Energia em Equilíbrio Yoga

Você não precisa ser magra para praticar Yoga

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Nos dias de hoje, com o pensamento consumista da sociedade atual (ou pelo menos da maior parte dela), é muito difícil dar o primeiro passo para quebrar barreiras, preconceitos e paradigmas. Mas Jessamyn fez isso. Aliás, não só fez como continua fazendo.

Provavelmente, quando pensa no yoga, você imagina pessoas magras praticando essa atividade. Se for realmente essa a cena que aparece em sua mente, prepare-se, porque uma yogi fará seu conceito mudar completamente.

Jessamyn Stanley é uma yogi (ou seja, praticante de yoga) norte-americana acima do peso que não só ama praticar yoga, como faz da prática a sua profissão, dando aulas on-line da atividade e sendo digital influencer com seu perfil no Instagram (@mynameisjessamyn), que está perto de completar a marca de 200 mil seguidores.

No Instagram, ela mostra suas experiências com o yoga, divide conhecimentos a respeito do tema e, também, deixa muitas mensagens motivacionais e de incentivo para todos aqueles que precisam de um “empurrãozinho extra” para aprender a se amar mais, se aceitar da forma que é e, sobretudo, para ter a coragem de seguir o caminho que quiser.

O mais legal de sua história, no entanto, é como ela deixou de lado todos os preconceitos sobre ser alguém fora do padrão estipulado pela sociedade e se jogou naquilo que ama fazer – e que, se querem saber, faz muito bem. Olhem o Instagram dela e surpreendam-se.

Jessamyn Stanley é a prova viva de que o yoga não exige pré-requisitos físicos para a sua prática. Exige apenas determinação, foco e força de vontade. Além disso, a yogi posta na web fotos onde mostra seu corpo com muito orgulho e amor próprio.

Portanto, ela não apenas pratica yoga e o ensina para outras pessoas. Ela quebra estereótipos, esmigalha preconceitos e mostra que, para ser feliz, basta ser você mesmo. Jessamyn ajuda a empoderar outras mulheres, mostrando a força do amor-próprio.

Opiniões negativas e comentários maldosos sempre vão existir, infelizmente. Mas, já que é impossível agradar a todos, que tal se preocupar em agradar a si próprio?


Escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Créditos da Imagem em destaque: Lauren Perlstein.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]