Mitologia grega

Mitologia Grega — Tudo o que você precisa saber sobre

Foto por Sheila Johnson no 123RF
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O que é a mitologia grega? A mitologia grega é um conjunto de mitos e lendas sobre deuses, resultado de uma sociedade que era politeísta (acreditava em mais de uma divindade). Estas histórias foram criadas com características que refletiam a própria vida dos gregos, os deuses se apaixonavam, traíam, sofriam, viviam aventuras, eram ruins como vilões, outros pareciam mais com heróis.

Além de representarem traços que lembram os humanos, os deuses foram criados para que fosse possível representar assuntos inexplicáveis como vida após a morte, fenômenos da natureza, assim como sentimentos complicados como paixões, ódio e ciúmes.

Quando ela surgiu, aproximadamente?

Estima-se que já existia relatos das histórias que compõem a mitologia grega por volta de 5 a.C., mas não há afirmações concretas sobre esse início. Porém, ela começou a ser estudada quando o arqueólogo alemão Heinrich Schliemann, apenas em 1873, descobriu a cidade de Troia.

A cidade de Troia foi descrita no poema Ilíada, que Homero escreveu, mas poucos acreditavam que ela existia, até que Heinrich descobriu, e assim começaram a estudar estas histórias.

Atualmente, a mitologia grega é estudada e já contribuiu muito para áreas como psicologia, astronomia e antropologia. Além de fazer parte do conteúdo escolar das crianças brasileiras.

Imagem da estátua de Poseidon.
Foto por Chelsea M. no Pixabay

Deuses da Mitologia Grega

Na Antiga Grécia, o Monte de Olimpo, com altitude de 2.917 metros, era considerado a casa dos deuses. De acordo com a história, o portão era feito de nuvens, isso pode ser explicado devido à altitude do monte.

Os primeiros deuses surgiram após a criação do mundo, segundo a mitologia. Os três irmãos: Zeus, Hades e Poseidon.

Zeus

Conhecido como pai dos deuses, filho de Crono e Reia, é ele quem comandava o mundo, responsável por manter a ordem e manter o cumprimento das regras. Retratado com aparência de um homem forte, com barba, que controlava as tempestades, com um raio na mão e uma águia próxima.

Poseidon

Rei dos mares e oceanos, pode controlar as águas, correntes do mar, terremotos, tempestades e ondas, é irmão de Hades e Zeus, considerado o segundo deus mais forte. Parecido com Zeus, barba branca e corpo forte, mas na mão carrega um tridente e costuma ser representado com animais marítimos, como golfinhos a sua volta.

Hades

Deus do submundo, inferno e dos mortos, irmão mais velho de Poseidon e Zeus, o único que não morava no Monte Olimpo. Muitos o consideram rei da riqueza também, porque era guardião de pedras preciosas e metais encontrados embaixo da terra. Nas representações está com o cão de três cabeças.

Imagem da estátua do Deus Apolo.
Foto por Oleg Ilyushin no Pixabay

Deuses do Olimpo

Além dos reis citados, outros deuses compõem os doze principais deuses, os que moravam no Olimpo, em um belo e enorme palácio.

Afrodite

É a deusa do amor, beleza e sexo. Ela foi casada com o Hefesto e teve sete filhos com ele, mas foi incapaz de amar um só homem, amou outros deuses como Hermes, Dionísio e Adonis. Representa também a fecundidade.

Apolo

Deus do sol e das artes, também é associado à beleza masculina. Era filho de Zeus e Leto, é o mais venerado depois do pai.

Ártemis

Deusa da caça, da vida selvagem, da castidade e da luz. Costuma ser representada com arco e flecha com setas, meia-lua sobre a cabeça.

Atena

Deusa da sabedoria, guerra e da justiça. É protetora da cidade de Atenas, que levou esse nome como homenagem à deusa. Segundo a mitologia, ela nasceu da cabeça de Zeus, e não conheceu a própria mãe.

Imagem do Deus Hermes da mitologia Grega.
Foto por Moon Child no Pixabay

Deméter

Ela é deusa da agricultura e da colheita, irmã de Zeus, Poseidon e Hades.

Dionísio

Deus das festas, do vinho e do prazer. Filho de Zeus com uma mulher mortal chamada Sémele. A história conta que ele nasceu na coxa do pai, que costurou o coração da mãe dele na perna.

Hefesto

Deus do fogo, dos ferreiros e artesãos. É filho de Zeus com Hera, costuma ser representado por um homem mais velho com barba. Era forjador e trabalhava com os ciclopes perto das regiões vulcânicas.

Hermes

Deus do comércio e das comunicações, ele era o mensageiro dos deuses, guiava os mortos ao encontro de Hades no submundo.

Hera

Deusa das mulheres, da maternidade e do casamento. Irmã e mulher de Zeus, algumas histórias a mostram como vingativa, mas foi fiel a Zeus por toda a eternidade.

