dignidade.

Duas pessoas segurando uma flor juntas
Sweetlouise–3967705 / Pixabay / Canva

Amar é movimentar-se em direção ao respeito coletivo,

Amar é enaltecer a dignidade da pessoa em sua plenitude,

Amar é respeitar e promover a dignidade humana.

O afeto colhe no outro o fruto do amor

E se alimenta das boas intenções.

Enquanto se é curado, se está curando.

Amor que nutre a vida

E experimenta o amor verdadeiro,

O amor que respeita a liberdade em sua dignidade.

Um mar profundo é cada ser humano

Cada um de nós é responsável por navegar no alto-mar da própria história.

Quando assumimos esse compromisso individual, todos nós nos beneficiamos.

Toda a sociedade ganha quando buscamos o autoconhecimento.

Uma sociedade saudável passa por indivíduos saudáveis.

Cure-se e contribua para a cura do mundo.

Você também pode gostar

Para melhor se conhecer, é preciso querer.

Esse trabalho requer disciplina.

Não é fácil no início e chega a ser muito doloroso.

Quem, no caminho pedregoso, perseverar no domínio de si mesmo, o alcançará.

Ao amor retornará com entusiasmo.

Pelos corações que passares,

Saudades sempre deixarás.

Que o tempo seja para o amor,

Buscando eliminar todo o rancor.

Sobre o autor

Carlos de Campos

Carlos de Campos

Quem é Carlos de Campos?

Era uma vez um poeta, filósofo e teólogo
Era ele avesso a trivialidades.
Vivia refletindo sobre a vida com sua poesia.

Costumava questionar
Toda sombra instalada
Organizando as ideias
Sua poesia gritava.

Era de se admirar!
Entre sinuosas linhas, focando o autoconhecimento
Sua mensagem auxiliava.

O poeta era ligeiro
E nada o constrangia
Com a força da palavra
Muitos versos nos trazia
Na voz um canto festivo
No peito uma euforia
De chegar ao equilíbrio no convívio do dia a dia.

Contatos:
Email: [email protected]
Facebook: mensagemcompoesia
Instagram: @carlos20campos