Autoconhecimento Coaching

Hábitos de pessoas felizes

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Independente de dinheiro, crenças ou status social, algumas pessoas parecem ser mais felizes do que outras. Muitas vezes, imaginamos que a felicidade está ligada a algum tipo de sorte que a pessoa deu na vida, por exemplo, ganhar na Mega Sena. Mas o que observamos é que, na verdade, a felicidade está ligada a alguns hábitos que não tem nada a ver com sorte ou dinheiro. Veja alguns hábitos que as pessoas felizes aplicam em seu dia a dia e descubra que você também pode exercitá-los para ser uma pessoa mais feliz.

Mudanças

Um dos hábitos mais encontrados em pessoas felizes é que elas acreditam que é possível mudar para melhor. Diante dos problemas da vida, elas, em vez de ficarem reclamando do que aconteceu, buscam alternativas de como podem mudar a situação para melhor. Essas pessoas não tem nem um pouco medo da mudança! Ou seja, mudanças e felicidade são duas coisas totalmente interligadas.

Confiança

Pessoas felizes não tem medo de confiar no próximo. Isso não significa que elas sejam ingênuas ou despreocupadas. Mas mostra que elas procuram enxergar o lado bom que cada pessoa tem dentro de si. E isso é uma postura que ajuda a confiar mais nos outros. E, a partir do momento que você demonstra que confia e gosta de alguém, a pessoa fica mais inclinada a responder positivamente a essa confiança.

Foco

O que a sua mente foca, expande. Então, se você focar em coisas ruins, elas vão aparecer cada vez mais, mas se você focar em coisas boas, elas também vão aumentar. As pessoas felizes sabem que existem problemas na vida delas e no mundo, mas, em vez de focar nos problemas, elas focam na solução, em como melhorar o que está ao seu alcance. E, quando você foca no que pode fazer, tudo conspira para que a situação possa melhorar.

Comparações

Como diz aquele velho ditado: “a grama do vizinho sempre é mais verde do que a sua”. Esse pensamento que fica te levando a se comparar com os outros só traz a infelicidade. Pessoas mais felizes são aquelas que reconhecem que existem coisas boas e ruins na vida de todos e cada um tem uma trajetória diferente. Por isso, não faz sentido ficar se comparando com os outros. O importante é dar valor para o que você tem na sua vida, e não para o que os outros têm e você não.

Controle

Abrir um pouco mão do controle de sua vida pode ajudar você a ser mais feliz. Ter objetivos e metas e agir de acordo com elas é algo essencial, mas tentar ter o controle de cada pequena coisa que acontece na vida só traz estresse. É humanamente impossível ter o controle de tudo. Então, o importante é manter o foco nos seus objetivos, mas não se desesperar quando algo não acontece do jeito que você imaginava (lembre-se do primeiro hábito citado lá em cima – mudanças).

Preocupações

Ficar se preocupando e pensando em tudo de errado que pode acontecer só traz infelicidade. O futuro é incerto e tanto coisas boas quanto ruins vão acontecer. Mas se ficar pensando em tudo de ruim que pode acontecer, você fica louco e perde a felicidade de vista. Procure pensar nas coisas boas que podem acontecer e tenha o hábito de sonhar. Mantenha os seus sonhos acesos e, se algo der errado, aprenda a dar risada e seguir em frente.

Negatividade

Um dos hábitos mais saudáveis das pessoas felizes é se manter longe de fofocas, reclamações e círculos sociais corrosivos. Pessoas muito negativas contaminam a energia ao redor, por isso, procure se relacionar com pessoas mais positivas e que estejam de bem com a vida. A felicidade é algo contagiante! E, se tiver amigos num astral meio baixo, procure animá-los para que voltem a emanar boas vibrações.


Escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]