Convivendo

Ideias: Da criação à pratica

Cintia Freitas
Escrito por Cintia Freitas

Estive pensando no significado prático da palavra começar, porque na teoria é tudo muito fácil, mas colocar algo em ação pode ser mais complicado do que imaginamos. A dificuldade é aquilo que colocamos na nossa cabeça, pois na maioria das vezes, pensamos muito e agimos pouco.  O problema pode ser detalhismo em excesso ou até mesmo, por não saber como dar o pontapé inicial.

Você planeja na sua mente milhares de coisas, desde as mais simples até as complexas: uma viagem, abrir um novo negócio, iniciar na carreira musical, mudar de emprego e por aí vai. São tantas coisas que passam em nossas mentes que poderíamos até perder o foco, o que não é nada legal, afinal de contas, traçar um ponto de partida é fundamental para colocar uma ideia em prática.

Outro fator que devemos levar em consideração, são as aptidões que possuímos.

Todo mundo é bom em alguma coisa, só basta descobrir no que, e para isso, ter um pouco mais de percepção para captar o dom que temos, faz toda a diferença. Fica bem mais fácil de determinar o que queremos para as nossas vidas quando sabemos a nossa vocação.

No entanto, nem sempre fica mais fácil iniciar algo a partir do momento em que descobrimos nossas afinidades, porque mesmo evidenciando aquilo que sabemos fazer de melhor, pode ocorrer aqueles conflitos de ideias, e aí, voltamos ao problema inicial, como começar? Você pensa e não consegue executar suas ideias, e de repente, vê a sua vida estagnada.

Contudo, a certeza que tenho é que este problema pode ser resolvido, a partir do momento em que você começa a ter atitudes positivas, afinal, não é possível sair do lugar sem iniciar a caminhada.

shutterstock_82654879 As oportunidades não caem do céu, então se estas não aparecerem, corra atrás. Planeje algo sem pecar nos excessos, para que assim, a ideia se torne concreta trazendo consigo a melhor parte, que é a realização.

No final das contas o que fica é a sensação do dever cumprido, por fazer aquilo que gostamos, e obviamente da melhor forma possível, pois quando fazemos algo, unindo vontade e vocação, tudo flui com mais naturalidade e os resultados são gratificantes, mas isso só será possível a partir do momento em que “começar” deixe de ser uma ideia e se torne uma atitude.

Sobre o autor

Cintia Freitas

Cintia Freitas

Graduada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo.

Email: [email protected]
Site: br.linkedin.com/in/cintiafreitass