Musicoterapia Saúde Integral

O que é música?

Alexandre Faria
Escrito por Alexandre Faria
Para início de conversa, podemos ouvir uma canção? Abaixo, deixo três sugestões:

– Escolha uma música que lhe agrada. Caso não possa ouvir neste momento, cantarole ela em sua mente.

– Feche os olhos.

– Ouça num fone de ouvido…CALMA, ESPERE UM MOMENTO! Quando terminar a música, nada de ficar navegando pelas redes sociais, volte para continuar a leitura, hein?!

Agora sim, podemos continuar nossa prosa. Para você, o que é música? Consegue dar uma definição para esta palavra? Pedi para que algumas pessoas do meu convívio dessem uma definição para nossa pergunta e vou compartilhar aqui com você:

“Para mim, música é tudo. É o amanhecer, entardecer, anoitecer, música é paixão, amor, encantamento…”

“Uma arte de sonorizar sentimentos bons ou ruins.”

E para você, leitor? Já conseguiu definir o que é música?

Continuando, ainda temos a definição do dicionário: 1.arte que ensina a combinar sons que produzam efeito agradável; 2. Resultado da combinação de sons.

Vejam o quão ampla em significados é uma única palavra que parece ser tão óbvia. Explicar o que é música é algo muito subjetivo, portanto, não há certo ou errado. Há pessoas um pouco mais concretas que dirão sobre as propriedades do som, e outras que tentarão explicar de forma mais sinestésica.

A música, dentre as artes, é a única linguagem que acontece no tempo e espaço e que não conseguimos apalpar seu resultado final. Podemos ficar horas filosofando sobre as possíveis definições de música e, ainda assim, faltar relógio. De modo geral, podemos traçar linhas que andem paralelamente ao que pode ser uma possível definição.

As definições de música têm se transformado conforme nossa sociedade evolui, no século passado essa definição passou por inúmeras mutações, coisa que seria improvável acontecer antes do século XIX.

Uma definição que penso ser a mais contemporânea é a que John Cage diz, que música é sons, sons que estão à nossa volta e que não estão somente em grandes salas de concerto.

Podemos, então, considerar que música são todos os sons que estão ao nosso redor e que tenhamos o objetivo de considerar este estímulo como música, seja ele o som dos cantos gregorianos, das harpas celestiais ou até mesmo do pisca alerta do carro (que funciona muito bem como um metrônomo, risos) ou de uma panela de pressão ao cozinhar algum alimento.

Experimente fechar seus olhos por 2 minutos e ouvir a composição orgânica e espontânea acontecendo neste momento, seja no seu trabalho, escritório, sala de aula ou espera em um consultório. Tente fugir neste fim de semana para um parque, jardim ou faça uma trilha e experimente fazer a mesma coisa.

Ouça a composição da vida!

Sobre o autor

Alexandre Faria

Alexandre Faria

Bacharel em Musicoterapia pela FMU, especialista em LIBRAS pela Faccamp e facilitador de Roda de Tambores.

Telefone:
(11) 99287-8410 - Claro
(11) 97780-4622 - Tim
E-mail: [email protected]