Autoconhecimento Terapia Anti Abuso Emocional

Empresas tóxicas, sim elas existem

Relacionamento Abusivo
Silvia Malamud
Escrito por Silvia Malamud
Quando se é jovem e com uma energia transbordante, é a hora em que muitos buscam por carreiras e trabalhos edificantes. A pressa e a ansiedade por estar bem empregado em empresas promissoras não é pouca. Independentemente de terem ou não diplomas universitários, a maioria quer e precisa estar trabalhando em nome de cumprirem com as imposições que a vida adulta demanda.

Além de todo esse sonho, existem outros fatores bastante preocupantes em nossa atualidade relacionados às questões de sobrevivência, segurança e necessidade de ganho financeiro. Por conta de todas essas questões, torna-se primordial observar com bastante atenção em qual tipo de trabalho está se entrando, a fim de não se tornar refém de ambientes tóxicos onde o desrespeito, o abuso emocional, moral e de poder imperam. O jovem, em sua ingenuidade e na ânsia por estar inserido, ainda não desenvolveu discernimento suficiente para avaliar se está em uma empresa tóxica. Tais empresas seduzem os seus candidatos oferecendo mil e uma maneiras deles poderem crescer, no entanto, o problema estará no alto preço a ser pago.

Relacionamento Abusivo

Em um modo análogo ao que costuma acontecer nos relacionamentos afetivos com características abusivas, na fase da conquista o abusador investe seduzindo a sua futura presa em meio a mil e uma promessas, de modo semelhante, algumas empresas vendem os seus mapas de trabalho e ideais de funcionamento com coloridos irresistivelmente encantadores funcionando como isca de sedução para jovens ávidos por fazerem parte de sistemas que aparentam ser fortemente autônomos.

Fisgados por esses encantamentos, os novos contratados são induzidos a acreditarem que deverão abrir mão de muitas coisas importantes e vitais de suas vidas
em nome do trabalho, na sequência começam a notar que a situação vivenciada internamente é de uma ordem bastante diferente dos enunciados propostos. Em um exemplo clássico do que costuma ocorrer, no início de suas jornadas, a ordem implícita é a de esquecerem das suas horas de sono reparador e lazer que tinham e rumarem para as regras de sobrevivência direcionadas apenas para manter um só organismo vivo, que certamente não é o deles, e sim o da empresa. Como tais empresas abusivas são tóxicas, se os jovens não ficarem despertos, facilmente se contaminarão pelo clima emanado, permanecendo dopados em meio a uma névoa entorpecedora. E quando já estiverem absorvidos pelo esquema, mesmo ao se perceberem atravessando os seus próprios limites pessoais, ainda assim se iludirão imaginando que todo esse sacrifício velado está valendo a pena. O que é vendido nessas empresas é que os fins justificam os meios e que as metas a serem conquistadas valem mais do que qualquer coisa, ou seja, mais do que o próprio trabalhador, que nesse caso é visto como uma coisa qualquer e que facilmente poderá ser substituído…

Dentro dessa ótica caótica, sem se darem conta dos possíveis danos, os contratados se veem obrigados a abusar de seus próprios sistemas físicos e psicológicos em nome de cumprirem com as infindáveis metas propostas. Na sequência, as horas de sono saudável ficam subtraídas, a autoestima entra em decadência e absolutamente tudo o que poderia dar algum sentido de autopreservação entra em colapso.

Cumprir metas é excelente, o problema está no abuso cego para que se conquiste seja lá o que for em qualquer área da vida. Se os sinais de alerta que o corpo e a alma emanam não são levados a sério, com o tempo as consequências serão fatalmente devastadoras, causando toda a sorte de adoecimento.

O abuso está nas promessas, nos afagos momentâneos e nas exigências que ao longo do tempo colocam em risco a saúde física e mental. Cheque seus valores.

Nessa trama, mesmo que a pessoa seja boazinha, política, tenha caráter e queira fazer a coisa certa, ainda assim as demandas abusivas não terão fim e absolutamente nada do que se tente fazer acalmará a personalidade desse tipo de empresa. Ao se entrar nelas, a regra é que nunca ninguém será suficientemente bom e os resultados sempre poderiam ter sido melhores, sempre estará faltando algo. Como consequência, as noites cada vez serão mais mal dormidas, a alimentação deteriorará, até que em determinado momento, se não houver um despertar, a depressão e outros males chegarão como aviso para que algo de urgente seja feito em nome da vida.

