Convivendo

Itália, um exemplo em acessebilidade

Marianna Gomes
Escrito por Marianna Gomes
Antes de ir é melhor se programar, fazer um roteiro, pois são muitos os lugares a serem visitados. A Itália investiu muito em acessibilidade, transporte público com rampas e os principais pontos turísticos do país oferecem acesso à todos.

A RFI (Rede Ferroviária Italiana) oferece assistência em 150 estações (cerca de 900 trens são adaptados). É possível conhecer outras cidades de trem, além de serem muito confortáveis, a maioria está equipada com áreas para cadeiras de rodas e travas de segurança.

Pisa é uma cidade conhecida por sua Torre torta (uma das principais atrações turísticas). A obra foi construída em 1173 e tem 294 ou 296 degraus. Observação: não possui elevador.

O Batistério está localizado na Praça dos Milagres (toda a praça foi declarada Patrimônio da Humanidade, em 1987). Faz parte do complexo arquitetônico. É um importante ponto turístico, edifício religioso dedicado a São João Batista.

img-20161225-wa0153

O som dentro é curioso, pois gera ecos por segundos. Na bilheteria está à disposição cadeira de rodas, a visita é acessível a portadores de deficiência. No interior dele é possível apreciar alguns monumentos funerários e dois sarcófagos romanos.

É impossível ir e não conhecer um dos museus mais importantes do mundo, assim como o mais importante da Itália: Galleria degli Uffizi. Lá temos muitas obras, entre os artistas estão Leonardo da Vinci, Correggio, Raffaello Sanzio, Michelangelo e Buonarroti.

Os valores das entradas podem variar dependendo da época do ano e dos eventos. Crianças menores de 6 anos, pessoas com deficiências e seus acompanhantes; professores inseridos em seus grupos escolares devidamente autorizados e guias turísticos não precisam pagar o bilhete.

img-20161225-wa0100-1No século XX, a Galeria Uffizi era sobretudo conhecida como uma galeria de quadros. A Galeria da Academia, também conhecida como o Museu de Miguel Ângelo, foi fundada em 1974. A intenção era que fosse servida como local de estudo para os estudantes da Academia de Belas Artes, que fica próximo.

É impossível não destacar nesse local a obra símbolo de Florença (David), que chegou ao museu em 1873. Ele representa o poder e a liberdade da República Florentina. O Palácio da Academia abriga também o museu de instrumentos musicais, além de muitas outras obras famosas, incluindo cerca de 300 quadros.

Alguns grandes artistas com obras expostas são: Sandro Botticelli, Domenico Ghirlandaio, Pontormo, Andrea del Sarto, Allessando Allori e Orcagna. O museu é pequeno, mas a variedade é imensa. David ou Davi, obra do artista Michelangelo, mede 5,17 metros. É muito rica em detalhes, uma das obras mais famosas do autor.

img-20161225-wa0200Uma das obras de Michelangelo que é fundamental ser apreciada é ‘O Escravo’, também chamado de “jovem escravo”. A figura está mais claramente definida, mas parece quase amarrada dentro dele, enterrando o rosto no braço esquerdo e escondendo o direito ao redor dos quadris.

O estudo profundo da anatomia humana é destacado no cotovelo esquerdo e nas linhas cuidadosas do bíceps curvado e do tríceps. Seu rosto, que está apenas começando a aparecer, parece tão jovem em comparação com sua musculatura. Michelangelo sempre esboçou a imagem de frente para trás: mostra claramente dentro do Jovem Escravo, que parece estar surgindo da rocha.

Outra cidade muito bonita é Livorno, conhecida por seu enorme porto e suas saborosas comidas típicas. Na Itália, as comidas são muito saborosas e os doces são menos enjoativos.

img-20161225-wa0177-1

O que é bom experimentar? O delicioso risoto feito na tintura da Lula. Foccacia, comida típica saborosa.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Marianna Gomes

Marianna Gomes

Marianna Gomes Santos, 23 anos.
Sempre buscando conhecimento. Apaixonada por aprender! Ama viajar e assistir filmes.

Formada em Pedagogia pela Unimes e cursando 5º Semestre de administração de empresas. Diretora de Relações Públicas da FOP BRASIL.

Portadora de Fibrodisplasia Ossificante Progressiva, doença genética rara. Diagnosticada aos 5 anos.

Telefone: (13) 99694-2120
E-mail: [email protected] | [email protected]
Associação FOP BRASIL: fopbrasil.org.br | Facebook FOP BRASIL