Terapias

Lian Gong em 18 terapias Anterior – Ginástica Terapêutica da MTC

Homem posicionando suas mãos nas costas
Cup of Couple / Pexels

Neste artigo começo a falar das artes corporais terapêuticas da MTC. O lian gong em 18 terapias – anterior é a primeira delas.

Criado pelo médico ortopedista chinês dr. Zhuang Yuen Ming, o lian gong em 18 terapias chegou ao Brasil por intermédio de Maria Lúcia Lee (com quem aprendi a prática).

Trata-se de uma série de 18 exercícios baseados em antigos conceitos das artes marciais e dos exercícios de dao yin e em manobras da famosa massagem chinesa, o tui na.

O termo lian gong em 18 terapias significa um treino (gong – pronuncia-se kung, sim o mesmo do kung fu) persistente (lian – pronuncia-se lién e significa algo que se obtém com prática constante, como a forja de uma espada – aliás, Maria Lucia Lee diz que praticar o lian gong em 18 terapias é forjar um corpo saudável); e em 18 terapias, pois cada exercício é uma terapia em si, cada um tem um objetivo e um foco terapêutico específico.

Veja a seguir o ideograma de Lian Gong:

Os 18 exercício são divididos em três séries com 6 exercícios cada. Vou descrever as séries com os nomes dos exercícios, mas antes vamos conhecer algumas considerações e quais são as posturas de mãos, pernas e pés para a prática.

Eu separo para os meus alunos o aprendizado do lian gong em 18 terapias em 3 fases.

1ª: Aprendizado – aqui eu espero que eles aprendam os exercícios de forma correta, sabendo todos os detalhes para a execução ideal e todos os pontos que não devem ser feitos na prática. Aqui introduzo a importância da respiração, mas neste primeiro momento peço que o aluno deixe a respiração mais livre. Como diz Maria Lucia Lee, “a respiração é a primeira (porque devemos saber que há um jeito correto de usá-la) e a última (porque só com o refinamento é que conseguiremos realizá-la adequadamente) com que devemos nos preocupar”.

2ª: Memorização – aqui eu espero que o aluno seja capaz de realizar os exercícios sem que eu precise executá-los junto.

3ª: Refinamento – aqui vou observando quanto cada um pode lapidar seu movimento, ganhando amplitude, melhorando a relação com a música e então a respiração adequada.

Com relação à posição das mãos, há as seguintes:

Mãos em punho (ou boca do tigre fechada) – o polegar deve tocar o dedo médio e a pressão que se faz é a de segurar um passarinho – se for muito suave, ele foge; muito forte, ele morre.

A mão em punho
Alexandre Maradei Nogueira

Boca do tigre aberta – o polegar deve estar o mais distante possível da palma da mão, com um bom tônus, mas não com força demais a ponto de ficar rígido.

Mão aberta em posição
Alexandre Maradei Nogueira

Mãos em faca – é a mão dos golpes das artes marciais. A atenção está na borda do dedo mínimo e com um leve movimento descendente.

Palma da mão aberta
Alexandre Maradei Nogueira

Com relação à posição das pernas, elas são:

Juntas.

Afastamento pequeno – pernas separadas na largura do ombro, com os pés paralelos (pela linha de dentro do pé).

Praticando posições de pernas
Alexandre Maradei Nogueira

Afastamento médio – pernas separadas na largura de um ombro e meio.

Praticando posições de pernas
Alexandre Maradei Nogueira

Nessa posição executam-se movimentos do “montar a cavalo” ou MaBu em chinês.

Praticando postura de montar a cavalo
Alexandre Maradei Nogueira

Afastamento grande – pernas separadas na largura de dois ombros.

Praticando posições de pernas
Alexandre Maradei Nogueira

Nessa posição executam-se os movimentos de descida ou PuBu.

Praticando postura de descida
Alexandre Maradei Nogueira

Com relação à posição dos pés, eles podem ser:

Cheio – quando o peso está todo sobre eles.

Posição com os pés
Alexandre Maradei Nogueira

Vazio – quando o peso está no outro pé e o pé vazio está livre.

