Convivendo

Escolas que ensinam agricultura para as crianças

Child planting a young plant seedling into a raised flower bed compacting the soil around the roots with their hands close up view.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Agricultura significa “arte de cultivar os campos”, mas também pode ser a arte de ampliar horizontes. Cada vez mais, as escolas perceberam a importância de ensinar as crianças de onde vem a comida e promover a integração com a natureza. Selecionamos quatro iniciativas de escolas que ensinam agricultura para crianças, venha conhecer!

Golden Bridges

Localizada em São Francisco (Estados Unidos), a Golden Bridges é a primeira escola que ensina agricultura para crianças em área urbana no país. A escola-fazenda projetada pelo arquiteto Stanley Saitowitz tem 4.000 m2.

A Golden Bridges é particular, entretanto, cada família paga o quanto pode. A instituição voltada para crianças da pré-escola até a 8ª série adota o sistema pedagógico Waldorf, onde o objetivo é fazer os alunos entenderem a ecologia como algo próximo. Os 55 alunos têm aulas ao ar livre quando a temperatura está agradável e em barracas durante o frio. Eles aprendem como plantar e cultivar os alimentos que comem durante o intervalo.

Em breve, a fachada e o telhado da escola serão cobertos por plantas, a fim de reter água, purificar o ar, reduzir a poluição sonora e acabar com as constantes enchentes.

London Nursery Fields Forever

A London Nursery Fields Forever foi projetada pela equipe de designers italianos comandada por Edoardo Capuzzo Dolceta. A escola agrícola em Londres (Inglaterra) é voltada para crianças da pré-escola que aprendem técnicas e práticas sobre plantio e cultivo. Assim como na Golden Bridges, na London Nursery Fields Forever também não há salas de aula.

Na opinião de Edoardo Capuzzo Dolceta, a iniciativa desenvolve a habilidade do trabalho em equipe, pois os alunos precisam se unir para cuidar das hortas.

O projeto do designer italiano venceu a International Ideas Competition nas categorias arquitetura e planejamento urbano.

Campo Cozinha

O projeto de Agricultura e Alimentação Natural na Escola Quintal do Mato, na cidade de Campo Largo (Paraná) é voltado para crianças de até 12 anos. A iniciativa visa incorporar frutas, legumes e verduras na dieta das crianças e também ensiná-las técnicas de plantio, cultivo e preparação dos alimentos. A horta foi implementada sob orientação da engenheira agrônoma Vanessa Marceniuk.

A Campo Cozinha ainda fornece produtos para a comercialização de cestas com alimentos aos pais e moradores da região que ajudarão a manter o projeto.

Quem quiser conferir de perto, a Escola Quintal do Mato fica na Rua Marcos Rigoni, 270, no bairro Ferraria.

Coisas que ligam o campo e a cidade

Mais uma escola agrícola do Paraná. O projeto é ideia de Diego Paulo Ambrozio, professor da escola municipal Professor Flávio Sarrão, na cidade de Cruzeiro do Sul, noroeste do estado. Preocupado com o fato dos alunos desconhecerem a origem dos alimentos, resolveu apresentar um vídeo sobre pratos preparados com milho, caso da canjica, pamonha e bolos. O grão foi escolhido devido sua popularidade e por estar em destaque no jornal da região chamado O Diário.

A iniciativa de Diego Paulo Ambrozio ganhou o apoio do Departamento de Agricultura e Meio Ambiente da cidade, que autorizou os alunos a fazer um piquenique no Parque Ecológico, onde comeram alimentos feitos com milho e plantaram o grão. Após a atividade, os alunos prepararam um mural com as impressões que tiveram sobre a experiência.

Com o projeto, Diego espera que as crianças entendam como a agricultura é importante para a cidade e que elas repensem seus costumes em prol da preservação da natureza.

Adoramos esta ideia de ensinar agricultura para as crianças. E você, gostou também? Diga o que achou e se conhecer exemplos de escolas agrícolas, divida com a gente.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]