Convivendo

Décimo Pergaminho – Fé – De hoje em diante eu suplicarei por orientação

Euclydes Zanon Filho
Fé. De hoje em diante eu suplicarei por orientação. Pois com orientação eu tomarei decisões sábias.

De hoje em diante eu suplicarei por silêncio.
Pois no silêncio eu ouço a voz da orientação.
De hoje em diante eu suplicarei por equilíbrio.

Pois, com equilíbrio, o meu SER entra no eixo, se acalma, tenho paz e consigo pensar.

De hoje em diante eu suplicarei por ajuda diante de todos os perigos.
Pois ao confrontá-los não estarei só.
De hoje em diante eu suplicarei por compreensão.

Assim, eu poderei entender ou aceitar os mistérios na vivência desta vida.
De hoje em diante eu suplicarei por um profundo sentir.
Eu sinto um sentimento inigualável de amor fortalecedor que permeia a vida do SER.

Mulher em um campo de girassóis.

De hoje em diante eu suplicarei por bênçãos de gratidão.
Que com a minha boca eu possa expressar toda a gratidão que eu possuo dentro do meu SER.

De hoje em diante eu suplicarei por perdão.
Perdoar-me pelo que passou, pelo que ainda não aconteceu e pela dor do momento. Perdoar para ser perdoado.

De hoje em diante eu suplicarei por amor.
Amor sem condições e imposições. Apenas o amor genuíno. Amor verdadeiro.

De hoje em diante eu suplicarei para que meus olhos enxerguem o meu interior.
Dentro de mim está a conexão máxima com o Deus do universo.
De hoje em diante eu suplicarei para ser uma pessoa melhor.

Pois cada conquista, alegria, felicidade e satisfação atestam minha evolução como ser humano.

De hoje em diante eu suplicarei por humildade.
Que o meu reconhecimento e merecimento sejam agraciados de maneira espontânea e natural.

De hoje em diante eu suplicarei por respeito a todas as criaturas.
Que haja comunhão com todas as criaturas vivas.

De hoje em diante eu suplicarei por uma renovação do meu SER.
Que haja sempre um despertar de consciência, de entendimento e compreensão para que eu possa continuar no meu caminho.

Mulher sorrindo em um campo de girassóis.

De hoje em diante eu suplicarei por minha missão. Que eu consiga cumprir minha missão na vivência desta vida.

De hoje em diante eu suplicarei para não desejar nenhuma dádiva, recompensa ou algo tangível. Pois eu já estou satisfeito com tudo que possuo.

De hoje em diante eu suplicarei para não desejar respostas.
Pois elas não são necessárias.

A maior parte das respostas se encontram dentro de mim.
Suplicarei apenas por orientação para que eu venha a saber a maneira de adquirir estas coisas. E serei sempre atendido em cada súplica.

De hoje em diante eu suplicarei por orientação.
Pois a orientação que busco pode chegar, assim como pode não chegar, mas não são ambas as possibilidades uma resposta? Sim, não e espere.

De hoje em diante eu suplicarei por orientação desta maneira:

“Ó criador de todas as coisas, ajudai-me.
Pois hoje eu saio pelo mundo nu, só e sem vossa mão para orientar. Desviar-me-ei do caminho que conduz à luz, ao êxito e à felicidade.

Não peço ouro, roupas ou mesmo oportunidades segundo a minha capacidade, mas peço orientação para que eu possa adquirir capacidade segundo minhas oportunidades.

Ensinai-me as palavras certas e a prosperar com amor para que eu possa ser um vencedor.

Ajudai-me a permanecer humilde nos obstáculos e fracassos, mas não oculte dos meus olhos o prêmio que virá com a vitória.

Confira a mim tarefas nas quais outros fracassam, mas me oriente de modo a permitir que eu colha o êxito nos fracassos dos outros.

Confronta-me com temores que temperarão o meu espírito, mas dotai-me de coragem para que eu possa rir de meus receios.

Reserva-me dias suficientes para alcançar meus objetivos, mas ajuda-me a viver este dia como se fosse o meu último dia.

Orientai-me em minhas palavras para que elas frutifiquem, mas acautela-me a língua para que a ninguém difame.

Disciplina-me no hábito de tentar sempre e sempre.

Favorecei-me com a prontidão em reconhecer as oportunidades, mas dotai-me de paciência que concentrará a minha força.

Que eu pratique bons hábitos para que os maus hábitos se afoguem, mas concedei-me a compaixão pela fraqueza dos outros.

Fazei-me sofrer para saber que todas as coisas passarão, mas ajudai-me a contar minhas bênçãos de hoje.

Sujeitai-me ao ódio e à raiva para que esses sentimentos não me sejam estranhos, porém encha meu SER de amor para transformar estranhos em amigos.

Mas que todas essas coisas aconteçam apenas segundo a vossa vontade.

Tu me fizeste diferente e especial de todas as outras criaturas.

Neste lugar especial reservado para mim, orientai-me, ajudai-me e mostrai-me o caminho. Deixai-me tornar em tudo aquilo que planejastes para mim neste mundo.

Ajudai este humilde SER. Orientai-me, meu Senhor”.

De hoje em diante eu suplicarei por Deus. O Deus do universo.
Gratidão! Namastê! Namo Amituofo!


Você também pode gostar de outro artigo desse autor. Acesse: Nono pergaminho – Eu agirei agora

Sobre o autor

Euclydes Zanon Filho

Euclydes Zanon Filho

Eu sou Euclydes Zanon Filho, formado no curso superior em Gestão de Serviços. Participo de treinamentos de desenvolvimento pessoal e comportamentos. E escrever é uma forma de dividir a luz interior, o meu resgate é contínuo, o meu despertar é diário, e é incrível!

Contatos:
https://www.facebook.com/DespertarRenovarSeguir
Contato: (11) 99394-0100
E-mail: [email protected]