Posição com os pés
Alexandre Maradei Nogueira

Séries do lian gong em 18 terapias

1ª série – exercícios para PESCOÇO e OMBROS

Exercício 1 – Movimento do pescoço

Exercício 2 – Arquear as mãos

Exercício 3 – Estender as palmas para cima

Exercício 4 – Expandir o peito

Exercício 5 – Despregar as asas

Exercício 6 – Levantar o braço de ferro

2ª série – exercícios para a COLUNA VERTEBRAL (tronco e abdome)

Exercício 7 – Empurrar o céu e inclinar para o lado

Exercício 8 – Girar a cintura e projetar as palmas

Exercício 9 – Rodar a cintura com as mãos nos rins

Exercício 10 – Abrir os braços e flexionar o tronco

Exercício 11 – Espetar com a palma para o lado

Exercício 12 – Tocar os pés com as mãos

3ª série – Exercícios para os glúteos, pernas e pés

Exercício 13 – Rodar os joelhos à esquerda e à direita

Exercício 14 – Flexionar as pernas e girar o tronco

Exercício 15 – Flexionar e esticar as pernas

Exercício 16 – Tocar os joelhos e levantar a palma

Exercício 17 – Abraçar o joelho contra o peito

Exercício 18 – Passos marciais

Você também pode gostar

No próximo artigo apresentaremos mais detalhes de cada exercício e haverá uma série de vídeos mostrando a execução deles para que vocês possam praticá-los.

Quando terminarmos a parte anterior, passaremos para o lian gong em 18 terapias – posterior, que tem como objetivo principal prevenir e tratar tenossinovites e bursites dos membros superiores e síndrome do túnel do carpo.

Depois finalizaremos com o i qi gong, que é a última parte do lian gong em 18 terapias e tem como principal objetivo fortalecer o coração e os pulmões e prevenir e tratar doenças respiratórias.

“Ao nascer o homem é suave e flexível;
Na sua morte é duro e rígido.
Plantas verdes são tenras e úmidas;
Na sua morte são murchas e secas.
Um arco rígido não vence o combate.
Uma árvore que não se curva quebra.
O duro e o rígido tombarão.
O suave e o flexível sobreviverão”
— Dao De Jing – verso 76

Até o próximo artigo!

Sobre o autor

Alexandre Maradei Nogueira

Alexandre Maradei Nogueira

Graduado em enfermagem pela Unisantos, desde 1990. Trabalhou quase que exclusivamente na docência (em especial de anatomia humana) e deixou de exercer a profissão há 15 anos para se dedicar profissionalmente à terapia holística.

Em 2005 obteve o título de especialista em artes corporais terapêuticas em medicina tradicional chinesa pela Faculdade de Ciências da Saúde do Centro Universitário Senac.

Formou-se em astrologia em 1997 na Escola Santista de Astrologia e especializou-se em astrologia e saúde pela Gaia Escola de Astrologia, em 2005.

Integrou a 1ª turma do CPG (Central de Pesquisas Gaia) na Gaia Escola de Astrologia, onde obteve o 1º lugar no Prêmio Novos Astrólogos com a pesquisa “Marte e a Linguagem Corporal”. Esse trabalho foi publicado na 8ª edição do CBA (Caderno Brasileiro de Astrologia).

É canceriano com ascendente e Lua em Peixes.

Em 2010 tornou-se reikiano nível III.

Em 2011 tornou-se Master Teacher in Magnified Healing® 1ª fase.

Em 2021 tornou-se terapeuta praticante de Magnified Healing 3ª fase – Light Healing®.

Possui um espaço terapêutico no qual atende em seu consultório, ministra cursos, dá palestras e conduz semanalmente Meditação da Chama Violeta e um Grupo de Estudos sobre Espiritualidade.

Ministra cursos em diversos locais pelo Brasil.

É terapeuta voluntário na Casa da Luz Santos (https://www.facebook.com/casadaluzsantos – @casadaluzsantos), onde coordena o atendimento de Reiki dos Bichinhos.

É terapeuta credenciado ao Sinte desde 2012 – CRT 47268

Contatos
Email: [email protected]
Facebook: Alexandre Maradei Nogueira
Instagram: @alexandre.tholistico
Site: alexandremaradei.terapeutaholistico.com.br