Autoconhecimento Sem categoria

DIA DO PENSAMENTO – 13 de agosto é o dia do pensamento e é um dia para pensarmos sobre a qualidade deles!

pensamento
Val Amores
Escrito por Val Amores
13 de agosto é o dia do pensamento e é um dia para pensarmos sobre a qualidade deles!

Nesse dia do pensamento, você já parou para pensar sobre a qualidade de seus pensamentos? Com que frequência você faz isso?

Pensar é comum a todos e nunca paramos de pensar, ainda que acreditemos nisso, em alguns casos. Muitas vezes, quando buscamos a meditação, por exemplo, e somos indagados sobre o motivo do interesse em meditar, a resposta quase sempre é: “Preciso aprender a parar de pensar”. Certo, é que podemos reduzir a quantidade de pensamentos e atribuir qualidade a eles, direcioná-los para algum ponto de foco ou ideia criativa, mas não podemos parar de pensar.

Outro aspecto interessante sobre os pensamentos é que eles são de tipos variados, partindo dos inúteis e negativos, até os neutros e elevados.

Na prática constante do autoconhecimento, aprendemos a controlar excessos e intensidade, porque entendemos que o pensamento cria mais do que um estado mental e emocional, ele impacta a atmosfera, o mundo, determina a qualidade de nossas ações e os tipos de hábitos que temos.

pensamento

Pensar é criar e dessa regra ninguém está isento. 

O que pensamos ecoa e nos retorna de alguma forma. Grande parte de nossa realidade é resultado de todo conteúdo que criamos mentalmente.

Um pensamento é uma pegada na existência! Um registro constante da alma em sua própria jornada. 

Toda a nossa trajetória, o que vivenciamos e experimentamos nasce antes, no pensamento, e essa é a razão pela qual compreender a mente como um espaço a ser bem cuidado é tão importante!

Se considero a minha mente como uma criança, posso educá-la e dirigi-la de uma forma mais certeira. Considerar a mente como uma criança não se trata de falta de seriedade ou de pouca confiança em si. Uma mente tratada como uma criança é uma mente que recebe atenção e cuidados amorosos e constantes. É uma mente que atua a partir da inocência e que se permite aprender. É, portanto, uma mente mestre!

Um mestre só é mestre porque recebe cada visitante de sua jornada com resiliência. Seja esse visitante algo fácil e confortável ou algo complicado e desafiador.

Os pensamentos de uma mente mestre são alinhados com a clareza e com a leveza, permitindo que nada pesado se instale e “fique para o chá”.

pensamentoDentro dessa dinâmica aprendiz que se coloca na vida, também não sobra espaço para pensamentos sabotadores, o que nos permite experimentar bem-estar.

Cuidar dos pensamentos é cuidar da saúde mental e consequentemente da saúde física, já que até as doenças que acometem o corpo podem, sim, se originar de tensões causadas por ideias fixas e desgastantes. Ansiedade, depressão, ataques de pânico e raiva não surgem apenas de questões trazidas pelo externo, brotam antes da insistência nos pensamentos mais negativos e inúteis que temos. Esses pensamentos são como doses diárias de veneno que tiram a vitalidade da existência.

Cuidar dos pensamentos não é controlá-los com rigidez, mas criar e buscar ferramentas de auto-observação.

A proposta não é criar um sistema de robotização e punição, mas, sim, de auto-observação e acolhimento de si. Quando nos percebemos com abertura, aceitação e honestidade, conseguimos enxergar qualidades e pontos a serem ajustados. Isso colabora para que a nossa observação do mundo seja menos reativa e mais ativa. Os pensamentos entram em ação de maneira mais organizada e dentro do ritmo e tempo precisos.

É interessante observar que: 

Pensamentos positivos e elevados são mais lentos do que se pensa!

Por exemplo, basta lembrar das férias em que o contemplar de uma paisagem trouxe a resposta perfeita a algum dilema ou encerrou com honras alguma questão que há tempos era pensada, até o ponto de exaustão. Muitos de nós já tivemos essa experiência em que a paz inundou o ser e nos renovou como se fosse sede saciada por água fresca.

pensamento

O que é elevado e positivo não é eufórico, é compassivo e compassado. Não gera excessivas ideias, mas realiza as ideias certas.

