Linguagem do Corpo Saúde Integral

Qual a relação entre sua unha encravada e seus problemas?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
unha encravada ocorre tanto nas unhas dos pés quanto das mãos. Esse problema acontece quando a unha cresce dentro da pele de um dos dedos, causando dor, inchaço e/ou vermelhidão ao redor.

Inúmeros fatores podem resultar em uma unha encravada. Os mais comuns são sapatos apertados e unhas curvas e mal cortadas.

A unha encravada pode ocorrer quando os dedos sofrem fortes pressões e, em alguns casos, deformidades nos dedos e nas unhas também acarretam neste mal. Em seu livro, Cristina Cairo afirma que o excesso de preocupações e o medo de errar são os agentes causadores mais comuns para unhas encravadas segundo a psicanálise.

Unha encravada segundo Cristina Cairo:

Simboliza tensão e excesso de preocupações com a própria individualidade e uma grande necessidade de segurança dentro do ambiente de atuação ou familiar. Indica alguém que não quer demonstrar fraquezas e sente raiva por não ser compreendido e que, apesar de fugir das emoções, perde-se nelas, deixando que cheguem a extremos (é o desequilíbrio). Uma pessoa assim precisa sentir-se apoiada e fica nervosa quando os outros desconfiam de sua índole ou de suas verdadeiras intenções. Desconhecendo sua própria capacidade, torna-se indecisa… tem medo de errar e não confia nas pessoas. Normalmente quem tem unha tem um dos pais, ou alguém igualmente influente, que é superprotetor.

shutterstock_256691158-2O “medo” pode ser reconhecido sob várias formas: existem os medos que, por uma questão de orgulho, escondemos de nós mesmos; podemos ter medo que invadam nosso espaço pessoal; medo de darmos opinião sobre determinado assunto e, por isto, não sermos benquistos; medo de que alguém possa interferir em nossos planos ou modificá-los; enfim, existem tantos medos difusos em nosso dia a dia que, às vezes, nem conseguimos identificá-los. O medo secreto é uma constante nas pessoas com unhas encravadas que estão mostrando desta forma que precisam se “encolher” ou “fugir” para dentro de si mesmas com o intuito de evitar “invasões”.

Se as suas unhas estão encravando, aprenda a livrar-se dos transtornos. Use sua imaginação para criar o mundo que você deseja e tente relaxar profundamente, “soltando” os sentimentos de desconfiança. Se você não acredita que o pensamento é uma força concretizadora dos desejos, pelo menos tente sonhar um pouco sem que ninguém fique sabendo. É maravilhoso poder estar consigo mesmo, sentindo a paz no silêncio de nosso corpo e, ao mesmo tempo, viver o mundo lá fora carregando no coração a mesma paz encontrada nesse recolhimento. Quando fechamos os olhos e tapamos os ouvidos, ouvimos apenas a nossa respiração e sentimos uma agradável solidão.

Antes de continuar a leitura, faça esse exercício pelo tempo que achar confortável. Sinta a sensação de estar consigo mesmo, sem pressa… Se você fez o exercício deve ter notado que naquele instante o mundo “parou” e que só você respirava. Perceba que seu mundo é comandado  apenas por você e pela sua energia vital.

Cuide de sua vida com a sensação de que nada poderá entrar em seu espaço sem a sua permissão. Proteja-se com a paz e a tranquilidade necessárias, eliminando sutilmente as coisas que lhe fazem mal e, consequentemente, seu espaço estará repleto de alegria e segurança. Relaxe e busque se conhecer melhor!

Se você se sentiu desconfortável enquanto faz esse exercício é porque se preocupa demais com que os outros pensam. Pare com isso!

livro 1

 

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]