Imagem da estátua doo Deus Hermes.
Foto por Nicholas Demetriades no Pixabay

Heróis, monstros e animais mitológicos

Além dos deuses, as histórias da mitologia retratam outros seres especiais. Os heróis como Aquiles, Hércules, Jasão, Perseu e Édipo enfrentam diversas aventuras e combates. Eles ficaram famosos pelas características e forças específicas.

Centauro era um homem com metade do corpo cavalo e a outra metade homem, enquanto Minotauro era metade touro, metade homem; Ciclopes eram gigantes com um olho no meio da testa.

Principais mitos gregos

A origem do Universo

Esta história foi escrita pelo Hesíodo na Teogonia. Acontece antes mesmo dos principais deuses Zeus, Poseidon e Hades, descritos no começo deste texto. Tudo começa com um grande vazio chamado Caos. Nesta época, tudo era sem sentido e desordenado. A Terra não tinha forma como agora, com céu, mar, terra e água.

De repente, surgiu o primeiro sinal de um futuro mais concreto, a Terra, conhecida como deusa Gaia, descrita na forma de uma mulher “de seios fartos”.

A partir de os outros deuses primordiais foram criados: Éter, deus do ar; Urano, deus do céu; Hemera, deusa do dia; Tálassa; deusa da vida marinha; Eros, deus do amor; Ponto, deus das profundezas do mar; Érebo, deus da escuridão; Nix, a deusa da noite; Tártaro, deus das profundezas da Terra.

O mito explica detalhadamente o surgimento de cada deus, e, a partir deles, os famosos deuses do Olimpo.

Imagem da estátua de um soldado durante a guerra de tróia.
Foto por Gancheva no Pixabay

A Guerra dos Titãs

Este foi o primeiro confronto que aconteceu com os deuses primordiais, que surgiram na criação do Universo. O filho de Urano e Gaia, conhecido como Crono, se rebela contra os pais, toma tudo deles e passa a ser o rei. Com o passar do tempo, o mesmo ocorre com ele. Revoltado, ele decide engolir todos os filhos para evitar um novo golpe.

O que Cronos não esperava, aconteceu: Zeus ficou escondido pela mãe Reia, e depois de muito tempo, Zeus se vinga do pai e o obriga a vomitar todos os irmãos dele. A partir disso, ocorre uma grande guerra entre os deuses e titãs.

A Guerra de Troia

Essa guerra é muito importante, pois com ela que as pessoas passaram a estudar mais mitologia, inclusive muitos filmes se originaram com essa história. Tudo começou com um desentendimento amoroso entre Atena, Era e Afrodite, que disputaram uma maçã dourada com uma frase escrita que ela era para a “mais bela deusa”.

O príncipe de Troia, Páris teve que decidir qual delas ficaria com o objeto, acabou subornado por Afrodite e a escolheu. Ela o prometeu que ficasse com a Helena, mulher mais bonita. Porém Helena já era casada com Menelau, rei de Esparta, então ela fugiu com o Páris.

No fim, o marido da Helena e os soldados dele a resgataram, devido a isso a Guerra de Troia durou 10 anos, terminou com Helena e o marido juntos.

Imagem do tempo Parthenon na Grécia.
Foto por Natasa Pavic no Pixabay

De que formas essa mitologia colaborou para a construção da nossa sociedade como ela é hoje?

A mitologia grega contribuiu de diversas formas para o desenvolvimento social; em relação à política é possível perceber nas obras de Homero. Refletiam a ideia de que a virtude era resultado de esforço no trabalho e não mais de hereditariedade. Cidadania e igualdade também estavam presentes tanto nos poemas de Homero quanto em Hesíodo.

No poema Ilíada, que retrata a Guerra de Troia, os guerreiros se unem para decidir por meio de voto de cada um deles, que eram considerados igualmente. Além disso, era preciso desenvolver argumentação. Esses pontos trazem indícios democráticos que ocorreram na Grécia e influenciaram a democracia que veio ao mundo muito tempo depois.

Você também pode gostar

São muitas colaborações da mitologia na sociedade atual, mas outra grande influência foi nos Jogos Olímpicos. Os primeiros foram criados pelos gregos para homenagear os deuses, principalmente Zeus. Eles buscavam a paz e harmonia nos jogos. Atletas das cidades-estados se reuniam em Olímpia para disputar competições esportivas. Inspiraram as Olimpíadas que existem de quatro em quatro anos até hoje.

Imagem da estátua de vários deuses da mitologia grega.
Foto por Cla-Fumassa no Pixabay

Mitologia grega nos filmes/séries

Todo este mundo mitológico inspirou muitos filmes e séries relacionados aos deuses e seus mitos, uma forma leve de conhecer mais sobre a mitologia grega sem sair do sofá! Segue então uma lista de filmes sobre este tema:

  • A Odisseia (1997)
  • Hércules (1997 e 2014)
  • Percy Jackson e o Ladrão de Raios (2010)
  • Troia (2004)
  • Helena de Troia — Paixão e Guerra (2003)
  • Fúria de Titãs (2010)
  • Mulher-Maravilha (2017)

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]