Autoconhecimento Comportamento

Limpar a memória. Passo a passo para livrar-se de pesos e memórias do passado

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Limpar a memória foi o que fez Clementine, interpretada por Kate Winslet, para esquecer o homem que tanto amou, Joel, vivido por Jim Carrey. Em “Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças”, um filme de 2004, há um serviço médico que tem como objetivo apagar as memórias que uma pessoa deseja esquecer.

Ainda que pareça tentadora a possibilidade de esquecer tudo aquilo que te magoou, o personagem de Jim Carrey demonstra um profundo arrependimento quando decide passar por esse procedimento. Será que limpar a memória é sempre a melhor solução? Se é, como a limpeza da memória deve ser feita?

Em geral, as memórias que uma pessoa poderia querer esquecer são aquelas que suscitam sentimentos ruins. Ou seja, podem ser fatos do passado que ainda fazem mal para a pessoa que os viveu. Nesse caso, parece que limpar a memória seria a forma mais eficiente de deixar de se sentir mal.

No entanto, não é isso que os cientistas de um documentário estadunidense dizem. Exibido pelo canal PBS, em 2016, Memory Hackers é um estudo que teve como objetivo entender como as memórias se constroem, se elas podem ser apagadas e se podem ser alteradas.

De acordo com a biologia, as memórias são formadas e armazenadas em inúmeras partes do cérebro. Só por esse motivo já seria difícil apagá-las por completo, já que seria difícil identificar onde elas estão, sem afetar outras partes da mente.

Imagem de uma mesa e sobre ela várias fotos em preto e branco. Um homem está mexendo nessas fotos e ele segura entre as mãos a foto de uma criança.
Imagem de Michal Jarmoluk por Pixabay

Uma memória se constrói com a formação de proteínas, que estimulam as células do cérebro a se conectarem. Com essas conexões, as memórias ficam armazenadas e podem ser revisitadas, apresentando um potencial mutável. Todas as vezes em que lembramos de uma situação traumática, por exemplo, as memórias do evento são reativadas e podem ser modificadas.

As memórias traumáticas, que seriam as mais buscadas na hora de limpar a memória, estão associadas a hormônios (noradrenalina e norepinefrina) que são liberados em situações de estresse e de adrenalina. Para fazer a limpeza da memória, bastaria anular essa associação entre a memória e esses hormônios, que causam a sensação de tristeza quando as lembranças são revisitadas.

Para executar esse processo de forma científica, no entanto, é preciso que haja o acompanhamento de um profissional. Essa pessoa, qualificada para a tarefa, irá trazer à tona a lembrança e então fornecer propanolol ao organismo que deseja limpar a memória. Essa substância irá interromper a produção dos hormônios negativos quando a pessoa lembrar-se novamente do evento.

Dessa forma, a lembrança sobre o passado continuaria existindo. Porém, sem os hormônios que causam estresse, ansiedade e tristeza, seria só mais uma lembrança. De acordo com o estudo, é possível manipular a memória por meio de substâncias como essa e de exercícios controlados em laboratório. Uma pessoa, sem instrução, não seria capaz de reproduzir esse processo.

Imagem de várias fotos em preto e branco espalhadas sobre uma mesa. Sobre as fotos temos duas lentes de câmara fotográfica.
Imagem de Michal Jarmoluk por Pixabay

O método médico e científico, entretanto, não é a única forma de limpar a memória. Existem exercícios de meditação e de oração que podem trazer tranquilidade e paz sobre lembranças ruins, e que não trariam problemas se fossem reproduzidos em casa.

Um exemplo desse método é a execução da oração do Ho’oponopono. Por meio dessa técnica havaiana é possível desbloquear a fluidez dos sentimentos que estão sendo prejudicados pela manutenção de memórias negativas. É como um processo de cura.

Ao repetir a oração diariamente, ou sempre que estiver sendo tormentado(a) por lembranças ruins, você será capaz de limpar a memória. Basta dizer as seguintes palavras:

“Divino Criador, pai, mãe, filho em um…
Se eu, minha família, meus parentes e ancestrais lhe ofenderam, à sua família, parentes e ancestrais em pensamentos, palavras, atos e ações do início da nossa criação até o presente, nós pedimos seu perdão…
Deixe isto limpar, purificar, liberar, cortar todas as lembranças, bloqueios, energias e vibrações negativas e transmute estas energias indesejáveis em pura luz…
E assim está feito.
Sinto Muito. Me Perdoe. Te Amo. Sou Grato.”

Imagem de fotos antigas em preto e branca. São pessoas (homem, mulheres e crianças).
Imagem de klimkin por Pixabay

A ideia de desbloquear as energias negativas que estão se acumulando por causa das suas memórias negativas também está presente na técnica EFT, Emotional Freedom Techniques. Em tradução livre, a técnica de limpar a mente se refere a técnicas de libertação emocional. Diferentemente da oração, é preciso do auxílio de um profissional para aplicar essa técnica.

A EFT funciona como uma acupuntura psicológica, que promove a liberação dos meridianos do corpo, de acordo com a medicina chinesa. Esses meridianos são os pontos do corpo que acumulam energias, e que, quando liberados, a partir de batidas em determinadas partes do corpo, trazem uma sensação de alívio.

É por meio dessa terapia que seria possível limpar a memória, visto que ela se caracteriza pela restauração do equilíbrio de energias que estão presentes no corpo. Revisitar o passado e se sentir mal sobre ele é uma consequência do acúmulo prejudicial de energias negativas. Com a EFT, praticada por um profissional, você pode melhorar.

Se você não tiver a possibilidade de buscar o tratamento com profissionais, ou se não quiser fazer a oração, limpar a memória pode ser uma tarefa um pouco mais difícil, mas que ainda trará benefícios.

Antes de dormir, você pode se esforçar para pensar em memórias positivas sobre o seu dia ou sobre experiências que você viveu. Uma noite de tranquilidade e paz começa assim, além de permitir que energias positivas sejam liberadas ao seu redor.

Imagem de uma câmera fotogrática antiga e bem nostálgica. Ela está sobre uma mesa com fundo preto e algumas fotos antigas de pessoas também estão espalhadas sobre a mesa.
Imagem de Th G por Pixabay

Evitar lugares nos quais as memórias negativas foram construídas também é uma técnica para limpar a memória. Assim, você não entrará em contato com elementos que façam essa lembrança ser reativada e trazida para a sua mente.

Você também pode gostar

Outro método para se libertar do passado que te faz mal é compartilhar a sua experiência com uma pessoa em quem você confie. Falar sobre o que aconteceu pode te ajudar a definir um começo, um meio e um fim para aquela situação. Você também terá alguém com quem conversar caso esteja se sentindo mal sobre isso.

Por fim, um método eficiente de libertar-se da dor que o passado pode causar e limpar a memória é o auxílio psicológico. Você pode procurar esse tipo de atendimento até mesmo pelo Sistema Único de Saúde, e será essencial se você quiser levar uma vida de tranquilidade em relação a quem você já foi e a quem você é.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]