Relacionamento Abusivo

Empresas tóxicas avaliam os seus funcionários em meio a vários julgamentos e humilhações incoerentes e, pior, usam outros funcionários para destruir emocionalmente os seus pares. O preço que se paga é alto e inapropriado para todos os envolvidos. Soube de jovens que levantaram times totalmente destruídos e que, mesmo com as evidências no mercado, a empresa os criticava, nunca acontecendo um reconhecimento devido. Uma verdadeira tortura desqualificadora!

Por mais que possam fazer, como resultado por todos os esforços das conquistas, apenas recebem mais humilhação e desrespeito. Nunca o que se entrega é suficiente e sempre o outro é o melhor, essa é a lei insana de algumas empresas. Se você estiver se relacionando com esse tipo de situação, saiba dosar um limite saudável para a sua resiliência, pois a sua vida efetivamente pode estar em risco, mesmo você sendo jovem.

Quanto mais despertos, melhor!


Você também pode gostar de outro artigo da autora. Acesse: Você sabe o que é Violência Patrimonial?

Sobre o autor

Silvia Malamud

Silvia Malamud

- Psicologa
- Especialista em temas relacionados ao Abuso Emociona com narcisistas perversos em relacionamentos afetivos, familiares, mãe/pai filhos, escolares, sociais e de trabalho.
– Especialista em Terapia Individual, Casal e Família /Sedes
- Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA
- Terapeuta Certificada em Brainspotting - David Grand/ EUA
- Terapia de Abordagem Direta a Memórias do Inconsciente.

EMDR e Brainspotting são terapias de reprocessamento cerebral que visam libertar a pessoa do mal estar causado devido à experiências difíceis de vida, vícios, traumas, depressões, lutos e tudo o mais que é perturbador e que seja uma questão para que a pessoa queria mudar. Este processo terapêutico, por alterar ondas cerebrais viciadas num mesmo tipo de funcionamento, abre espaço para que a vida mude como um todo, de modo muito melhor, surpreendente e inimaginável anteriormente.

Mais sobre Silvia Malamud: Além de psicóloga Clínica, é também formada em Artes plásticas- Terapia Breve - Terapia de Casais e Família pelo Sedes Sapientiai. Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA e em Brainspotting David Grand/EUA. Desenvolveu-se em estudos e práticas em Xamanismo, Física Quântica, Bodymirror. Participou e se desenvolveu em metodologias de acesso direto ao inconsciente, Hipnose, Mindskape, Breakthrough e outras. Desenvolveu trabalho como psicóloga Assistente no Iasmpe, Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual, com pesquisa sobre o ambiente emocional de residentes durante o período de suas residências, de 2009 até 2013. Participou do grupo de atendimentos de casais do NAPC de 2007 à 2008. Autora dos Livros "Projeto Secreto Universos", uma visão que vai além da realidade comum e Sequestradores de Almas, sobre abuso emocional que podemos estar vivendo, sem ao menos saber, sobre como despertar e como se proteger.

· Conhecimento terapêutico: Cenários e imagens: Já presenciei diversos pacientes fazerem "viagens" às vidas anteriores, paralelas, sonhos e mesmo se reinventarem em cenas reais ocorridas ou não. Vi-os saindo do túnel do reprocessamento, totalmente mudados e transformados, inclusive em suas linhas de tempo. Para mim, fica uma pergunta de física quântica... O que acontece com a rede de memória da pessoa se a matriz do acontecimento muda totalmente não o afetando mais? A linha do tempo e todos os significados emocionais transformam-se simultaneamente. Todos os eventos difíceis que a pessoa teve em relação ao tema ao longo da vida perdem o sentido e até parece que nem existiram, embora se saiba. A pergunta que fica é: O que é o tempo quando podemos nos transformar e nos auto-superarmos nesta amplitude?

· Coexistimos em inúmeras camadas de realidades que são atemporais. Por exemplo, o seu “eu” criança pode estar existindo e atuando em você até hoje... Outros aspectos desconhecidos também podem estar, sem que você suspeite.

Silvia Malamud
Psicóloga clinica Especialista em Terapias Breves individual, casal e
família/Sedes - CRP: 06-66624
Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA
Terapeuta Certificada em Brainspotting – David Grand PhD/EUA.
Terapia de Abordagem Direta a Memórias do Inconsciente.
email.: malamud.silvia@gmail.com