Comportamento

Erros que cometemos ao tentar parar de roer as unhas

Como parar de roer as unhas? Depois de adotar esse hábito, é muito difícil se livrar dele. Em geral, uma pessoa começa a praticá-lo em momentos de estresse e de ansiedade, como uma forma de aliviar a tensão. Porém, os verdadeiros efeitos incluem problemas bucais sérios. Aprenda detalhes sobre o problema para saber como superá-lo, a seguir.

Qual o significado de roer unha

Muitas vezes incorporamos algum hábito tóxico nas nossas vidas sem ter consciência do mal que ele pode nos causar. Talvez você tenha feito isso ao tomar a decisão de levar os seus dedos para dentro da sua boca. Afinal, qual o mal de roer unhas?

Essa atividade parece inofensiva, no entanto está repleta de malefícios que você vai conhecer no decorrer do artigo. Antes disso, vamos entender qual é o significado de roer unha.

Uma mulher colocando as suas duas mãos sobre a parte inferior do rosto enquanto mostra-se nervosa e/ou preocupada.
Iuri Cazac / Canva

Quando essa expressão é utilizada para descrever algo, como um filme “de roer as unhas”, ela se refere a algo tenso. Então, o significado de roer a unha está sempre associado a uma situação de tensão.

Além disso, o ato de roer as unhas não está restrito às unhas das mãos. Existem pessoas que roem as unhas dos pés também, por uma série de motivos. Entenda mais sobre eles, com o próximo tópico.

O que leva uma pessoa a roer unhas?

Conhecido pelo nome técnico como onicofagia, o ato de roer unhas pode ser causado por diferentes fatores. Na maioria dos casos, a roeção está associada aos sentimentos de ansiedade, de estresse, de tensão, de tédio ou de fome.

Nesse sentido, uma pessoa pode começar a roer unhas quando sentir que precisa de uma válvula de escape para uma situação desafiadora, com a qual ela não sabe lidar muito bem. Eventualmente, esse hábito se transforma em uma maneira de ocupar o tempo.

Mesmo que a roeção traga um efeito imediato de alívio e de tranquilidade para quem a pratica frequentemente, pressionar as unhas contra os dentes, seja das mãos ou dos pés, traz prejuízos para a saúde.

Quais os prejuízos para quem rói unhas?

O que acontece com as pessoas que roem unhas? É isso que você deve estar se perguntando depois de entender que esse hábito é nocivo para a saúde física, mesmo que traga um breve alívio para a saúde emocional.

Em primeiro lugar, o ato de roer unhas é responsável por levar os germes que ficam embaixo das unhas para dentro do organismo humano. Portanto, a pessoa se expõe a um risco maior de contrair doenças causadas por vírus, fungos e bactérias.

Em segundo lugar, uma pessoa que rói as unhas intensamente pode acabar destruindo a cutícula e a pele que fica ao redor dos dedos. Dessa forma, as mãos se tornam mais suscetíveis a infecções por micróbios e vírus, que podem se espalhar por todo o corpo.

Em terceiro lugar, se uma pessoa estiver roendo as unhas o tempo todo, provavelmente não conseguirá se dedicar a outras atividades que exigem o uso das mãos. Tocar instrumentos musicais, escrever e cozinhar, por exemplo, seriam práticas muito difíceis para esses indivíduos.

Finalmente, a roeção de unhas praticada a longo prazo pode desgastar o esmalte dos dentes, tornando-os mais vulneráveis a cáries e a outros problemas na saúde bucal. Por esse motivo, é fundamental encontrar maneiras de parar de roer as unhas. E existe um jeito certo de fazer isso.

Quais erros cometemos ao tentar parar de roer as unhas?

Se você já se motivou a parar de roer as unhas e o processo não deu certo, é possível que você não tenha seguido algumas das recomendações abaixo. Entenda como cada uma delas pode te ajudar a se libertar desse hábito:

1) Manter as unhas curtas

Mãos com unhas curtas.
igorr1 de Getty Images / Canva

Ao manter as unhas curtas, aparadas com cortador ou com tesoura e finalizadas com uma lixa, se torna mais difícil roê-las. Portanto, se você quer parar com a roeção, faça o trabalho dos seus dentes usando as suas mãos.

2) Utilizar um esmalte especial

Existem várias opções de esmalte incolor que são próprias para quem quer parar de roer as unhas. Com esse produto, o gosto das suas unhas se tornará muito amargo, e a roeção não será prazerosa. Ou seja, você precisa deixar seus dedos menos apetitosos.

3) Aplicar unhas falsas

As unhas falsas, que podem ser de fibra de vidro, de gel ou de plástico, são uma ótima opção para quem está tentando parar de roer as unhas. Utilizando-as por um curto período, é provável que você consiga abandonar essa prática, já que roer um material sintético seria muito difícil.

4) Aliviar a tensão com uma bola antiestresse

Uma mão apertando uma bola antiestresse.
RobertoDavid de Getty Images / Canva

Como o ato de roer unhas é resultado de um acúmulo de tensão, é importante substituí-lo por outra forma de se acalmar. Um dos jeitos de fazer isso é com uma bola antiestresse, que pode ser levada para qualquer lugar.

5) Mascar chicletes

Os chicletes não são tão bons para a saúde, mas podem ser utilizados por um curto período para matar a vontade de mastigar alguma coisa, em momentos de tédio ou de tensão. Usando essa guloseima, de preferência sem açúcar, será mais fácil abandonar a roeção.

6) Dedicar-se a um hobby

Uma vez que é importante aliviar a ansiedade e o estresse de algum jeito que não seja roendo unhas, é recomendado que você se dedique a um hobby. Assim, você vai conseguir direcionar os seus pensamentos para outras atividades, usando suas mãos em alguma nova tarefa.

7) Alimentar-se corretamente

Uma mesa repleta de alimentos saudáveis
Sumners Graphics / Canva

Em casos isolados, o ato de roer as unhas pode estar associado a uma deficiência de cálcio e de magnésio no organismo. Logo, alimentar-se bem, incluindo todos os nutrientes no prato, é um jeito de combater a roeção de unhas.

Você também pode gostar

Seguindo as recomendações que apresentamos, você vai descobrir que é muito fácil parar de roer as unhas. Porém, se você abrir mão de alguma das técnicas, vai continuar causando problemas ao seu organismo. Por isso, encontre maneiras de redirecionar a ansiedade e o estresse e cuide bem do seu corpo!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br