Relacionamentos Yoga

Dia dos Namorados: yoga em dupla desenvolve confiança e conexão

Se você e seu amor são um casal diferente, que já se cansou das celebrações tradicionais para o Dia dos Namorados, que tal tentar algo novo? Nesta data especial, vocês podem praticar o yoga em dupla, cuidando do corpo e da mente. Descubra como a prática amplia a conexão, a parceria e o amor entre o casal.

Que tal uma atividade diferente no Dia dos Namorados? Já pensou em yoga? Aliviar o estresse, aprender a respirar e fluir são alguns dos benefícios do yoga que transformam essa prática milenar numa atividade cada vez mais essencial dos tempos modernos. Apesar de tradicionalmente ser executado de forma individual, o yoga praticado em dupla tem se destacado pelos benefícios extras. O parceiro é quem vai ajudar puxando ou sustentando o seu peso, enquanto você exercita força e concentração. Para essa prática dar certo, é preciso comunicação. A fluidez vai depender de avisar seus limites e suas necessidades de adaptação ao parceiro em cada postura.

A prática do yoga em dupla não precisa ser necessariamente o acroyoga (que envolve posturas desafiadoras e uma terceira pessoa para garantir a segurança), basta contar com o apoio do parceiro na execução dos āsanas, as posturas de yoga. Em essência, é uma prática lúdica e ao mesmo tempo integrativa, permitindo que duas pessoas se relacionem por meio das posturas. Contar com a parceria facilita o avanço e a adaptação aos āsanas, o que ajuda a exercitar ainda mais a flexibilidade, o equilíbrio e a força. Além disso, desenvolve confiança, solidariedade e concentração, a partir do momento em que seus movimentos e os movimentos do outro dependem de um foco integrado.

Casal fazendo uma posição de Yoga
Arquivo pessoal de Ale Fiori

O que envolve uma aula de yoga em dupla? Principalmente o aumento dos níveis de confiança, comunicação e solidariedade, ou seja, para além do aspecto físico, essa integração exige um trabalho unido em prol de um mesmo objetivo. A confiança é desenvolvida quando você se entrega para a base, como é chamado o parceiro que segura e sustenta seu peso ao executar a postura. A comunicação entra nesse momento, quando você informa o seu limite (se pode alongar mais ou se a postura atual é suficiente, por exemplo). A solidariedade é desenvolvida no momento em que você ajuda o seu parceiro a adaptar a postura para até onde o alongamento ou a força dele pode alcançar – e, dessa forma, adapta a sua postura também para acompanhá-lo.

Casal fazendo uma posição de Yoga
Arquivo pessoal de Ale Fiori

Portanto fica fácil perceber que todas essas qualidades de interações são importantes também além do tapetinho: na vida e nos relacionamentos. Tudo se completa com a troca energética que cria ou fortalece a conexão entre ambos. O yoga em dupla é um exercício de doar e receber, respeitando os seus próprios limites e os limites do outro. Confiram abaixo um vídeo de uma prática de yoga em dupla do meu canal, Yoga com Ale Fiori. Observe que não é necessário entrar e sair rapidamente das posturas.

Você também pode gostar:

Nessa sequência, escolhemos contar 10 respirações em cada āsana, mas façam no seu tempo e aproveitem.

Casal fazendo uma posição de Yoga
Arquivo pessoal de Ale Fiori

Confira esse vídeo mostrando mais dicas para realizar a Yoga em dupla:

Sobre o autor

Ale Fiori

Sou jornalista e instrutora de Yoga Integrativo (prática que aplica diferentes técnicas do Yoga, de acordo com as necessidades do aluno). Praticante de Vinyasa Yoga Flow, vejo na fluidez do movimento com a respiração o caminho principal para o autoconhecimento do corpo e da mente. Desde 2017, mantenho o canal “Yoga com Ale Fiori” no YouTube, com sequências terapêuticas e práticas rápidas para o dia a dia dos iniciantes. Também produzi uma série de relaxamentos e meditações guiadas no SoundCloud, inicialmente para os alunos do curso de Yogaterapia para Estresse e Ansiedade, no qual indicamos caminhos e ferramentas para o controle de situações aflitivas na rotina diária. Mantenho turmas online e presenciais em Brasília (DF). Lembro sempre que o Yoga não cura, mas ajuda a nos conhecer melhor, a lidar com as adversidades, a identificar o que devemos desapegar e quais são nossas qualidades que devemos cultivar.

Contatos:
Email: alefiori@gmail.com
Facebook: yogacomalefiori
Instagram: @alefiori.yoga
Youtube: Yoga com Ale Fiori
Site: yogacomalefiori.com.br/
Telegram: t.me/alefioriyoga