Saúde Integral

Como o hábito de roer as unhas pode te afetar

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Apesar de muitas pessoas acreditarem que o hábito de roer unhas seja inofensivo, é preciso encarar a realidade. Roer as unhas pode ser um indício de muitos problemas mais sérios, como transtornos compulsivos, ansiedade e síndrome do pânico, por exemplo, além de ser a porta de entrada do seu organismo para diversas bactérias que, consequentemente, farão você ficar doente.

O nome científico para o hábito de roer as unhas é onicofagia, caracterizado por comer ou mordiscar as unhas e cutículas das próprias mãos ou pés (sim, muitas pessoas têm esse hábito inclusive nas unhas dos pés). E não pense que é um hábito bobo! Roer as unhas afeta mais de 30% da população mundial!

O ato de roer as unhas pode ser desencadeado por uma série de fatores diferentes: estresse, ansiedade, medo, depressão, tédio, hiperatividade, tempo ocioso, dentre tantas outras causas que, com o tempo, podem até mesmo desaparecer, mas o péssimo hábito de roer as unhas permanece.

Roer as unhas afeta mais de 30% da população mundial!

É claro que é preciso ficar atento: se você tem essa mania para aliviar estresse ou ansiedade, por exemplo, é preciso eliminar a causa. Vá a um profissional da área e converse sobre o melhor tratamento para você.

De qualquer forma, há diversas maneiras de tentar se livrar desse hábito sem nem mesmo precisar sair de casa. São tratamentos naturais que ajudam a eliminar esse vício, tornando a aparência das suas mãos mais bonita e livrando seu organismo do risco de contrair milhares de fungos e bactérias – isso vale, principalmente, para quem para de mastigar as unhas apenas quando o dedo já está sangrando!

Respiração

Sempre que sentir vontade de roer as unhas, faça exercícios de respiração – nesse momento, o Yoga pode te ajudar! São movimentos simples e rápidos que ajudarão a aliviar o estresse e a ansiedade que, possivelmente, você esteja sentindo.

Distraia sua mente

Assim como outros vícios e hábitos que não conseguimos largar, a vontade é muito mais difícil de ser controlada nos primeiros dois minutos que a sentimos. Depois, muito provavelmente até a esquecemos. Então, ao sentir vontade de roer as unhas, tente distrair sua mente com outras coisas e não leve suas mãos à boca.

Visualize suas redes sociais, escute algumas músicas, converse com seu melhor amigo, prepare um lanche, vá tomar um banho. O importante é pensar e fazer outras coisas por pelo menos cinco minutos ou até que a vontade se torne mais controlável.

Caso esteja muito difícil de controlar a vontade, exija um pouco mais de sua mente e distraia sua atenção com pensamentos mais difíceis, como contas matemáticas ou leituras mais avançadas.

Luvas

Talvez essa seja uma solução mais difícil de colocar em prática nos dias quentes de verão, mas durante o outono e o inverno, usar luvas é uma solução rápida, prática e bastante eficiente. Com poucos dias de uso, você já perceberá que sua vontade de roer as unhas diminuiu!

Dente de alho ou pimenta

Essa é uma das formas caseiras mais conhecidas e eficazes de eliminar esse terrível hábito. Basta esfregar um dente de alho na ponta dos dedos ou pingar algumas gotas de pimenta e deixar que sequem (a pimenta é aconselhável em casos mais graves do hábito). Sempre que levar as mãos a boca, o gosto será bastante desagradável, o que com certeza irá contribuir para que o vício seja perdido.

Outras soluções

Quando o hábito de roer unhas é causado por problemas psicológicos ou emocionais, como ansiedade e estresse, por exemplo, outras soluções, que são igualmente naturais, podem ser testadas.

A meditação é uma ótima alternativa! Você se tornará mais calmo, centrado, equilibrado e nem ao menos irá se lembrar de roer as unhas. Outra possibilidade é encontrar soluções homeopáticas para se manter mais calmo e tranquilo. Basta conversar com um profissional!

Lembre-se de que, independentemente da solução que funcionar para você, o importante é se livrar desse hábito!


Escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]