Comportamento Relacionamentos

Ele não mudou! – Sobre relacionamentos tóxicos

relacionamentos tóxicos
Carolina Zambelo
Escrito por Carolina Zambelo


E, de repente, você se apaixona! Ele chegou de mansinho, e, quando teve a oportunidade, agarrou e invadiu meu ser. O cara perfeito, aquele que eu sempre pedi ao Universo, aquele que estava nos sonhos mais amorosos e felizes. Carinhoso, atencioso, parceiro. Alguém que se preocupava com meu bem-estar e me colocava como prioridade em tudo. Entendia meus medos, apoiava meus sonhos e traçava comigo os planos futuros de uma vida a dois.

Até que veio a primeira briga, no fim de uma viagem perfeita.

O motivo, que no início não entendi direito, ficou estabelecido como um mal-entendido. Mas esse primeiro “mal-entendido” foi seguido de outros muitos e, quando percebi, a conta não fechava. Contabilizava mais lágrimas que sorrisos, mais crises de ansiedade do que de risos, mais noites maldormidas do que sonhadas.

Essa minha história é como tantas outras que ouvimos por aí, e os estragos tão intensos quanto os de muitas outras pessoas que vivenciaram a experiência de estar em um relacionamento tóxico e abusivo.

O ciclo é muito simples: seu parceiro fica insatisfeito com algo que você fez ou deixou de fazer, rola briga, cara fechada, você vai atrás, tenta entender o que aconteceu, o dedo é apontado pra você, para suas falhas, então vem a culpa; e mesmo algumas vezes você tendo a certeza de que não fez nada ou de que pelo menos não fez algo suficiente para tudo aquilo, você pede desculpa.

casal dentro do carro olhando em direções opostas depois de uma briga.

Ele pede desculpa e fica “tudo bem”!

Mas é um ciclo e ele se repete. E você começa a relativizar as atitudes do outro, porque você “conhece” a sua história e porque você acha que, de alguma forma, ele precisa de você para salvá-lo. No final, você está se julgando por não ser compreensiva com ele, por ser cabeça dura e egoísta. “Poxa, ele tem um coração bom, só precisa de ajuda!”.

Ele promete que vai mudar, que mudou e você sempre acredita! Como não confiar? Quando vocês estão bem, é tudo tão perfeito! Afinal, que pessoa maravilhosa ele é! Tenha paciência, com o tempo vai ficar tudo bem!

Ele não mudou! E o ciclo fica cada vez mais tóxico e cruel! Você está cada vez mais fraca para se livrar desse relacionamento que te aprisiona e suga suas energias, autoestima e amor. Você já sabe que está tudo errado, mas dá mais uma chance. Ele não mudou!

Casal chorando sentado lado a lado, cada um segurando a metade de um coração partido.

Um dia, porém, o ciclo quebra e isso acaba! 

E por que não está sentindo aquela sensação de alívio e felicidade? Acabou! Porque você está tão fraca, tão na lama, que mesmo sabendo que o fim foi a melhor coisa que poderia ter te acontecido, você sente o vazio. O término da relação levou também seus sonhos, sua confiança, seu amor e deixou a culpa, o arrependimento, o vazio, o medo!

Agora é o tempo de juntar os cacos, de se refazer e de seguir. Hora de olhar para você, sem julgamentos, com acolhimento e repetindo diariamente: “a culpa não é sua!”.

Ele não mudou! E não importa o tempo que continuasse, ele não mudaria! E você também não precisa mudar, não precisa deixar de acreditar no amor, em relacionamentos saudáveis, em uma vida feliz, onde possa ser você mesma!

P.s.1: Se você está vivendo um relacionamento tóxico, compartilhe com pessoas que você ama e confia, elas poderão te ajudar. E se você conhece alguém que está nessa situação, não julgue, não critique, apenas acolha. Já está doendo muito e tudo que ela precisa agora é se sentir amada e protegida.

P.s.2: Temos de acreditar que vai passar. Eu digo pra mim e pra você: vai passar! E não é culpa minha, não é culpa sua!

Seguimos unidos no caminho da evolução.

Namastê.


Você também pode gostar de outro artigo desta autora. Acesse: A magia da sincronicidade

Sobre o autor

Carolina Zambelo

Carolina Zambelo

Jornalista, aquariana, mãe do Dudu (um maltês de 6 anos), tia da Bella e do Matheus, otimista por vocação, muita fé em Deus e na vida e sempre em busca da minha melhor versão.

Desde pequena sou ligada aos assuntos que envolvem esse mundo “oculto”, sempre acreditei em forças superiores e que a vida é algo muito além do que nossos olhos são capazes de enxergar, pelo menos, os olhos físicos.

Como um ser que ainda não se iluminou, coleciono tropeços, lágrimas, recomeços, mas também acertos lindos, sorrisos e muito amor!

Meu desejo é que meus conhecimentos humanos, espirituais e profissionais possam levar muita coisa boa para o maior número de pessoas possível e transformar vidas. Inclusive, foi por esse motivo, que ainda criança, decidi ser jornalista. Sempre acreditei que a informação revoluciona e é capaz de mudar o mundo.

Que essa missão perpetue e que seja incrivelmente linda para todos nós.

Gratidão. Namastê!

Contatos:
Facebook: /Carolina Zambelo |
Instagram: @carolinazambelo
E-mail: [email protected]