Autoconhecimento Convivendo

O que fazer quando tudo na vida parece perdido?

Imagem de uma mulher com as mão no rosto, em sinal de desespero
Kaspars Grinvalds / Canva
Escrito por Herica Rodriguess

O que fazer quando tudo na vida parece perdido? Em alguns momentos da existência humana, o indivíduo passará inevitavelmente por situações difíceis, por momentos de sofrimentos e pela dor. Inevitavelmente!

Eu gostaria de acreditar que existe alguém na face da Terra que não passou por alguma dor, por alguma perda, por alguma decepção, por alguma falta; alguém que nunca tenha enfrentado um obstáculo, alguma desilusão, uma traição. Eu gostaria de acreditar que existe alguém que nunca vivenciou na pele as dores de ser simplesmente ser humano. Mas sei que isso seria uma ilusão! Então, se você é um terráqueo, assim como eu (rsrs), bem-vindo ao clube! Estamos juntos nesta grande escola de evolução!

No decorrer da vida, vamos experimentando uma situação aqui e outra ali e, em algumas dessas situações, podemos nos deparar com momentos de grandes dificuldades. E quando olhamos para todos os lados, talvez não consigamos encontrar uma saída para elas – porque às vezes, de fato, as situações podem ser muito complicadas. Então, durante esses momentos, temos a sensação de impotência, de incapacidade de gerenciar o próprio destino. E talvez, por mais que já tenhamos tentado encontrar uma saída, não consigamos encontrar. São aqueles momentos em que não se consegue enxergar uma “luz no fim do túnel”.

A sensação é de parecer existir uma força sobrenatural maior, que nos impede de sair. E o que acontece é que tendemos a lutar e lutar, a tentar exaustivamente sair desse mar de sofrimento, de dor e de incômodo e encontrar uma solução a qualquer custo, mas mesmo assim, depois de tanto esforço, a solução ainda não vem. Então muitas pessoas ficam cansadas, decepcionadas, tristes, cabisbaixas. Algumas se sentem exauridas e, depois de tanto tentarem, sentem-se sem energia e esgotadas; outras ficam revoltadas, sentem-se fracassadas e infelizes. E por isso, entram até mesmo em depressão, chegando infelizmente ao extremo de darem cabo de suas vidas!

Imagem de uma pessoa com as mãos cobrindo o rosto
Science Photo Library / Canva

É, realmente existem situações que são muito dolorosas. Mas, muitas vezes, a vida, por meio desses conflitos, está nos mostrando que nem tudo nós poderemos controlar e que essa situação-problema veio para simplesmente nos ensinar que precisamos entregar e aceitar as nossas limitações, porque somente assim daremos paz à nossa cabeça, pois já percebemos que ficar nos debatendo e nos debatendo nos trouxe apenas mais e mais sofrimento.

Muitas vezes, a vida está nos mostrando que o melhor a se fazer é O NÃO FAZER. Quem sabe aceitarmos que não daremos conta sozinhos, assumirmos que temos as nossas limitações humanas e, então, entregarmos e não fazermos mais nada. Nesses momentos, aprendemos a “nadar conforme as correntezas.” E isso é primordial para a nossa paz. É a nossa ação por meio da não ação. E na maior parte das vezes, é justamente nessa nossa postura de aceitação e de entrega que as soluções aparecem. Os acontecimentos da vida são permeados de ensinamentos. E quando nos abrimos para pelo menos aceitar esses ensinamentos, ainda que não consigamos entender, poderemos de fato mudar o percurso do nosso destino, até então doloroso.

As soluções ou as diferentes alternativas de uma determinada situação vêm da nossa paz de espírito, e não da nossa tentativa de controle ou apego à situação-problema. Essa é uma atitude inteligente. Ou seja, uma vez que eu paro de tentar abolir aquela situação de sofrimento de minha vida a todo e qualquer custo, eu solto o sofrimento. Então eu deixo de sofrer.

Precisamos aprender a lidar com a vida, até mesmo nos momentos maus, sem deixar que o desespero nos consuma! Eu gosto de olhar para vida como uma grande mãe amorosa, que sempre procura trazer o melhor para o filho – mesmo que para isso seja necessário algum desafio –, em vez de uma mãe “carrasca”, que queira castigá-lo. Por trás de todos os acontecimentos, existe uma lição necessária. E se aprendermos a caminhar junto com a vida, poderemos ajustar a rota em todo momento e, assim, alterar o nosso destino.

Sobre o autor

Herica Rodriguess

Olá! Meu nome é Herica Rodriguess.

Sou Practitioner em PNL (Programação Neurolinguística), mentora, coach, professora, escritora e advogada.

Sempre amei o Direito, mas onde minha alma realmente canta é no conhecimento da mente humana e no desenvolvimento pessoal. Ajudar as pessoas a descobrirem os seus potenciais e se tornarem mais eficientes, proativas e conscientes de que elas criam e transformam as suas realidades por meio de suas ações e reações frente aos acontecimentos é minha missão. E eu amo fazer isso!

Pretendo seguir por toda a minha existência trabalhando com o desenvolvimento de pessoas. Isso me fascina!

Sou apaixonada pelo autoconhecimento e pelo desenvolvimento humano! Amo escrever sobre a vida! Sou uma eterna buscadora da expansão da consciência. Adoro assuntos ligados à Lei da Atração, além de Leis Universais, Metafísica da Saúde, Astrologia, enfim, sou fascinada pelo descobrimento humano e universal! Acho que o Universo é riquíssimo em conhecimentos e abundância! E tenho toda a disposição desse mundo para estudá-los e descobrir cada dia um pouco mais desse presente que nos foi dado e é chamado de vida! Gosto bastante da psicologia de Carl Jung e pretendo me aprofundar nisso no decorrer de minha vida. Amo os animais e a natureza! Gosto de ler e me interesso por diferentes culturas.

Contatos
Email: contato.pausacoracao@hotmail.com
Site: pausaparaaquecerocoracao.com
Facebook: Pausaparaaquecerocoracao
Instagram: @pausa_paraaquecerocoracao
LinkedIn: Herica Rodrigues
YouTube: Pausa Para Aquecer o Coração