Já os pensamentos negativos e inúteis se movem em um ritmo mais acelerado e geralmente são insistentes. Eis a razão de que muitas vezes nada se faz, mas a energia se esvai. É como usar demais o celular sem pausas para recarregá-lo. Uma hora, a bateria acaba.

E o que fazer para garantir um selo de qualidade em nossos pensamentos? 

Inúmeras técnicas e práticas podem contribuir para isso. Algumas delas são:

1. Meditação ao amanhecer, pausas durante o dia para silenciar e perceber a dinâmica mental, se está acelerada demais ou lenta demais (basta um minuto a cada uma hora). Coloque lembretes no celular para que auxilie nessa técnica. Já existem, inclusive, aplicativos de controle de tráfego pessoal. Meditar antes de dormir é fundamental. Proporciona a limpeza ideal para uma boa noite de sono. Desapegar do que foi e garantir um novo dia de aprendizado.

pensamento

2. Desconectar-se sempre que possível! O mundo é cheio de informações e precisamos, sim, filtrá-las e dar pausas a elas. O tal “fazer nada” e o ócio são fundamentais para o descanso da mente. Ficar parado e contemplar. Só isso. Desligar o celular, colocar os pés na grama, tomar sol, ver o mar…

3. Colocar na agenda espaço para atividades artesanais: cozinhar, escrever, costurar ou pintar. Atividades diferentes de sua área profissional são ótimas. Sabe a tal válvula de escape? Eis aqui.

4. Fazer retiros de silêncio é maravilhoso! A ausência das palavras permite visualizar a qualidade da mente. Vá e fique de 8 horas a 48 horas em silêncio. É renovador não apenas para as cordas vocais, mas regenerador para o cérebro. Treine em casa, em um fim de semana também. Não espere as férias para isso.

5. Praticar escuta ativa em conversas é incrível! Estamos acostumados a ouvir para responder, mas que tal ouvir para perceber que tipo de pensamento invade o seu ser durante alguma questão ou posição de alguém sobre determinado tema? Isso pode lhe dizer muito sobre limitações, pré-conceitos, medos, interesses reais e motivadores.

6. Descansar! Dormir sem celular na cama, sem TV ligada. Desconectar-se duas horas antes de dormir contribui para a geração de pensamentos mais claros e limpos. Quando descansamos, o nosso cérebro ajusta as suas ondas e surfamos em águas mais calmas. O mesmo ocorre quando meditamos ou estamos em atividades de relaxamento, ondas cerebrais permeiam em nossa existência.

Aproveite o dia de hoje e comece a tratar sua mente com cuidado. O que vem dela é importante e determinante para a sua qualidade de vida. Fique atento!

Sucesso!


Você também pode gostar de outro artigo desta autora. Acesse: Cozinhar: Um hábito que exercita a amorosidade e resgata valores

Sobre o autor

Val Amores

Val Amores

Pedagoga, conteudista da área educacional, culinarista vegana e condutora do projeto Veganices da Val - Grupo no Facebook no qual receitas diárias são postadas, bem como reflexões sobre comportamento alimentar alinhado a uma vida mais orgânica, sustentabilidade e ecologia interna. Voluntaria na Organização Brahma Kumaris, mãe, filha. Uma alma apaixonada por nascer e por do sol, beija flores, autoconhecimento e ideias de transformação positiva do mundo!

Estou agora atuando no projeto OrganicaMente Criativa que atua com conceito de ecologia interior para o resgate do ser criativo e orgânico das pessoas para que ações sejam de fato, sustentáveis - O projeto propõe autoconhecimento, dinâmicas, vivências e expressão com arte sustentável.

E-mail: [email protected]
Facebook: amoresvalveg | grupo veganice da val
OrganicaMenteCriativa
Instagram: @veganicesdaval